A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
ServiodeBarAula4Tequila_20150316125238

Pré-visualização | Página 1 de 2

*
Serviços de Bar
SEJAM BEM VINDOS
*
Tequila
	Tequila é uma bebida alcoólica destilada feita da agave-azul, primariamente na região da cidade de Tequila no estado mexicano de Jalisco, a 65 quilômetros a nordeste de Guadalajara.
	O solo vulcânico vermelho da região circundante é particularmente propício ao crescimento do agave-azul, e mais de 300 milhões de plantas são colhidas todo ano. Agave tequilana cresce diferentemente dependendo da região, porém, as plantadas em áreas altas são maiores e mais doces em aroma e sabor. Agaves das áreas mais baixas tem um sabor e fragrância mais herbáceos.
*
Tequila
	Pelas leis mexicanas a tequila pode ser produzida apenas no estado de Jalisco e em regiões limitadas de Guanajuato, Michoacán, Nayarit, e Tamaulipas. 
	O México clama o direito internacional exclusivo da palavra "tequila", ameaçando ações legais contra produtores de destilados de agave-azul em outros países. Ela é frequentemente feita com um conteúdo alcoólico de 38–40%, mas pode ser produzida entre 31–55%. Precisa-se de 8 a 12 anos de idade para estar pronto para produção, sendo necessários 7 quilos de agave para produção de 1 litro de tequila.
*
Fazendo a Tequila
1. Seleção dos brotos: a produção da tequila começa com o cultivo do agave no Território de Origem Determinado, região em que o governo mexicano permite o plantio e fabricação da bebida. A primeira tarefa é selecionar os brotos que vão para a terra. Os escolhidos devem ser livres de pragas e ter uma altura próxima a meio metro.
2. Cultivo do agave: a planta, que prefere o solo arenoso e altitude superior a 1.500 m, alcança a maturidade plena aos 10 anos. Então, tem inicio a jima.   
*
Fazendo a Tequila
3. Jima: é basicamente o processo de corte do agave. As folhas são podadas, e permanecem somente a cabeça e o coração da planta.
4. Cozimento e moagem: o processo de fabricação se inicia com o cozimento e moagem das cabeças de agave. O cozimento é feito com vapor de água sob pressão e podem durar de 12 a 48 horas. Nesta etapa, o açúcar é convertido em frutose e sacarose, que são facilmente fermentáveis. Depois de cozido, o agave é transportado para as usinas, onde é cortado em pequenos pedaços.
*
Fazendo a Tequila
7. Fermentação: é aqui que se dá a transformação dos açúcares em álcool etílico. A fermentação ocorre em grandes cubas de aço inoxidável que são preenchidas com mel, também chamado de mosto. O tempo de fermentação varia de acordo com a temperatura ambiente. Submetido a baixas temperaturas do inverno, a fermentação é prolongada por mais de 24 horas. A fermentação produz, além do álcool, dióxido de carbono, água e energia liberada na forma de calor. O mosto em plena fermentação é efervescente, e o movimento acaba quando as leveduras terminam seu trabalho.
*
Fazendo a Tequila
5. Extração do mel: para extrair o mel do agave cozido, o bagaço é submetido à pressão de água e depois espremido. O mel extraído do agave cozido é levado para tanques e transportado por gasodutos para as cubas de formulação.
6. Formulação: nesta etapa se mistura o mel de agave, mínimo de 51 %, com um preparado de outros méis, como o açúcar mascavo, a glicose, frutose e melado. Em seguida, são levados para fermentar.
*
Fazendo a Tequila
8. Destilação: este é o processo pelo qual as enzimas são separadas por calor e pressão de produtos de teor alcoólico: tequila e vinhaça. As enzimas são transportadas por dutos para alambiques de cobre ou aço inoxidável, ou até em colunas de destilação contínua, que são aquecidos a altas temperaturas. 
A produção de tequila pode requerer duas destilações, a primeira é chamada quebra e a segunda, correção. A correção aumenta o teor de álcool e elimina os produtos indesejáveis, obtendo-se um produto de maior pureza. Após essa etapa, o líquido vai descansar por alguns meses em barris de carvalho.
