A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Avaliações I de 1 a 10 -  EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: TEORIA E PRÁTICA

Pré-visualização | Página 1 de 8

Rejane Sousa – Pedagogia – Estácio 
EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: TEORIA E PRÁTICA – Avaliações I 
Aluno: REJANE 
 
CEL0366_A1 
1. 
 
 
O colapso deflagrado no mundo pela crise financeira dos anos 20 teve como principal ato o craque da Bolsa 
de Valores de Nova York, em outubro de 1929. (UFES) 
Como consequência dessa crise, podemos destacar: 
 
 
 
A Europa recuperou sua prosperidade com altos investimentos dos fundos particulares norte-
americanos. 
 
 
Nos primeiros anos da década de 30, a indústria alemã duplicou a sua produção, acarretando o 
crescimento do comércio mundial 
 
 
O mundo todo foi afetado drasticamente, quando a Inglaterra abandonou o padrão-ouro, 
permitindo a desvalorização da libra. 
 
 
Os preços e salários subiram, aumentando a oferta de empregos na área industrial europeia. 
 
 
O Brasil manteve-se fora da crise com contínuos aumentos das exportações do café. 
 
2. 
 
 
 Assinale a opção que NÃO indica uma característica da produção fordista: 
 
 
 
 
 os trabalhadores exercem tarefas específicas, fixas, repetitivas e monótonas, havendo uma real 
desqualificação operária. 
 
 
o emprego migra do setor industrial para o setor de serviços, com a indústria perdendo a sua 
centralidade na organização da produção 
 
 
a mecânica e a eletromecânica são aplicadas em máquinas rígidas, voltadas para a fabricação de 
produtos padronizados 
 
 
ocorre a produção em larga escala, onde há uma intensa divisão e fragmentação do trabalho 
 
 
uso da máquina em grandes unidades produtivas e incorporação de grandes massas de 
trabalhadores 
 
3. 
 Tendo em vista as características do paradigma tecnológico fordista, assinale com um "V" as 
alternativas verdadeiras e com um "F" as falsas. No fordismo há o predomínio de: 
 ( ) petróleo e eletricidade 
( ) produção em massa de bens de consumo duráveis 
 ( ) operários desqualificados 
( ) linhas de montagem. 
( ) trabalhadores com escolaridade elevada 
 Assinale a opção que indica a seqüência correta de afirmativas verdadeiras e falsas sobre o 
paradigma fordista: 
 
 
 
 
V/V/V/F/V 
 
 
V/V/V/V/V 
 
 
F/F/V/V/V 
 
 
V/V/V/V/F 
 
 
V/F/V/V/V 
 
Rejane Sousa – Pedagogia – Estácio 
4. 
 
 
 É possível caracterizar o Estado de Bem-estar Social como: 
 
 
 
uma ação de intervenção na economia, voltada para o desenvolvimento de políticas sociais para 
todos 
 
 
uma forma de organização estatal que reduz a distribuição de benefícios para os empresários e 
para os trabalhadores 
 
 
 uma etapa do desenvolvimento econômico que garante o avanço do setor financeiro 
 
 
uma iniciativa estatal de fomento ao crescimento tecnológico visando a flexibilização da produção 
 
 
um momento de desregulamentação dos diferentes setores da economia 
 
5. 
 
 
Tendo em vista as características do modelo de produção fordista, assinale com um V as 
alternativas verdadeiras e com um F as falsas. 
No modelo de produção fordista há a presença de: 
( ) linha de montagem com esteiras que organizam o fluxo contínuo de peças, tendo como uma 
das suas conseqüências a redução de tempos mortos. 
( ) um acentuado controle da produção adequado ao funcionamento de linhas de montagem. 
( ) postos de trabalhos encadeados, com um ritmo de trabalho intenso e uma mão-de-obra muito 
qualificada 
( ) liderança dos setores industriais voltados para a produção em massa de bens de consumo 
duráveis 
Assinale a opção que indica a seqüência correta de afirmativas verdadeiras e falsas sobre 
o modelo de produção fordista: 
 
 
 
V__V__F__F 
 
 
F__V__V__V 
 
 
F__F__V__V 
 
 
V__V__F__V 
 
 
V__F__V__V 
 
6. 
 
