Hiperparatireoidismo
44 pág.

Hiperparatireoidismo


DisciplinaPráticas Médicas I (me)80 materiais2.469 seguidores
Pré-visualização2 páginas
HIPERPARATIREOIDISMO
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 O cálcio é importante para inúmeras funções celulares, incluindo a divisão celular, 
adesão celular e integridade da membrana plasmática, secreção de proteínas, 
contração muscular, excitabilidade neuronal, metabolismo do glicogênio e coagulação. 
!
\u27a2 O esqueleto, o intestino e os rins têm um papel importante em assegurar a homeostase 
do cálcio. 
!
\u27a2 O principal regulador da secreção de PTH das glândulas paratireóides é o cálcio do 
fluido extracelular (ECF). 
!
\u27a2 As glândulas paratireóides detectam o Ca ECF através de um receptor cálcio-sensível 
(CaSR). 
!
\u27a2 As catecolaminas e outras aminas biogênicas, prostaglandinas , cátions (por exemplo, 
lítio e magnésio), fosfato, TGF\u3b1, FGF23 e 1,25 (OH) 2D3 têm sido implicados na 
regulação da secreção de PTH.
HIPERPARATIREOIDISMO
www.endotext.org/parathyroid/index.htm
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Ações do PTH 
!
\u2713 No rim: age nos túbulos contorcidos proximais conduzindo à 
diminuição da reabsorção de fosfato e no túbulo contorcido 
distal aumenta a reabsorção de cálcio. Também estimulam a 
25 (OH) D3-1\u3b1 hidroxilase conduzindo a um aumento da 
síntese de 1,25 (OH) 2D3. 
!
\u2713 No osso: reforça a reabsorção óssea osteoclástica, libertadora 
de cálcio para o ECF; aumento da produção de IGF-1; pode 
suscitar tanto aumento de produção e atividade do 
osteoblasto e diminui apoptose do osteoblasto. Também foi 
mostrado exercer um efeito anabólico fisiológico sobre a 
formação do osso trabecular.
HIPERPARATIREOIDISMO
http://cwx.prenhall.com/bookbind/pubbooks/silverthorn2/ 
HIPERPARATIREOIDISMO
http://cwx.prenhall.com/bookbind/pubbooks/silverthorn2/ 
HIPERPARATIREOIDISMO
HYPERCALCEMIA
A. Endocrine Disorders Associated with Hypercalcemia 
1. Endocrine Disorders with Excess PTH Production 
2. Endocrine Disorders without Excess PTH Production 
 
B. Malignancy-Associated Hypercalcemia (MAH) 
1. MAH with Elevated PTHrP 
2. MAH with Elevation of Other Systemic Factors 
C. Inflammatory Disorders Causing Hypercalcemia 
1. Granulomatous Disorders 
2. AIDS 
D. Disorders of Unknown Etiology 
1. Williams Syndrome 
2. Idiopathic Infantile Hypercalcemia 
E. Medication-Induced 
1. Thiazides 
2. Lithium 
3. Vitamin D 
4. Vitamin A 
5. Estrogens and Antiestrogens 
6. Aluminium Intoxication 
7. Milk-Alkali Syndrome 
www.endotext.org/parathyroid/index.htm
HIPERPARATIREOIDISMO
HYPERCALCEMIA
A. Endocrine Disorders Associated with Hypercalcemia 
1. Endocrine Disorders with Excess PTH Production 
2. Endocrine Disorders without Excess PTH Production 
 
