Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
12 09 2018 . EXERCÍCIOS . Aula Gratuita   D. Administrativo   Reta Final MPU!   Prof. Thállius Moraes   AO VIVO   AlfaCon

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sumário 
LEI 8.112/90 - EXERCÍCIOS ...................................................................... 3 
Gabarito ........................................................................................................ 6 
 
 
QUERIDO ALUNO! 
Este é um material de 
acompanhamento de Aulas 
Gratuitas transmitidas pelo 
AlfaCon em seu Canal Oficial no 
Youtube. 
Inscreva-se para receber o 
melhor conteúdo para concursos 
públicos! 
 
 
 
3 
RETA FINAL MPU- FREE 
LEI 8.112/90 - EXERCÍCIOS 
1) A posse no serviço público ocorrerá no 
prazo máximo de quinze dias, contados da 
publicação do ato de provimento. 
 
2) É vedado ao servidor público aposentado 
o retorno ao serviço público a pedido, somente 
sendo possível a reversão por insubsistência dos 
motivos da aposentadoria por invalidez. 
 
3) A readequação consiste no retorno do 
servidor estável ao cargo anteriormente 
ocupado. 
 
4) A investidura em cargo público ocorre no 
ato da posse do indivíduo. 
 
5) A promoção não constitui forma de 
provimento em cargo público. 
 
6) Idade mínima de dezesseis anos e 
quitação das obrigações eleitorais são requisitos 
para a investidura em cargo público. 
 
7) Se uma pessoa que foi nomeada para 
determinado cargo tomar posse desse cargo, 
mas não entrar em exercício dentro do prazo 
legal, ela deverá ser exonerada de ofício. 
 
8) Nos concursos para provimento de vagas 
no serviço público, no mínimo, 25% das vagas 
oferecidas são reservadas às pessoas portadoras 
de deficiência. 
 
9) Servidor é toda pessoa legalmente 
investida em cargo público. 
 
10) A investidura em cargo público ocorre 
com a nomeação devidamente publicada em 
diário oficial. 
 
11) O regime estatutário, como o instituído 
pela Lei n.º 8.112/1990, abrange somente os 
servidores titulares de cargos efetivos. 
 
12) Somente nos casos de provimento de 
cargo por nomeação haverá posse. 
 
13) A instauração de processo administrativo 
disciplinar contra servidor por exercício irregular 
de suas atribuições substitui a instauração de 
processo civil ou penal. 
 
14) Será exonerado de ofício o servidor que, 
tendo tomado posse, não entrar em exercício no 
prazo estabelecido em lei. 
 
15) A reversão e o aproveitamento são 
formas de provimento de cargo público. 
 
16) É vedada a incorporação de adicionais ao 
vencimento do servidor público. 
 
17) O servidor público adquire estabilidade 
no cargo após dois anos de efetivo exercício, de 
modo que, após decorrido esse prazo, somente 
poderá ser demitido em virtude de decisão 
judicial transitada em julgado 
 
18) Se um servidor público for aposentado 
por invalidez, mas o motivo dessa invalidez 
deixar de existir, tal servidor deverá retornar à 
 
4 
ativa. Tal retorno tipificará o que a legislação 
denomina recondução. 
 
19) A investidura em cargo público ocorrerá 
com a nomeação do servidor, após aprovação 
em concurso público. 
 
20) Os ocupantes de cargo público ou de 
emprego público têm vínculo estatutário e 
institucional regido por estatuto funcional 
próprio, que, no caso da União, é a Lei n.º 
8.112/1990. 
 
21) Servidor público federal que esteja 
cumprindo o período de estágio probatório pode 
obter licença para exercer mandato classista em 
um sindicato. 
 
 
22) Aplica-se suspensão em caso de 
reincidência de falta punida com advertência e 
de violação de proibição que não tipifique 
infração sujeita à penalidade de demissão, não 
podendo a suspensão exceder a noventa dias. 
 
