A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Títulos Derivativos

Pré-visualização | Página 1 de 2

TÍTULOS DERIVATIVOS
São aqueles cujos valores derivam de valores de outros títulos relacionados. Os derivativos não representam dívidas, nem capital próprio, mas derivam suas características de outros ativos financeiros. Os títulos derivativos são usados pelos investidores para capitalizar as mudanças esperadas nos valores de ativos financeiros subjacentes.
DOIS DOS TIPOS MAIS COMUNS DE TÍTULOS DERIVATIVOS: Opções e os futuros financeiros.
OPÇÕES
São contratos que dão aos portadores a oportunidade de comprar ou vender um ativo específico em condições específicas. Podem ser classificadas como opções de compra e opções de venda e são negociadas em bolsas de valores.
OPÇÕES DE COMPRA
Uma opção de compra de ações dá o direito de comprar um determinado lote de ações especificadas a um preço estipulado, chamado de preço de exercício, ou strike, em uma data especificada. O dono de uma opção pode exercê-la, comprando as ações especificadas ao preço de exercício. O detentor da opção não tem de exercer a opção, podendo deixá-la expirar se o preço das ações subjacentes permanecer abaixo do preço de exercício.
Executando transações da opção de compra
Os investidores compram opções de compra de modo similar à compra de ações. Eles ligam para seus corretores ou se comunicam pelo serviço de corretagem on-line para colocar uma ordem. Essa é comunicada a um pregão, no qual os corretores do pregão executam a ordem em uma bolsa. O preço da opção de compra é chamado de prêmio da opção e é determinado pelo número de participantes que desejam comprar ou vender a opção de compra determinada. Quando a ordem é executada no pregão da bolsa, a corretora informa o investidor. A corretora cobra uma comissão do investidor pela transação efetuada.
Opções de estilo norte-americano e estilo europeu
Estas opções permitem o exercício durante toda a vida da opção, o que permite aos investidores exercerem a opção a qualquer momento até o prazo final. Por outro lado, as opções de compra estilos europeus só podem ser exercidas na data de expiração.
Classificando as opções de compra
Uma opção de compra é conhecida como dentro do preço quando seu preço prevalecente está acima do preço de exercício, o que significa que o preço está em um nível em que a opção pode ser exercida. Uma opção de compra está no preço quando a opção de compra prevalecente é igual ao seu preço de exercício. Uma opção de compra está fora do preço quando seu preço prevalecente está abaixo do preço de exercício da opção.
Existem opções de compra com vários preços de exercícios para uma determinada ação, assim como opções de compra que expiram em várias datas.
As opções de compra são adquiridas pelos investidores que esperam que o preço das ações subjacentes suba. Um investidor na opção de compra de uma ação específica paga o prêmio de uma opção para comprá-la. Esse investidor se torna o dono de uma opção de compra e pode comprar as ações representadas pela opção, pelo preço de exercício, a qualquer momento, até a data de expiração.
Especulando com opções de compra
Bernardo comprou uma opção de compra das ações da Flight por R$ 4,00 cada uma, com um preço de exercício de R$ 60,00 por ação. Ele planeja exercer sua opção de compra quando expirar o prazo, se o preço estiver acima de R$ 60,00. Planeja vender imediatamente as ações que receber ao exercer sua opção de compra. Para determinar qual seria o seu lucro por ação sob vários resultados possíveis para os preços das ações da Flihgt, Bernardo lista os possíveis resultados de preços e, então, determina o lucro líquido associado a cada resultado.
Gráfico de Contingência
Retorno da especulação com opções de compra
O retorno de se investir em uma opção de compra pode ser medido como o montante em dinheiro do lucro, dividido pelo investimento inicial. 