B. Malignancy-Associated Hypercalcemia (MAH) 
1. MAH with Elevated PTHrP 
2. MAH with Elevation of Other Systemic Factors 
C. Inflammatory Disorders Causing Hypercalcemia 
1. Granulomatous Disorders 
2. AIDS 
D. Disorders of Unknown Etiology 
1. Williams Syndrome 
2. Idiopathic Infantile Hypercalcemia 
E. Medication-Induced 
1. Thiazides 
2. Lithium 
3. Vitamin D 
4. Vitamin A 
5. Estrogens and Antiestrogens 
6. Aluminium Intoxication 
7. Milk-Alkali Syndrome 
www.endotext.org/parathyroid/index.htm
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo 
!
\u2713 Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713 Hiperparatireoidismo primário familiar 
!
\u25aa Neoplasia Endócrina Múltipla tipo I (MEN I) 
\u25aa Neoplasia Endócrina Múltipla tipo II (MEN II) 
\u25aa Hiperparatireoidismo \u2013 Síndrome do Tumor Jaw 
\u25aa Hipercalcemia Hipocalciúrica Familiar (FHH) e 
Hiperparatireoidismo Neonatal Grave (NSHPT) 
!
\u2713 Hiperparatireoidismo secundário 
!
\u2713 Hiperparatireoidismo terciário
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713 Hiperparatireoidismo primário está associado com hipercalcemia e 
níveis elevados da hormônio paratiróideo (PTH). 
!
\u2713 85-90% - adenoma único de paratireóide que produz PTH. 
!
\u2713 10-15% - hiperplasia multiglandular das paratireóides. 
!
\u2713 Adenomas ectópicos de paratireóide: dentro da glândula tireóide, no 
mediastino superior, no timo,no espaço retroesofágico, na faringe, na 
lateral do pescoço e na submucosa do esôfago. 
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
!
\u2713 O único gene definitivamente implicado no HPT primário 
esporádico benigno é a ciclina D1 (cromossomo 11q13 ). 
!
\u2713 Raramente, HPT esporádico com hipocalciúria pode ocorrer, 
causada por anticorpos para o CaSR. Esta síndrome tem sido 
denominada Hipercalcemia Hipocalciúrica Autoimmune. 
!
\u2713 HPT primário esporádico maligno podem ocorrer como 
consequência de carcinoma de paratireóide (cerca de 1% dos casos). 
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário esporádico
www.endotext.org/parathyroid/index.htm
\u27a2Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713Manifestações clínicas
HIPERPARATIREOIDISMO
John P. Bilezikian, 2008
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário 
esporádico 
!
\u2713 Lesões ósseas: reabsorção óssea 
subperiosteal das falanges 
distais, osteíte fibrosa cística 
caracterizada por cistos ósseos e 
" t u m o r m a r r o m " ( i s t o é , 
conjuntos de osteoclastos com 
p o u c o t e c i d o ó s s e o 
mineralizado) e, em última 
instância, fraturas. 
HIPERPARATIREOIDISMO
HIPERPARATIREOIDISMO
HIPERPARATIREOIDISMO
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713 Manifestações gastrointestinais, incluindo úlcera péptica e 
pancreatite aguda, podem ser uma manifestação de hipercalcemia. 
!
\u2713 Anormalidades neuromusculares manifestada por fraqueza e 
fadiga e acompanhadas de alterações na ENM podem ocorrer 
apesar de a fisiopatologia ser incerta. 
!
\u2713 A relação da hipertensão e sintomas neuropsiquiátricos com o HPT 
permanece incerto. 
!
\u2713 Raramente, HPT primário esporádico benigno pode apresentar 
hipercalcemia aguda grave.
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713 Manifestações cardiovasculares 
!
\u25aa No HPT primário de apresentação clássica, anomalias 
cardiovasculares foram uma causa comum de morte. 
!
\u25aa Reatividade vascular anormal em HPT primário pode ser 
demonstrado quando a concentração sérica de cálcio é mais 
elevado do que geralmente vistos.
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo 
primário esporádico 
!
\u2713 As manifestações clínicas da 
HPT primário podem ser mais 
graves na presença de 
deficiência de vitamina D. 
!
\u25aa PTH é mais elevado 
\u25aa O turnover ósseo é aumentado 
\u25aa A densidade óssea 
trabecular(coluna lombar) é 
reforçada. 
\u25aa A densidade óssea cortical 
(rádio distal) é diminuída.
\u27a2Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713 Fraturas
HIPERPARATIREOIDISMO
John P. Bilezikian, 2008
\u27a2Hiperparatireoidismo primário esporádico
HIPERPARATIREOIDISMO
John P. Bilezikian, 2008
\u27a2Hiperparatireoidismo primário esporádico
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2Hiperparatireoidismo primário esporádico
HIPERPARATIREOIDISMO
John P. Bilezikian, 2008
HIPERPARATIREOIDISMO
\u27a2 Hiperparatireoidismo primário 
esporádico 
!
\u2713 Densitometria Óssea 
!
\u25aa O PTH é catabólico em osso cortical. No HPT 
primário a densidade óssea no 1/3 distal do 
rádio é diminuída . 
!
\u25aa O PTH é um anabólico em coluna lombar. No 
HPT primário, a densidade óssea na coluna 
lombar só é minimamente reduzida. 
!
\u25aa No quadril a densidade óssea é intermediária. 
!
\u25aa Cerca de 15% dos pacientes com HPT primário 
será mostrada a evidência de osteopenia 
vertebral na apresentação.
\u27a2Hiperparatireoidismo primário esporádico 
!
\u2713 Cirurgia 
!
\u25aa A remoção cirúrgica do adenoma de paratiróides atualmente continua a ser o 
tratamento de escolha . 
\u25aa Cirurgia deve ser recomendada em pacientes com HPT primário sintomático. 
\u25aa Entre