A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
APOSTILA_02

Pré-visualização | Página 1 de 4

1Legislação da Segurança do Trabalho
Legislação da Segurança 
do Trabalho 
Alexandre Matheus Teixeira
2Legislação da Segurança do Trabalho
Sumário
Introdução .................................................................................................. 03
Objetivos .................................................................................................... 04
Estrutura do Conteúdo ............................................................................. 04
Legislação da Segurança do Trabalho
Tópico 1: Normas Regulamentadoras ......................................................... 05
Resumo ...................................................................................................... 26
Leitura Complementar .............................................................................. 27
Referências Bibliográficas ....................................................................... 28
3Legislação da Segurança do Trabalho
Prezado(a) aluno(a),
Seja bem-vindo (a) ao conteúdo “Legislação da Segurança do Trabalho”.
As normas regulamentadoras foram criadas para auxiliar os empregadores e 
empregados no trato da segurança do trabalho dentro das organizações.
Iremos saber um pouco mais sobre as principais normas regulamentadoras que 
norteiam a segurança do trabalho nas empresas e a legislação vigente que trata deste 
assunto, principalmente, dos processos que podem nos auxiliar na proteção da saúde e 
da segurança do trabalho no Brasil e nas empresas.
Nesta parte iremos abordar sobre Normas Regulamentadoras e sua aplicabilidade.
 Bons estudos!
4
Estrutura do Conteúdo
Objetivo
s
Legislação da Segurança do Trabalho
Ao final deste conteúdo, esperamos que 
você seja capaz de:
1. Conhecer a legislação sobre segu-
rança do Trabalho;
2. Entender as normas regulamentado-
ras;
3. Entender as questões que norteam a 
legislação sobre as normas regulamen-
tadoras.
Para melhor compreensão do conteúdo 
estudado, este material está dividido de 
acordo com os seguintes tópicos:
1. Normas Regulamentadoras
5Legislação da Segurança do Trabalho
1. Normas Regulamentadoras
Disposições Gerais
As Normas Regulamentadoras — NR, relativas à segurança e 
medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas empresas 
privadas e públicas e pelos órgãos públicos da administração direta e 
indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que 
possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho — CLT.
As disposições contidas nas Normas Regulamentadoras — NR aplicam-
se, no que couber, aos trabalhadores avulsos, às entidades ou empresas 
que lhes tomem o serviço e aos sindicatos representativos das respectivas 
categorias profissionais.
NR
1
Sa
úde
 e S
egu
ran
ça
6Legislação da Segurança do Trabalho
Serviços Especializados em Engenharia e Segurança e em 
Medicina do Trabalho, aprovada pela Portaria SSMT-MTb nº 33, de 
27/10/1983, tem por base a finalidade de promover a saúde e proteger a 
integridade física do trabalhador no local de trabalho.
Todas as empresas privadas e públicas, os órgãos públicos da 
administração direta e indireta e dos poderes Legislativo e Judiciário, que 
possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho — CLT 
(doravante), devem manter, obrigatoriamente, Serviços Especializados em 
Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho — SESMT (doravante).
O serviço especializado tem como finalidades principais a elaboração 
e a implementação de programas preventivos de acidentes e doenças 
ocupacionais, a partir de inspeções periódicas de segurança de forma a 
identificar as condições de riscos nocivas à saúde e à integridade física dos 
trabalhadores.
O SESMT é dividido basicamente em duas áreas:
• Engenharia de Segurança; 
• Medicina do Trabalho.
Cabe à área de Engenharia de Segurança reconhecer e analisar 
os riscos nos diversos postos de trabalho, bem como o treinamento de 
pessoal, a elaboração de programas e a implementação de estratégias de 
segurança objetivando o controle dos agentes nocivos e a conscientização 
dos trabalhadores.
Já à área de Medicina do Trabalho, cabe reconhecer as doenças 
profissionais, estabelecer hipóteses para as causas e propor medidas que 
eliminem ou minimizem os agentes nocivos no ambiente laboral.
NR
4
SESMT
7Legislação da Segurança do Trabalho
Perfil dos profissionais do SESMT e respectivas formações:
• Engenheiro de Segurança
• Médico do Trabalho
• Enfermeiro do Trabalho
• Auxiliar de Enfermagem
• Técnico de Segurança
Sa
úd
e 
e 
Se
gu
ra
nç
a
8Legislação da Segurança do Trabalho
CIPA
Segundo a NR-4, compete aos profissionais integrantes dos Serviços 
Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho:
• A aplicação dos conhecimentos de Engenharia de Segurança e e Medicina 
do Trabalho ao ambiente de trabalho e a todos os seus componentes, 
inclusive máquinas e equipamentos, de modo a reduzir ou até eliminar 
os riscos ali existentes à saúde do trabalhador.
A CIPA é composta de representantes do empregador e dos 
empregados, titulares e suplentes, de acordo com as proporções 
mínimas estabelecidas nos Quadros da NR-5. Tem como objetivo 
primordial prevenir os acidentes e as doenças do trabalho.
A atual legislação que a regulamenta é a Portaria nº 8, editada 
pelo Ministério do Trabalho e Emprego — MTE em 23.02.99. 
NR
5
C
I
P
A
Comissão: Grupo de pessoas conjuntamente encarregadas de tratar 
de um determinado assunto.
Interna: Seu campo de atuação esta restrito a própria empresa
Prevenção: É o que define claramente o papel da CIPA. É sua meta 
principal. Prevenção significa caminhar antes do acidente.
Acidente: Qualquer ocorrência imprevista e sem intenção que possa 
causar danos ou prejuízos à propriedade ou à pessoa.
9Legislação da Segurança do Trabalho
1921 — A Cipa 
Surgiu Através De Uma 
Recomendação DA 
Organização Internacional 
do Trabalho – OIT 
(doravante)
1944 - A Cipa Transformou-
se em Determinação 
Legal no Brasil; Foi Criada 
no Governo Vargas.
Principais Atribuições da CIPA
• Identificar os riscos do processo de trabalho e elaborar o mapa de riscos, 
com a participação do maior número de trabalhadores, com assessoria 
do SESMT, onde houver.
• Elaborar plano de trabalho que possibilite a ação preventiva na solução 
de problemas de segurança e saúde no trabalho.
• Participar da implementação e do controle da qualidade das medidas 
de prevenção necessárias, bem como da avaliação das prioridades de 
ação nos locais de trabalho.
• Realizar, periodicamente, verificações nos ambientes e condições de 
trabalho visando identificar situações que venham a trazer riscos para a 
segurança e para a saúde dos trabalhadores.
10Legislação da Segurança do Trabalho
• Realizar, a cada reunião (mensal), avaliação do cumprimento das metas 
fixadas em seu plano de trabalho e discutir as situações de risco que 
foram identificadas.
• Divulgar, aos trabalhadores, informações relativas à segurança e à saúde 
no trabalho.
• Participar, com o SESMT, onde houver, das discussões promovidas 
pelo empregador, para avaliar os impactos de alterações no ambiente e 
processo de trabalho relacionado à segurança e saúde dos trabalhadores.
• Requerer ao SESMT, quando houver, ou ao empregador, a paralisação de 
máquina ou setor onde considere haver risco grave e iminente à segurança 
e saúde dos trabalhadores.
• Colaborar no desenvolvimento e na implementação do PCMSO (NR-7) e 
PPRA (NR-9) e de outros programas relacionados à segurança e saúde 
no trabalho.
• Divulgar e promover o cumprimento das Normas Regulamentadoras, bem 
como cláusulas de acordos e convenções coletivas de