23) A demissão será a penalidade disciplinar 
cabível para o servidor que se recusar a ser 
submetido a inspeção médica determinada pela 
autoridade competente. 
 
24) Segundo a Lei n.º 8.112/1990, são 
consideradas formas de provimento e de 
vacância de cargo público a promoção e a 
readaptação. 
 
25) Se um servidor público federal tiver 
realizado despesas com a utilização de meio 
próprio de locomoção para a execução de 
serviços externos por força das atribuições 
próprias do cargo, ele terá direito ao 
recebimento de indenização de transporte, que 
se incorporará ao seu vencimento 
 
26) Anulado o ato de demissão, o servidor 
estável será reintegrado ao cargo por ele 
ocupado anteriormente, exceto se o cargo 
estiver ocupado, hipótese em que ficará em 
disponibilidade até aproveitamento posterior 
em cargo de atribuições e vencimentos 
compatíveis. 
 
27) Não é possível a aplicação de penalidade 
a servidor inativo, ainda que a infração funcional 
tenha sido praticada anteriormente à sua 
aposentadoria. 
 
28) A posse de um candidato aprovado em 
concurso público somente poderá ocorrer 
pessoalmente 
 
29) O valor referente ao pagamento de ajuda 
de custo, diárias, transporte e auxílio-moradia 
incorpora-se ao vencimento do servidor público 
para todos os efeitos. 
 
 
30) Um servidor público federal foi demitido 
após o devido processo administrativo. Contra o 
ato de demissão ele ajuizou ação judicial, na qual 
obteve decisão favorável à sua reintegração no 
cargo, em decorrência da nulidade do ato de 
demissão. Nessa situação, o servidor reintegrado 
não terá direito ao tempo de serviço, aos 
vencimentos e às vantagens que lhe seriam 
pagos no período de afastamento. 
 
31) Além do vencimento, o servidor público 
pode receber vantagens, como indenizações, 
gratificações e adicionais, sendo que as duas 
primeiras vantagens citadas incorporam-se ao 
vencimento ou provento. 
 
32) Suponha que um servidor esteve 
licenciado por quinze dias e, decorrido esse 
 
5 
prazo, solicitou outro afastamento da mesma 
espécie após quarenta dias de seu retorno. 
Nesse caso, para fins de cômputo, a segunda 
licença será considerada prorrogação da 
primeira. 
 
33) Um servidor público federal, antes de se 
aposentar, apropriou-se indevidamente de bens 
da União que estavam sob sua guarda e, após a 
sua aposentadoria, a administração descobriu a 
infração. Como o servidor já se aposentou, não 
será necessária a abertura de processo 
administrativo disciplinar para apuração da 
infração e aplicação de eventual penalidade. 
 
34) Um servidor público federal, antes de se 
aposentar, apropriou-se indevidamente de bens 
da União que estavam sob sua guarda e, após a 
sua aposentadoria, a administração descobriu a 
infração. Somente será cassada a aposentadoria 
do servidor se o mesmo for condenado pela 
prática, quando ainda na atividade, de falta que 
teria determinado a sua demissão. 
 
35) A ausência de advogado para auxiliar o 
servidor em sua defesa não é causa de nulidade 
do processo administrativo disciplinar. 
 
 
6 
Gabarito 
1. Errado 
2. Errado 
3. Errado 
4. Certo 
5. Errado 
6. Errado 
7. Certo 
8. Errado 
9. Certo 
10. Errado 
11. Errado 
12. Certo 
13. Errado 
14. Certo 
15. Certo 
16. Errado 
17. Errado 
18. Errado 
19. Errado 
20. Errado 
21. Errado 
22. Certo 
23. Errado 
24. Certo 
25. Errado 
26. Errado 
27. Errado 
28. Errado 
29. Errado 
30. Errado 
31. Errado 
32. Certo 
33. Errado 
34. Certo 
35. Certo 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Inscreva-se 
http://bit.ly/FabricadeValores