A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
52 pág.
Plano de Comunicação_Viva Bicho_Cristielle

Pré-visualização | Página 8 de 12

Objetivos 
Tornar-se referência em fonte de informação jornalística para os veículos de 
imprensa da região do Vale do Itajaí 
 Organizar um grupo de profissionais e especialistas para atender a imprensa 
representando a ONG Viva Bicho; 
 
Metas 
Construir um guia com o mínimo de 40 fontes capacitadas em assuntos variados 
dispostas a atender a imprensa. 
 
Mão na massa 
 Criar um grupo de fontes para a imprensa é uma tática importante no relacionamento 
com este público. Depois de definir quem são os representantes que falarão em nome da 
ONG fica mais fácil controlar que informações são divulgadas, como elas são transmitidas e 
de que forma a fonte fará contato com o jornalista. 
 O processo inicia com a criação de um Guia, digital e passível de atualização com 
facilidade. Nele deverá constar o contato das fontes da Viva Bicho: nome completo, 
profissão, e-mail, telefone e assunto para o qual pode ser contatado. Para facilitar à consulta 
do jornalista, que nem sempre domina os temas da área, a produção do material deve ser 
feita em forma de glossário, organizando os contatos pelos temas. Dos diversos temas para 
os quais a ONG pode ser fonte, seguem algumas sugestões: 
 Consciência Ambiental: veterinários, engenheiros ambientais, biólogos 
 Direito Animal: profissionais da área jurídica 
 Adoção de animais: representantes da ONG, donos que adotaram animais 
 Cuidados com Cães e Gato: veterinários, proprietários de pet shops, adestradores. 
A publicação deve ficar disponível no site / Sala de Imprensa da Viva Bicho e ser 
divulgada sempre que possível. O material também pode ser enviado para o mailing list da 
ONG. 
 
 
 
 32 
Recursos 
 
Descrição Qtd Valor (R$) 
Jornalista 01 * 
Publicitário / Designer 01 * 
Computador 01 * 
 Total - 
*Recurso fornecido pelos voluntários da ONG 
 
Cronograma 
 
Período Ação Responsável 
Semana 01 Organização das informações do 
Guia 
Jornalista voluntário 
 Produção do Layout do Guia Designer / Publicitário 
 Divulgação do Guia na internet Jornalista voluntário 
 
Controles e Avaliação 
 
O controle do material será realizado com base no questionário preenchido pelos 
participantes do workshop. Deverão constar no guia todos os participantes que indicam se 
sentir preparados para atender a imprensa e disponibilizarem seus dados de contato para a 
imprensa. 
A avaliação será medida pelo controle de acessos à página no guia na internet com o 
contador em PHP que a Revista INFO4 disponibiliza para download na internet. O número 
de acessos indica quantas vezes o Guia foi consultado. É importante também, checar 
quantos dos veículos que procuraram a Viva Bicho consultaram o Guia de Fontes com uma 
pequena pesquisa. 
 
7.1.5. Projeto 4 - Sala de Imprensa 
 
A internet é um recurso prático e dinâmico para estreitar o relacionamento com a 
imprensa. O espaço on-line é ideal para estar à disposição do jornalista em tempo integral 
com informações úteis e sugestões de pauta, para facilitar o trabalho dele e, de quebra, 
ajudar a divulgar os assuntos de maior interesse para Viva Bicho. 
 
4
 http://info.abril.com.br/dicas/sites/outros-13/conte-a-audiencia-com-php.shtml 
 33 
Criar um espaço especial para os jornalistas dentro do site da ONG separa o joio do 
trigo e diz onde estão as informações para a comunidade e onde estão as informações 
exclusivas, quentinhas e interessantes, do jeito que a imprensa precisa para emplacar uma 
boa reportagem. Além disso, é um ambiente em que podem ficar armazenadas algumas as 
informações que ajudarão as fontes no atendimento à imprensa e arquivo da instituição. A 
sala de imprensa é um ambiente de comunicação dirigida, que pode ser atualizado com 
facilidade e reunir uma coletânea de materiais essenciais para ajudar o jornalista a encontrar 
o que precisa em poucos cliques. 
 
