Responsabilidade Civil   AV   AVALIANDOS
9 pág.

Responsabilidade Civil AV AVALIANDOS


DisciplinaResponsabilidade Civil5.006 materiais23.510 seguidores
Pré-visualização3 páginas
1a Questão (Ref.: 201408042396)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	São elementos da responsabilidade civil subjetiva, EXCETO:
		
	
	Dano
	 
	Conduta comissiva ou omissiva.
	 
	Dano moral.
	
	Nexo de Causalidade
	
	Dolo ou culpa em sentido estrito.
	 1a Questão (Ref.: 201407293983)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Com relação às espécies de responsabilidade é CORRETO afirmar que: I- na responsabilidade civil subjetiva deve ser analisado se a conduta foi ou não culposa. II- na responsabilidade civil objetiva o fundamento está teoria do risco. III- na responsabilidade civil extracontratual não há um vínculo anterior entre o autor do dano e o lesado.
		
	
	Somente a I e III estão corretas.
	 
	Todas estão corretas
	
	Somente a II e III estão corretas.
	
	Somente a I e II estão corretas.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201407293383)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	No que diz respeito as excludentes de ilicitude é CORRETO afirmar: I - Existe a hipótese de indenização por ato lícito quando a pessoa que sofreu o dano não é responsável pelo perigo. II - Pela regra geral, a excludente de ilicitude afasta o dever de indenizar. III - São excludentes de ilicitude o estado de necessidade, o fato exclusivo da vítima e a legítima defesa.
		
	 
	Somente a I e II estão corretas
	
	Somente a II e III estão corretas.
	
	Somente a I e III estão corretas
	
	Todas estão corretas
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201408214727)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	(DPE/SP 2012) - Em tema de Responsabilidade Civil, considere asserções abaixo. I. Atos lícitos não podem engendrar responsabilidade civil contratual nem aquiliana. II. A prática de bullying entre crianças e adolescentes, em ambiente escolar, pode ocasionar a responsabilização de estabelecimento de ensino, quando caracterizada a omissão no cumprimento no dever de vigilância. III. Nos termos de reiteradas decisões do Superior Tribunal de Justiça, a cláusula de incolumidade, inerente ao contrato de transporte, não pode ser invocada nos casos de fortuito interno. IV. A responsabilidade do dono ou detentor de animal pelos danos por este causado é objetiva. V. O consentimento informado constitui excludente de responsabilidade dos profissionais liberais em caso de erro médico. Dentre as asserções acima APENAS estão corretas.
		
	
	II e V.
	 
	II e IV.
	
	I e III.
	
	III e V.
	
	I e IV.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201407977060)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A responsabilidade civil é uma das matérias de desenvolvimento mais dinâmico no direito civil. Durante a evolução do tema, em razão da necessidade de melhor atender à realidade econômica e social, cindiu-se a responsabilidade civil nas modalidades subjetiva e objetiva. Tais modalidades distinguem-se, essencialmente, na apuração:
		
	
	do nexo de causalidade entre a conduta e o dano, que é elemento da responsabilidade civil subjetiva, mas é dispensável na responsabilidade civil objetiva.
	
	do dano, que é elemento da responsabilidade civil subjetiva, mas é dispensável na responsabilidade civil objetiva
	
	no âmbito das excludentes.
	
	do ato ilícito, que é elemento da responsabilidade civil subjetiva, mas é dispensável na responsabilidade civil objetiva.
	 
	da culpa, que é elemento da responsabilidade civil subjetiva, mas é dispensável na responsabilidade civil objetiva.
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201408215330)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	(FGV - 2012 - OAB - VII Exame da Ordem Unificado - adaptada] Em relação à responsabilidade civil, assinale a alternativa correta.
		
	
	Na ação de indenização por dano moral, a condenação em montante inferior ao postulado na inicial implica em sucumbência recíproca.
	 
	O Código Civil prevê expressamente como excludente do dever de indenizar os danos causados por animais, a culpa exclusiva da vítima e a força maior.
	
	A responsabilidade civil objetiva indireta é aquela decorrente de ato praticado por animais
	
	O dano emergente compreende aquilo que a vítima efetivamente perdeu e o que razoavelmente deixou de ganhar com a ocorrência do fato danoso. Na reparação desse dano, procura-se fixar a sua extensão e a expectativa de lucro, objetivando-se a recomposição do patrimônio lesado
	
	Empresa locadora de veículos responde, civil e subsidiariamente, com o locatário, pelos danos por este causados a terceiro, no uso do carro alugado.
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201407975869)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Joana deu seu carro a Lúcia, em comodato, pelo prazo de 5 dias, findo o qual Lúcia não devolveu o veículo. Dois dias depois, forte tempestade danificou a lanterna e o parachoque dianteiro do carro de Joana. Inconformada com o ocorrido Joana exigiu que Lúcia a indenizasse pelos danos causados ao veículo.
		
	
	Lúcia não responde pelos danos causados ao veículo, pois foram decorrentes de força maior.
	
	Lúcia incorreu em inadimplemento absoluto, pois não cumpriu sua prestação no termo ajustado, o que inutilizou a prestação para Joana.
	 
	Lúcia deve indenizar Joana pelos danos causados ao veículo, salvo se provar que os mesmos ocorreriam ainda que tivesse adimplido sua prestação no termo ajustado.
	
	Lúcia não está em mora, pois Joana não a interpelou, judicial ou extrajudicialmente.
	
	Não há de se falar em responsabilidade civil no caso em tela.
		
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201407835666)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	A Lei n. 10.406 de 2002 (Código Civil), reconheceu formalmente a reparabilidade dos danos morais, embora a questão já estivesse pacificada pela Constituição Federal de 1988, fazendo-se a atualização legislativa obrigatória, marque a alternativa cujo texto retrata fiel e claramente esse reconhecimento no Código Civil de 2002.
		
	 
	As pessoas jurídicas de direito público e as de direito privado prestadoras de serviços públicos responderão pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros, assegurado o direito de regresso contra o responsável nos casos de dolo ou culpa.
	 
	Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito.
	
	Nenhuma das alternativas.
	
	São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.
	
	É assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem.
		
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201408031977)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	Fabíola, na tentativa de evitar um atropelamento realiza uma manobra arriscada e atinge um muro de uma casa causando graves prejuízos. Quanto a situação acima é correto afirmar:
		
	 
	Responderá pela reparação do dano, apesar de ter agido em estado de necessidade;
	
	Responderá pela reparação do dano, apesar de ter agido em legítima defesa;
	 
	Não responderá pela reparação do dano, pois agiu em estado de necessidade;
	
	Nenhuma das alternativas.
	
	Praticou um ato ilícito e deverá reparar o dano;
		
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201408002337)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	(2014 - IDECAN - Órgão: Prefeitura de Ubatuba - SP) - Considere que determinado cidadão tenha dado entrada em hospital público municipal com sintomas de dengue e que, em face da ausência de equipamentos adequados ao diagnóstico e inexperiência da equipe de plantão, tenha sido medicado com substância anticoagulante, vindo a falecer em função de hemorragia generalizada.¿ Diante da hipótese apontada, em face da teoria da ¿Responsabilidade Civil do Estado¿, é correto afirmar que
		
	
	o Sistema Único de Saúde deve ser responsabilizado pelo