*
Tipos de Tequila
A bebida apresenta diferentes graus de cor, sabor e aroma conforme o tempo de envelhecimento sendo designada em ordem crescente do tempo de maturação:
Prata (ou blanco): é a “branquinha” mexicana. Ao sair do pot still (destilador) é um pouco agressiva, por isso fica até 60 dias em ernormes barris de inox para serem feitas homogeneizações de seus componentes alcoólicos e correções de sabor, normalmente com água. É a mais indicada para cocktails frutados por ter o puro sabor do agave.  
*
Tipos de Tequila
Ouro (ou Jovem): essencialmente um blend de tequila prata com reposados, añejos ou extra-añejos. É a mais categoria conhecida e vendida do mundo. Ao contrário do que muita gente pensa não é de má qualidade. Sua diferença está no fato de conter outros açúcares que, como já dito nesse post, tinha motivos econômicos. Essa é a tequila original que se fabrica no México há 450 anos. Podem ter adição de essência de caramelo, extrato de carvalho ou glicerina natural feita a partir de calda de açúcar para padronizar o sabor, já que tem fontes variadas de açúcares.
*
Tipos de Tequila
Reposado: fica pelo menos 2 meses repousando em barris de carvalho para suavizar o álcool. As notas de madeira misturadas  às de agave dão a esta categoria uma robustez maior de sabor. Excelente para ser tomada pura em shots por ser mais marcante. A tequila mais consumida no México, José Cuervo Tradicional, é uma reposado feita com 100% agave azul. Adapta-se muito bem ao paladar dos mexicanos, acostumados com  sabores picantes.
*
Tipos de Tequila
Añejo (envelhecida): segundo a norma reguladora é a tequila que passa no mínimo um e no máximo 3 anos envelhecendo em barris de até 600 litros. Na Cuervo em 99% dos añejamentos usa-se o barril padrão de bourbon ou de conhaque com capacidade de 225 litros. Esse processo torna-a mais suave, proporciona uma coloração âmbar e aroma e sabor mais complexos.
*
Tipos de Tequila
Extra-añejo (extra-envelhecida):  tequila com mais de 3 anos de envelhecimento em barris de carvalho. Por passar todo esse tempo recebendo influência da madeira, torna-se mito mais suave, da cor de mogno e com características sensoriais completamente distintas. Sua textura na boca lembra os melhores whiskies e conhaques, tamanha a distinção adquirida.
Reserva
	Categoria especial de Tequilas envelhecidas por mais de 8 anos.
*
Links
https://www.youtube.com/watch?v=AMMUIV9mBkk
*
*
Serviço de Bar
Drinks à base de 
Tequila
*
Margarita - história
	Há mais de uma versão para a origem do nome do drinque. Dentre elas temos:
A estadunidense Margarita Sames tinha uma casa em Acapulco, onde na época os famosos de Hollywood passavam boas temporadas. Ela era uma das grandes socialites da época (1948) e recebia amigos como Lana Turner, Fred MacMurray, Nick Hilton (dos hóteis), John Wayne etc. Uma vez a anfitriã foi desafiada a criar um coquetel:
	Ela misturou Cointreau com tequila e suco de limão. Como é hábito tomar tequila precedida por uma pitada de sal, acrescentou o anel de limão e sal em volta da borda do copo. Foi um sucesso e ganhou o nome da anfitriã, Margarita!
*
História - Margarita
	Há mais de uma versão para a origem do nome do drinque. Dentre elas temos:
Rita Hayworth, cujo nome verdadeiro era Margarita Carmen Cansin, na juventude, antes de sua fama, se apresentava em Cassinos na vida noturna de Tijuana, México. Ali, um barman de nome Enrique Gutierrez criou o coquetel e o batizou em homenagem à atriz.
Nos anos 40, havia um bar de estrada em Rosarita Beach na Baja Califórnia que era de propriedade de Danny Herrera. O local era frequentado por Katherine Hepburn, Ava Gardner e outras celebridades. Herrera criou o coquetel, uma maneira de suavizar o gosto forte da tequila, para conquistar uma certa Marjorie (Margarita em espanhol).
*
Margarita - Preparação
Modo de preparo
Preparo:3mins  ›  Pronto em:3mins 
Molhe a boca do copo para coquetel com suco de limão.
Encoste no sal para formar uma borda.
Junte em uma coqueteleira a tequila, o Cointreau, o suco de