PETIÇÃO DE AUGUSTO CONCEIÇÃO
4 pág.

PETIÇÃO DE AUGUSTO CONCEIÇÃO


DisciplinaPrática Simulada II913 materiais4.291 seguidores
Pré-visualização1 página
EXCELENTÍSSIMO(a) SENHOR(a) DOUTOR(a) JUIZ(a) DE UMA DAS VARAS DO TRABALHO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE\MG.
 EMPRESA CONSTRUIR LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ de nº 12343456321, com sede na Rua Paraíso, nº100, Lojas \u2018\u2019D\u2019\u2019 e \u2018\u2019 E\u2019\u2019, Belo Horizonte\MG, CEP: 24.567-000, por meio de sua advogada e procuradora, com base no Artigo 39, I do Código de Processo Civil, com endereço profissional na Rua..., n°..., bairro, cidade\UF, CEP:..., Vem perante Vossa Excelência propor:
 AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO
 Pelo rito do procedimento especial, em face de ZENAIDE CONCEIÇÃO, nacionalidade, viúva, profissão, portadora do RG de nº ..., CPF ..., CTPS nº ..., série\ UF, PIS nº ..., filha de ( nome da mãe), data de nascimento..., residente e domiciliada na Rua..., nº..., bairro, cidade\UF, CEP:..., pelos fatos e fundamentos a seguir expostos:
 I-DOS FATOS:
 
 O empregado Augusto Conceição, foi admitido pela consignante no dia 02 de Março de 2009, na função de analista de sistemas, recebendo o salário mensal de R$ 1.500( Um mil e quinhentos Reais).
 Ocorre entretanto, que no dia 20 de Julho de 2011, o empregado acima citado, veio a falecer em razão de enfarto, em seu horário de trabalho, na sede da empresa consignante.
 Diante do falecimento do empregado Augusto Conceição, a consignante irá propor a presente ação de consignação perante a representante do falecido.
 Saliente que,o falecido não tinha fihos e os seus ascendentes são falecidos.
II- DOS FUNDAMENTOS:
 a) SALDO SALARIAL ( 20 DIAS).
 O consignado falecido representado para este ato, por sua esposa, terá direito de receber pelos os 20 dias que trabalhou durante o mês de 2011.
b) FÉRIAS EM DOBRO + ADICIONAL DE 1/3.
 O empregado falecido, tem direito as férias adquiridas em dobro, tendo em vista que estas não foram concedidas. Com base no Artigo 137 da Consolidação das Leis do Trabalho, uma vez que já passou o prazo de 12 meses subsequentes á data em que foram adquiridas ás férias, com base no Artigo 134 do mesmo disposto legal.
Art. 134 DA CLT - As férias serão concedidas por ato do empregador, em um só período, nos 12 (doze) meses subseqüentes à data em que o empregado tiver adquirido o direito.
Art. 137 - Sempre que as férias forem concedidas após o prazo de que trata o art. 134, o empregador pagará em dobro a respectiva.
c) 7/12 DO 13º SALÁRIO PROPORCIONAL:
 O consignado representado terá direito ao 13° Salário proporcional de 7/12( sete doze avos), conforme o Artigo 1°-, §§ 1°- e 2°-, e Artigo 3°- ambos da Lei n°- 4.090/62.
Art. 1º DA LEI 4.090/62 - No mês de dezembro de cada ano, a todo empregado será paga, pelo empregador, uma gratificação salarial, independentemente da remuneração a que fizer jus.
§ 1º - A gratificação corresponderá a 1/12 avos da remuneração devida em dezembro, por mês de serviço, do ano correspondente.
  § 2º - A fração igual ou superior a 15 (quinze) dias de trabalho será havida como mês integral para os efeitos do parágrafo anterior.
      
 Art. 3º DA LEI 4.090/62- Ocorrendo rescisão, sem justa causa, do contrato de trabalho, o empregado receberá a gratificação devida nos termos dos parágrafos 1º e 2º do art. 1º desta Lei, calculada sobre a remuneração do mês da rescisão.
d) 4 \12 DE FÉRIAS PROPORCIONAIS:
 O empregado falecido tem o direito das férias proporcionais de 4\12, conforme o Artigo 146 da Consolidação das Leis do Trabalho, abaixo transcrito:
 Art. 146 - Na cessação do contrato de 	trabalho, qualquer que seja a sua causa, será devida ao empregado 	a remunera-ção simples ou em dobro, conforme o caso, correspondente a período de férias cujo direito tenha adquirido.
e) SAQUE DAS GUIAS DO FGTS E TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO:
 O empregado falecido Augusto Conceição, tem o direito do saque do FGTS, conforme o Artigo 18 § 3º da Lei nº 8.036\90, a consignante terá que disponibilizar as guias para saque do FGTS, assim como o termo de rescisão do contrato de trabalho.
Art. 18 da Lei nº 8.036\90: Ocorrendo rescisão do contrato de trabalho, por parte do empregador, ficará este obrigado a depositar na conta vinculada do trabalhador FGTS os valores relativos aos depósitos referentes ao mês da rescisão e ao imediatamente anterior, que ainda não houver sido recolhido, sem prejuízo cominações legais.
(...)
§ 3° As importâncias de que trata este artigo deverão constar da documentação comprobatória do recolhimento dos valores devidos a título de rescisão do contrato de trabalho, observado o disposto no art. 477 da CLT, eximindo o empregador, exclusivamente, quanto aos valores discriminados.
III- DOS PEDIDOS:
Diante do exposto requer:
a) Que todas as verbas sejam procedentes: Saldo salarial de 20 dias, férias em dobro + adicional de 1\3, 7\12 do 13º salário proporcional, 4\12 das férias proporcionais, e saque das guias do FGTS e termo de rescisão do contrato de trabalho.
b) A citação da representante do empregado falecido, para levantar o valor da quantia depositada.
c) O depósito da quantia devida a ser efetivado no prazo de 5 dias.
d) A condenação da parte ré ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios.
 IV- DAS PROVAS:
 Requer provar por todos os meios de provas em direito admitido, inclusive prova documental, testemunhal e depoimento pessoal da Reclamada, com base no Artigo 332 do Código de Processo Civil.
 V- DO VALOR DA CAUSA:
 Dá-se a presente causa o valor de R$ 5,975, 00( Cinco mil, novecentos e setenta e cinco Reais).
 Nesses termos, 
 Pede deferimento.
 Local\ Data 
 Advogado
 OAB\RN