Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
AULA 02 - INSUFICIENCIA RESPIRATÓRIA AGUDA EM CRIANÇAS

Pré-visualização | Página 1 de 1

M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 1 
 
AULA 02
 
OBJETIVOS PRINCIPAIS 
T 
T 
T 
T 
T 
DEFINIÇÃO 
T 
T 
T 
T 
T 
PARTICULARIDADES NA CRIANÇA 
T 
METABOLISMO 
T 
T 
T 
T 
VIA AÉREA SUPERIOR 
o 
o 
T 
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 2 
 
o 
o 
T 
o 
o 
o 
o 
o 
T 
T 
CAIXA TORÁCICA 
T 
T 
T 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
o 
RESISTÊNCIA VIA AÉREA 
T 
T 
º
T 
PARÊNQUIMA PULMONAR 
T 
T →
T 
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 3 
 
T 
T 
T 
CLASSIFICAÇÃO 
GASOMETRIA 
T 
o 
o 
T 
T 
T 
ANATOMIA 
T 
T 
TEMPO DE INSTALAÇÃO 
DURAÇÃO 
T 
T 
T 
AGUDA 
T 
T 
T 
T 
T 
CRÔNICA 
T 
T 
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 4 
 
T 
→
T 
T 
T 
CRÔNICA AGUDIZADA 
T 
T 
T 
T 
T 
TIPOS DE HIPÓXIA 
 
T 
T 
T 
T 
ETIOLOGIA 
CAUSAS PULMONARES 
T 
PATOLOGIAS OBSTRUTIVAS DAS VA 
T 
o 
T 
o 
T 
PATOLOGIAS RESTRITIVAS DO PARÊNQUIMA 
PULMONAR 
T 
T 
T 
T 
CAUSAS NEUROLÓGICAS 
SISTEMA NERVOSO CENTRAL (SNC) 
T 
T 
T 
T 
SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO 
T 
T 
CAUSAS MECÂNICAS 
T 
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 5 
 
T 
CAUSAS DE TRANSPORTE DE GASES AOS TECIDOS 
T 
T 
T 
T 
CAUSAS METABÓLICAS 
T 
T 
T 
T 
QUADRO CLÍNICO 
RESPIRATÓRIO 
T 
T 
T 
T 
T 
CARDIOVASCULAR 
T 
o 
o 
o 
o 
SINAIS GERAIS E SNC 
T 
o 
o 
o 
T 
AVALIAÇÃO COMPLEMENTAR 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
VALORES NORMAIS DE GASOMETRIA ARTERIAL 
T 
T 
T →
→
T →
→
T 
T 
T →
→
T 
CONDUTA TERAPÊUTICA 
T 
→
→
→
→
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 6 
 
Angústia ou desconforto respiratório 
T 
Insuficiência respiratória 
T 
Insuficiência cardiopulmonar 
T 
T 
MANUTENÇÃO DE VIA AÉREA 
POSICIONAMENTO 
T 
T 
CÂNULA OROFARÍNGEA 
T 
T 
CÂNULA NASOFARÍNGEA 
T 
SUPORTE VENTILATÓRIO 
OXIGENOTERAPIA 
T 
T 
→ →
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 7 
 
DISPOSITIVOS BAIXO FLUXO 
CÂNULA NASAL - CATETER 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
T 
MÁSCARA SIMPLES 
T 
T 
T 
T 
DISPOSITIVOS ALTO FLUXO 
MÁSCARA NÃO REINALANTE 
T 
T 
T 
T 
T 
MÁSCARA REINALANTE PARCIAL 
T 
T 
T 
MÁSCARA VENTURI 
T 
T 
T 
T 
T 
CAPACETE OU HOOD 
T 
T 
T 
T 
CÂNULA NASAL 
T 
T º
T 
T 
T 
T 
SUPORTE RESPIRATÓRIO PRESSÃO POSITIVA 
NÃO INVASIVA 
T 
VENTILAÇÃO INVASIVA 
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 8 
 
INDICAÇÕES DE INTUBAÇÃO 
T 
T 
T 
T 
T 
INTUBAÇÃO 
T 
T 
T 
→
→
T 
→ →
OBJETIVOS PRINCIPAIS 
T 
T 
T 
T 
T 
ESTUDAR 
T 
T 
T 
CASO CLÍNICO 1 
T 
T 
o 
o 
o 
o 
T 
 
 
 
 
 
T 
T 
 
 
 
 
T 
M a r i a L u i z a F e r n a n d e s – E m e r g ê n c i a s P e d i á t r i c a s – A d r i a n a – P á g i n a | 9 
 
T 
 
 
 
 
T 
T 
 
 
 
 
CASO CLÍNICO 2 
T 
T 
T 
 
 
 
 
 
T 
T 
T 
T 
 
 
 
 
T 
T 
 
 
 
 
T 
T 
T 
 
 
 
 
T