Objetivos 
Tornar a Viva Bicho uma referência em informação jornalística especializada e de 
qualidade. 
 Estreitar as relações com a imprensa; 
 Fornecer ao jornalista a encontrar material de qualidade, de acordo com os critérios 
de noticiabilidade, em tempo hábil; 
 Aumentar o número de mídia espontânea para a Viva Bicho no cenário regional; 
 
Metas 
 Conquistar 500 acessos até o sexto mês de vigência da sala de imprensa. 
 Emplacar 01 mídia espontânea, mensalmente por meio da sala de imprensa. 
 
Mão na Massa 
A criação da Sala de Imprensa começa na definição do que deve ser divulgado. 
Pensando na necessidade do público-alvo, as estantes principais desta biblioteca de 
informações devem ser: 
 Releases: banco de releases sobre notícias e novidades com temas variados 
relacionados à proteção animal, consciência ambiental e eventos. Ingrediente ideal 
para portais de notícia e jornais diários com o resumo dos últimos acontecimentos 
para nortear as notas e matérias. 
 Sugestões de Pautas: catálogo com opções de pautas frias, com temas atemporais, 
de interesse público e assuntos que despertam o interesse do leitor. Direcionado 
principalmente à revistas, programas de TV/variedades e sites especializados. 
 Artigos: pesquisas e artigos opinativos redigidos por profissionais da área de 
biologia, veterinária, direito, e amantes de animais, parceiros da Viva Bicho, 
abordando questões diretamente relacionadas à proteção e cuidados ao animal, 
adoção, saúde pública e consciência ambiental. 
 34 
 Sala de Entrevistas: arquivo de entrevistas com os representantes da Viva Bicho, 
especialistas, personalidades e amantes de animais. 
 Imagens: Banco de fotos em alta resolução dos animais, resgates, abrigo, adoções, 
eventos e dos representantes da Viva Bicho, devidamente catalogados por assunto. 
 Áudios e Vídeos: coletânea de áudios e vídeos institucionais realizados pela Viva 
Bicho, com material institucional como spots e vídeo da ONG e material jornalístico 
como documentários, matérias e entrevistas. 
 Agenda: divulgação da agenda de eventos da área de proteção animal realizados 
pela Viva Bicho, parceiros e grandes instituições do segmento. Além de informações 
sobre datas de coletivas e eventos específicos para jornalistas. 
 Guia de Fontes: Lista de contatos, parceiros da ONG contendo nome, telefone, e-
mail, profissão e sobre que assuntos é especialista ou está apto a falar para a 
imprensa. Os contatos estarão previamente brifados para dar entrevistas e 
informações mencionando a Viva Bicho e com discurso devidamente alinhado aos 
interesses da ONG. 
 
Depois de definir os temas que farão parte da Sala de Imprensa a criação é dividida 
em duas partes: a produção de material e a criação do layout. Enquanto um profissional de 
web design e publicidade, voluntário e/ou contratado, definem com os representantes da 
ONG o layout mais adequado e alinhado com a identidade da Viva Bicho, um jornalista 
reúne as informações já produzidas e coleta as demais para o primeiro grupo de material 
que será divulgado na Sala de Imprensa. 
Na criação do layout, deve ser considerada uma navegabilidade prática, onde seja 
possível realizar buscas e encontrar facilmente as informações necessárias; login e senha 
de acesso com aprovação de um representante da ONG, para credenciamento online dos 
jornalistas que acessam o material exclusivo e criação de mailing list; praticidade na 
atualização dos dados. 
Na produção do material o profissional deve considerar os critérios de noticiabilidade; 
a utilização de linguagem jornalística; qualidade no material para utilização em impresso, 
rádio e TV; manutenção constante para que a imprensa veja este espaço como o lugar de 
onde possa tirar notícias