Imunidade Inata e Imunidade Adaptativa

@morfo-4 FAS

Pré-visualização

Imunidade Inata e Imunidade Adaptativa
Profª Valéria Almeida Rodrigues
O que determina a resistência ou susceptibilidade e às infecções é a eficiência da resposta imune contra um determinado patógeno.
Assim um indivíduo pode ser resistente a determinada doença e susceptível a outra.

Imunidade Inata
É a primeira linha de defesa contra a maioria dos microorganismos. Contudo nem sempre conseguem eliminar o patógeno.
As superfícies epiteliais do corpo são as primeiras barreiras contra a infecção. A superfície corporal é protegida por epitélios, que proporcionam uma barreira física entre o ambiente interno e externo que contém os patógenos.
Tais epitélios incluem a pele e os revestimentos do trato gastrintestinal, respiratório e genito-urinário.
As infecções ocorrem somente quando o microorganismo coloniza ou atravessa tais barreiras. A importância dos epitélios fica evidente quando essas barreiras são rompidas por ferimentos ou queimaduras, o que pode causar doença grave ou levar à morte.

BARREIRAS EPITELIAIS CONTRA A INFECÇÃO
- MECÂNICAS

Células epiteliais aderidas por junções fortes
Fluxo longitudinal de ar ou fluidos através do epitélio
Movimento de muco, pelos, cílios

- QUÍMICAS
Ácidos graxos (pele)
Enzimas: lisozima (saliva,suor,lágrima), pepsina (intestino),
pH baixo (estômago)
Peptídeos antibacterianos
- MICROBIOLÓGICAS

Flora normal compete por nutrientes e associação ao epitélio, pode produzir substâncias antibacterianas.

Fagócitos (neutrófilos e macrófagos) reconhecem antígenos bacterianos (exemplo) e liberam citocinas que, entre outros efeitos, produzem a INFLAMAÇÃO: definida pelo calor, dor, rubor, e inchamento.



A dilatação aumenta a permeabilidade dos vasos, levando ao maior fluxo sanguíneo para o local da inflamação (produzindo o rubor, calor e inchamento).

A produção de citocinas (proteínas produzidas por muitos tipos diferentes de células que medeiam às reações imunes e inflamatórias) também leva a expressão aumentada de moléculas de adesão (endotélio e leucócitos) favorecendo a diapedese - a migração de células para o foco inflamatório é responsável pela dor.

Imunidade Adaptativa
Os mecanismos de defesa mais altamente evoluídos são estimulados pela exposição aos agentes infecciosos e aumentam em magnitude e capacidade defensiva em cada exposição sucessiva a um micróbio particular. Pelo fato de que esta forma de imunidade desenvolve-se com uma resposta a infecção e se adapta a ela, é designada imunidade adquirida. As características que definem a imunidade adquirida são a grande especificidade para as distintas macromoléculas e a capacidade de "lembrar" e responder mais vigorosamente as repetidas exposições ao mesmo micróbio.

Imunidade humoral e imunidade mediada por células (celular),
 humoral é mediada por moléculas do sangue (anticorpos), que são produzidos pelos linfócitos B.

                                                          ||
                                                          \/
Os anticorpos reconhecem especificamente os antígenos microbianos, neutralizam a infecciosidade dos micróbios e marcam os micróbios para a eliminação pelos vários mecanismos efetores. É o principal mecanismo de defesa contra os micróbios extracelulares e suas toxinas.

Imunidade mediada por célula (CELULAR)

Linfocitos T:

A defesa contra essas infecções é uma função da imunidade celular, que promove a destruição dos micróbios que residem nos fagócitos ou a lise das células infectadas.

–Linfócitos T:
•Ativam fagócitos para destruir micróbios
•Citotóxico matam células que estão abrigando micróbios infecciosos no citoplasma.



•Imunidade pode ser induzida em um indivíduo por infecção ou vacinação (imunidade ativa).
•Ou conferida a um indivíduo por transferência de anticorpos ou linfócitos de um indivíduo ativamente imunizado (imunidade passiva).
•Especificidade => capacidade de reconhecer um determinado antígeno. Esta presente tanto na imunidade inata, quanto na adquirida.
•Diversidade => relacionada a imunidade adaptativa. Ex: o anticorpo atua somente em peptídeos e não na proteína toda, permitindo uma maior diversidade.
•Memória => Propriedade compartilhada com o Sistema Nervoso, é a capacidade de recordar um contato prévio com uma molécula e responder a este novo contato de forma mais rápida e ampla.
•Especialização => o SI é altamente especializado à produzir anticorpos e células para atuar em determinada área.

•Auto-limitação 

•Reatividade do que não é próprio reconhece o que é próprio (seu) e não ataca, ativa apenas o que é não próprio.

	
	Imunidade Inata
	Imunidade Adquirida

	Células
	neutrófilos, macrófagos, eosinófilos, mastócitos e NK
	Linfócitos


	Mecanismos
	fagocitose, proteínas fase aguda (CRP, complemento (via alternativa –opsonização), citotoxicidade(NK)

	Anticorpos, complemento (via clássica), citotoxicidade(células T)

	Especifidades
	+
	++++

	Induz Memoria?
	Não
	Sim

	Proteção Contra
	Bactérias, fungos e vermes

	Bactérias (intracelulares), vírus e protozoários.
AnngelaRosa Rosa fez um comentário
  • quais sao os componentes do complexo tcr e quias desses componentes sao responsaveis pelo reconhecimento de um antigeno e quais sao responsaveis pela tradução de sinaia?
    • 2 aprovações
    Carregar mais