A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ROTURA DE MEMBRANAS

Pré-visualização | Página 1 de 1

1 
 
1 
GINECOLOGIA ATD2 
ISABELLA S S BORGES TXXII-B 
Rotura Prematura das 
Membranas Ovulares 
 Fisiologia do líquido amniótico 
Inicio da gestação = ultrafiltrado do plasma 
2º trimestre = difusão do liquido extracelular 
pela pele fetal 
A partir de 20 semanas = queratinização da 
pele 
Principal fonte: urina fetal e fluido pulmonar 
Reabsorção: deglutição, reabsorção intestinal 
e troca pelo cordão umbilical 
Funções do líquido amniótico 
A bolsa é uma proteção estéril → previne 
infecções; ajuda na homeostase; controle de 
temperatura; desenvolvimento do sistema 
pulmonar, digestório renal; 
Definição 
Rotura espontânea das membranas 
coriônicas e amnióticas antes do trabalho de 
parto, independente da IG 
OBS: Se a rotura das membranas for 
prematura, o bebe não nasce 
- Ocorre em 1:20 gestações 
Contraindicação a inibição de trabalho de 
parto → rompeu bolsa, entrou em trabalho 
de parto, não inibe, independente da IG 
Se tiver sinais de infecção → pode 
interromper a gestação 
Ex: rompeu bolsa com 30 semanas + sinal 
infeccioso → interrompe a gravidez 
Rotura prematura X rotura precoce 
1) Fora de trabalho de parto 
2) Fase inicial do trabalho de parto 
Etiologia 
• Iantrogenica 
o Procedimentos invasivos 
(amniocentese) 
o Bom prognóstico 
• Fatores mecânicos – trauma, muita 
ocitocina 
• Alterações do colágeno – síndrome de 
hipermobilidade 
• Processo inflamatório e infeccioso – 
fator mais importante 
- Infecções vaginais ascendentes que atingem 
o colo e canal cervical, chegando na área das 
membranas → enfraquece a membrana → 
rotura prematura 
Complicações 
Bolsa é barreira estéril, quando rompe, tem 
maior predisposição para infecções 
COMPLICAÇÕES MATERNAS 
Endometrite e bacteremia 
COMPLICAÇÕES FETAIS 
Hipoplasia pulmonar, infecção e 
prematuridade 
 
2 
 
2 
GINECOLOGIA ATD2 
ISABELLA S S BORGES TXXII-B 
Diagnóstico 
90% clinico → queixa de perda de liquido que 
escorre pela perna; acordou com a cama 
cheia de liquido 
OBS: quando há queixa de saída de liquido 
pela vagina, o principal exame a fazer é o 
especular 
- Evitar toque vaginal 
- Papel nitrazina (mostra ph básico) 
- Fenol vermelho (se for liquido amniótico, 
fica vermelho ao colocar com gaze na vagina) 
- Avaliação do Ph (da vagina é ácido; desse 
liquido é básico) 
- Arborização do muco cervical (Fica aspecto 
de samambaia) 
→ Os testes de ph tem sensibilidade alta mas 
a especificidade não. Se tiver outros líquidos 
(infecção urinaria) pode dar falso + 
*Na pratica não se usa muito esses exames, 
mas é cobrado em prova 
➢ Proteína 1 ligada ao fator de 
crescimento insulina-simile 
➢ Detecção da alfa1 microglobulina 
placentária 
Esses 2 testes são caros, não estão 
disponíveis em todos hospitais. Tem alta 
sensibilidade e especificidade 
 
 
Fatores que aumentam a chance de 
corioamniocentese 
✓ Numero de exames vaginais (6 ou 
mais) 
✓ TP > 12h 
✓ RPMO >24h 
✓ Colonização de estrepto B 
✓ Liquido meconial 
CORIOAMNIONITE??? Afasta outros focos 
de infecção e baseia-se em 1 critério maior 
(FEBRE >37,8ºC) ou 2 menores: 
✓ Taquicardia materna (FC>100)/fetal 
(FC>160) 
✓ Útero irritável 
✓ Saída de pus pelo orifício externo do 
colo 
✓ Leucocitose/aumento da proteína C 
reativa 
Sinais de alerta: 
✓ Diminuição da reatividade da 
cardiotoco 
✓ Diminuição abrupta do liquido 
amniótico 
✓ Diminuição dos movimentos fetais e 
movimentos respiratórios 
Conduta (resolução do parto e ATB) 
Parto normal ou cesárea? (se puder escolher) 
• Normal, pois cesárea tem maior risco 
de chance de infecção 
Administrar ATB 
• Clindamicina + gentamicina 
 
 
3 
 
3 
GINECOLOGIA ATD2 
ISABELLA S S BORGES TXXII-B 
Aspectos controversos 
Internação? Sim – interna toda paciente com 
bolsa rota 
Tocólise (inibição de parto prematuro)? não 
Corticoterapia para maturação pulmonar? 
Depende. Avaliar custo benefício. Primeiro, 
afastar infecção; se não tiver, 26-32 semanas, 
1 ciclo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.