TEREZA II
8 pág.

TEREZA II


DisciplinaPreservacao de Recursos Humano18 materiais117 seguidores
Pré-visualização1 página
\ufffdPAGE \ufffd
SUMÁRIO
31 INTRODUÇÃO	\ufffd
42 DESENVOLVIMENTO	\ufffd
74 CONCLUSÃO	\ufffd
8REFERÊNCIAS	\ufffd
\ufffd\ufffd
INTRODUÇÃO
Trabalho elaborado para pós-graduação, abordando o assunto das relações trabalhistas no Brasil nos dias atuais.
DESENVOLVIMENTO
Os desafios das relações trabalhistas nas sociedades do conhecimento.
No Brasil desde 1950 a organização mundial do trabalho mantém representação, com o objetivo de buscar garantir o direito das pessoas obtendo oportunidades de emprego produtivo em condições de liberdade, equidade segurança e dignidade. 
Porém na prática ainda estamos longe de vivenciar estes quesitos, no entanto o que vemos é em alguns seguimentos há patrões que buscam tirar proveitos dos trabalhadores como, por exemplo, no trabalho rural, nas minas de ouro etc.
Geralmente estes trabalhadores trabalham de forma irregular sem mínima condição de um serviço que se pode dizer humano, e os donos não estão pensando nos funcionários enquanto pessoas e sim como se fosse meras peças do processo trabalhistas, e o que manda é a quantidade obtida de lucro, Precisamos pensar mais no outro, a sociedade precisa denunciar a fiscalização do ministério do trabalho precisa, fiscalizar com mais rigor, pois sabemos que existe muito caso de escravidão no Brasil e poucos são levados até o conhecimento das autoridades, e quando chega o conhecimento desse absurdo sempre é punido os responsáveis. 
No Brasil já avançamos bem nas melhorias dos direitos trabalhistas, tivemos grandes conquistas a favor dos funcionários mais ainda precisa conscientizar toda a sociedade que o trabalho é necessário dentro das condições legal, que o ser humano seja visto realmente como pessoas que condiciona o processo e que sejam fornecidas condições mínimas para ele operar os serviços que de segurança para a vida, utilizando equipamentos de segurança, sendo amparados seus direitos trabalhistas. 
 
Segundo a Agenda Nacional de Trabalho Decente - ANTD
 O Trabalho Decente é uma condição fundamental para a superação da pobreza, a redução das desigualdades sociais, a garantia da governabilidade democrática e o desenvolvimento sustentável. Em inúmeras publicações, o Trabalho Decente é definido como o trabalho produtivo adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade, equidade e segurança, capaz de garantir uma vida digna.
A garantia dos direitos trabalhistas está na constituição federal, foi criada a CLT com a principal norma Legislativa brasileira referente ao direito processual do trabalho e o direito do trabalho. Cabem os empregadores cumpri-las. E a sociedade não aceitar certos abusos trabalhistas o viável é denunciar, pois desta forma estamos contribuindo para o progresso de todos. 
Como diz o Juiz de trabalho Jorge Luiz Souto em seu artigo Mineiros do Chile e soterrados do Brasil que a solidariedade é o sentimento mais puro que a mera compaixão. É com este sentimento que precisamos ver o outro principalmente quando a sociedade sabe que há alguém aproveitando do próximo utilizando do trabalho escravo é preciso denunciar, denunciar sempre.
As Leis que mais utilizamos nas empresas da área comercial são:
Lei 605/1949 = Repouso Semanal Remunerado
Lei 3.030/1956 = Desconto por Fornecimento de Alimentação
Lei 3.207/1957 = Empregados Vendedores, Viajantes ou Pracistas
Lei  4.090/1962 = Gratificação de Natal
Lei  4.749/1965 = 13º Salário
Lei  4.886/1965 = Representantes Comerciais Autônomos
Lei 6.494/1977 = Estagiários
Lei 6.919/1981 = FGTS de Diretores
Lei 7.418/1985 = Vale-Transporte
Lei 8.036/1990 = Lei do FGTS
Lei nº 1.535, = Lei das férias. 
Com o emprego das leis trabalhistas pelos patrões os trabalhadores reivindicando seus direitos e com a sociedade cobrando exigindo dos patrões é possível atingir uma sociedade mais humana e justa, onde possivelmente será resgatado os valores morais e humanos da sociedade.
CONCLUSÃO
Conclui através do assunto ralações trabalhistas que para haver um cumprimento maior das leis trabalhistas é necessário comprometimento da sociedade e dos empregados e empregadores, respeitando os direitos e deveres do outro a partir do momento que os três pilares trabalharem juntos teremos condições dignas e humanas de trabalho, a sociedade denunciar as irregularidades os patrões cumprirem as leis trabalhistas e os funcionários reivindicar seus direitos unir fazer greve gritar, mostrar para a mídia situação isto faz com que as autoridades tomem conhecimentos e puna-os responsáveis.
REFERÊNCIAS
http://www.guiatrabalhista.com.br/leistrabalhistas.htm
O artigo do Juiz do trabalho, titular da 3º vara de Jundiaí.
 
Sistema de Ensino Presencial Conectado
MBA EM GESTÃO DE PESSOAS 
TRABALHO DE PÓS-GRADUAÇÃO.
Várzea Grande / MT 
2011
TRABALHO DE PÓS-GRADUAÇÃO.
Trabalho apresentado a disciplina da pós-graduação, da Universidade Norte do Paraná - UNOPAR
Prof. Cristiane Zagui
 Linésia Aparecida Rampazzo 
 Fabiano Galão
 Thiago Nunes Bazoli
 
 
 
Várzea Grande / MT 
2011