Retorno sobre a opção = Lucro da opção / Prêmio pago
Exemplo:
Considerando que Bernardo exerça sua opção de compra e venda das ações da Flight, adquiridas recentemente por R$ 66,00, o retorno sobre sua opção será de:
R$ 2,00 / R$ 4,00 = 50%
OBS:
O investimento em uma opção de compra pode resultar em um retorno muito mais alto que um investimento em ações subjacentes, mas também pode resultar em uma perda percentual muito maior. Comparando-se o retorno sobre o investimento em uma opção de compra com o investimento nas próprias ações, verifica-se o retorno e o risco das duas modalidades de investimento.
Para toda opção de compra adquirida pelos investidores, há um vendedor de uma opção de compra. O vendedor desta opção recebe o Prêmio pago pelo comprador e é obrigado a fornecer as ações ao comprador se e quando o comprador exercer a opção.
OBS:
Os investidores, em geral, estão dispostos a vender opções de compra de ações, quando consideram improvável sua valorização no período até a data de expiração. Caso a opção não seja exercida até a data de expiração, o lucro do vendedor é o prêmio recebido pela venda da opção de compra. Mesmo que a opção seja exercida, o vendedor da opção de compra ainda pode ter lucro.
Considerando que a opção de compra adquirida por Bernardo, tenha sido vendida pela Fernanda. Fernanda planeja comprar as ações no mercado se e quando a opção de compra for exercida. Os lucros para Fernanda em cada um dos cinco resultados possíveis do preço das ações, que foram avaliados por Bernardo, são mostrados abaixo:
Conclui-se que, ignorando as comissões pagas, o lucro de Fernanda pela venda da opção de compra é igual à perda de Bernardo por ter adquirido a opção de compra e qualquer prejuízo para Fernanda corresponde ao lucro de Bernardo. Esta análise pode ser demonstrada, também, em um gráfico de contingência.
OPÇÕES DE VENDA
Uma opção de venda de ações dá o direito de vender um determinado lote de ações especificadas a um preço estipulado, chamado de preço de exercício, ou strike, em uma data fixada (data da expiração). Assim como as opções de compra, as opções de venda podem ser compradas em uma bolsa de valores e podem ser vendidas ou exercidas a qualquer momento até a data de expiração.
Classificando as opções de venda
Uma opção de venda está dentro do preço quando o preço prevalecente das ações está abaixo do preço de exercício, o que significa que o preço está em um nível em que a opção pode ser exercida. Uma opção de venda está no preço quando o preço prevalecente das ações é igual ao preço de exercício da opção. Uma opção de venda está fora do preço quando o preço prevalecente das ações está acima do preço de exercício da opção.
Especulando com opções de venda
Emma Rivers comprou uma opção de venda de ações da Zector por R$3,00 cada ação, com um preço de exercício de R$40,00 por ação. Ela planeja exercer sua opção na data de vencimento, se o preço das ações na época estiver abaixo de R$ 40,00. Planeja comprar as ações antes de exercer seu preço de venda. Emma quer determinar qual seria seu lucro por ação em vários resultados possíveis para o preço das ações da Zector. Primeiro ela enumera os possíveis resultados de preço e, então, determina o lucro liquido associado a cada resultado.
Gráfico de Contingência
Retorno da especulação com opções de venda
O retorno de se investir em uma opção de venda pode ser medido como o montante em dinheiro do lucro, dividido pelo investimento inicial. 
Retorno sobre a opção = Lucro da opção / Prêmio pago
Exemplo:
Considerando que o preço das ações da Vector seja R$ 34,00 na data de expiração da opção de venda, o retorno de se investir na opção será de: R$ 3,00 / R$ 3,00 = 100%
Se o preço das ações da Zector for R$ 39,00 na data de expiração da opção de venda, o retorno de se investir na opção de venda será de: - R$ 2,00 / R$ 3,00 = - 67%
FUTUROS FINANCEIROS
O contrato de futuros financeiros é um acordo entre duas partes, em que um concorda em entregar um montante estipulado de um determinado instrumento financeiro à outra parte, a um preço e data especificados (chamado de data de liquidação).