 
 As transformações atualmente em curso nos cenários econômico, político e social têm sido 
analisadas por diferentes correntes do pensamento teórico. Entre elas se destaca a interpretação da 
Escola de Regulação Francesa que tem como principais defensores Aglietta e Coriat. A partir da linha 
de pensamento da Escola de Regulação Francesa, assinale os conceitos defendidos pela mesma: 
 
 
 
O capitalismo para esta Escola pode ser considerado como um sistema que tem algumas leis de 
movimentação. É um sistema de precisa crescer, se expandir, se acumular. Ele se concentra nas 
mãos de um grupo cada vez menor. Passa por crises cíclicas e estruturais. 
 
 
O capitalismo para esta escola pode ser considerado como um sistema que tem algumas leis de 
fixas. É um sistema que já cresceu, se expandiu e se acumulou. Ele se concentra nas mãos de um 
grupo cada vez maior. Passou por crises de estrutura. 
 
 
Tudo que vivemos hoje faz parte da crise do regime de acumulação taylorista para a Escola de 
Regulação Francesa. 
 
 
Para a Escola de Regulação Francesa o Toytismo está fundamentado numa produção e num 
consumo de massas, em economias de escala que gera maior lucro e produtividade. 
 
 
A teoria da regulação é a explicação que fornece instrumental prático para analisar e compreender 
a estruturação urbana e rural atual. 
 
 
7. 
 
Andy Warhol (1928-1987) é um artista conhecido por criações que abordaram valores da sociedade de 
consumo; em especial, o uso e o abuso da repetição. Esses traços estão presentes, por exemplo, na 
obra que retrata as latas de sopa Campbell´s, de 1962. www.moma.org. O modelo de desenvolvimento 
Rejane Sousa – Pedagogia – Estácio 
 
do capitalismo e o correspondente elemento da organização da produção industrial representados neste 
trabalho de Warhol estão apontados em: 
 
 
 
 
 
taylorismo - produção flexível 
 
 
toyotismo - fragmentação da produção. 
 
 
Volvismo - Estoque limitado. 
 
 
fordismo - produção em série. 
 
 
neofordismo - terceirização da produção. 
 
8. 
 
 
Ford amplia a lógica taylorista, aplicando os princípios tayloristas nas produções em larga escala. No 
fordismo, entretanto, a busca do aumento da produtividade não envolve mais, como no taylorismo, a 
obrigação de respeitar os tempos determinados, não está mais ligada a esquemas de recompensa e 
prescrição, já que o ritmo de trabalho é deslocado do individual para o coletivo. É nesta perspectiva que 
Ford instituiu a seguinte novidade: 
 
 
 
o trabalho em equipe 
 
 
o controle fabril 
 
 
a polivalência operária 
 
 
a fragmentação do trabalho 
 
 
a esteira rolante 
 
CEL0366_A2 
1. 
 
 
De acordo com Deluiz (2004, p.74): "O processo de acumulação flexível gera o fenômeno paradoxal, de 
ampliação do trabalho precarizado e informal e da emergência de um trabalho revalorizado, no qual o 
trabalhador deve exercer funções muito mais abstratas e intelectuais, implicando cada vez menos trabalho 
manual e cada vez mais a manipulação simbólica". De acordo com esse fragmento, passa a ser cada 
vez mais exigido do trabalhador polivalente da produção flexível a capacidade de: 
I) intervir no processo de trabalho 
II) tomar decisões 
III) trabalhar em equipe 
IV) enfrentar constantes mudanças 
Assinale a opção correta: 
 
 
 
apenas as alternativas I, II e IV são verdadeiras 
 
 
apenas as alternativas II e IV são verdadeiras 
 
 
apenas as alternativas I e IV são verdadeiras 
 
 
Todas as afirmativas são verdadeiras 
Rejane Sousa – Pedagogia – Estácio 
 
 
apenas as alternativas III e IV são verdadeiras 
 
2. 
 
 
Para superação da crise dos anos 70, o neoliberalismo preconiza uma política de ajuste 
estrutural e defende: 
 
 
o corte nos gastos sociais 
 
 
a manutenção das barreiras à livre