A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
64 pág.
Aulas - Administração da Produção - UVA - EAD

Pré-visualização | Página 3 de 23

fabricação do produto 
com características excepcionais, baixas tolerâncias e maior durabilidade. 
Qualidade consistente: Caracteriza-se por oferta de produtos ou serviços que satisfaçam as 
especificações dos clientes de forma consistente. Clientes desejam produtos e serviços que satisfaçam 
sistematicamente as especificações contratadas ou veiculadas na publicidade da empresa. 
 
Entrega - Caracteriza-se pela rapidez, mas também pela confiabilidade na estrega, também muito importante. 
Em termos mais específicos, os produtos deveriam ser entregues aos clientes com variação mínima no tempo de 
entrega. O prazo de entrega é um importante fator determinante para a decisão sobre uma compra. 
São três as prioridades competitivas específicas de clientes, relacionadas ao tempo, a saber: Rapidez na 
entrega, entrega pontual e velocidade de desenvolvimento. 
Rapidez na entrega: pronto atendimento do pedido de um cliente. Normalmente é medida pelo tempo 
decorrido entre o recebimento do pedido e o seu atendimento, frequentemente denominado tempo de espera. 
Entrega pontual: cumprimento dos prazos de entrega. A entrega pontual é importante para muitos 
processos, principalmente os processos just-in-time, em que os insumos são necessários em momentos 
específicos. 
Velocidade de desenvolvimento: rapidez na introdução de um novo serviço ou produto. É medida pelo 
tempo decorrido entre o surgimento da ideia e o projeto final e a definitiva introdução do serviço ou produto. 
Concorrência Baseada no Tempo: muitas empresas se concentram nas prioridades competitivas de 
rapidez de entrega e de desenvolvimento dos seus processos, dentro de uma estratégia denominada 
Concorrência Baseada no Tempo. 
 
Flexibilidade - Característica de processos empresariais que permitem reação rápida e eficiente no sentido de 
atender as necessidades dos clientes. A flexibilidade é uma medida de rapidez, no sentido amplo, com a qual uma 
empresa pode modificar qualquer um de seus processos de modo a rapidamente atender a demanda de seus 
clientes. 
Alguns clientes necessitam dos seguintes tipos de flexibilidade: personalização, variedade e flexibilidade 
de volume, entre outros. 
Personalização: satisfação das necessidades específicas de cada cliente, mediante a modificação dos 
projetos de serviços ou produtos. Normalmente, a personalização ou “customização” pressupõe um serviço ou 
produto de baixo volume. Não obstante, os processos com a prioridade de personalização devem ser capazes de 
funcionar em íntima conexão com clientes para dedicar recursos às suas necessidades. 
Variedade: capacidade de lidar de forma eficiente com uma ampla gama de produtos ou serviços. A 
variedade difere da personalização, uma vez que os produtos ou serviços não são necessariamente exclusivos 
para clientes específicos e podem ter demandas repetitivas. 
Flexibilidade de volume: habilidade para prontamente acelerar ou desacelerar a taxa de produção de 
serviços ou produtos de modo a ser capaz de lidar com grandes flutuações da demanda. A flexibilidade de volume 
muitas vezes dá apoio a outras prioridades competitivas, como a rapidez da entrega ou a velocidade de 
desenvolvimento. 
Serviços - Cada vez mais, as empresas estão encarando o atendimento como um meio de obter vantagem no 
mercado. Isso inclui serviços de apoio ao cliente antes, durante e depois da compra. Com os ciclos de vida dos 
produtos tornando-se cada vez mais curtos, os produtos tendem a ficar parecidos com os de outras empresas. 
Para obter vantagem competitiva em um ambiente tão competitivo as empresas estão fornecendo um elenco de 
bons serviços. 
7 
 
Serviços de apoio ao cliente adequadamente projetados compreendem como o cliente usa o produto. 
Além do mais, quando esses serviços de apoio são solicitados, a empresa pode responder rápida e 
adequadamente para satisfazer o cliente. 
Produtividade - Este é um ponto relevante para o sucesso das empresas. O conceito de produtividade 
está ligado à busca contínua por melhores métodos de trabalho, com o objetivo de se obter a maior e melhor 
produção com a menor utilização de recursos possível. 
 
A criação de produtos e serviços requer a transformação de recursos em produtos e serviços. Produtividade é a 
razão entre as saídas (produtos e serviços) e as entradas (recursos, como trabalho e capital). 
 
Produtividade: 
 Produção (Output) 
 Consumo (Input) 
 
Vamos trazer exemplos práticos? 
 
Uma empresa que processa frutas e legumes pode produzir 400 caixas de frutas enlatadas em meia hora, 
com quatro trabalhadores. Qual é a produtividade da mão de obra? 
 
 
Produtividade da mão de obra = Quantidade Produzida Horas trabalhadas 
Produtividade da mão de obra = 
400 caixas 
4 trabalhadores 
X 
0,5 hora trabalhador 
 
Resposta: 200 caixas por hora e por trabalhador. 
 
 
A melhoria na produtividade somente pode ser alcançada de duas maneiras: redução das entradas com 
manutenção de saída constante, ou aumento da saída com a manutenção de entradas constantes. As duas 
maneiras representam um aumento de produtividade. 
Um índice de produtividade pode ser calculado para uma determinada operação, para um departamento, 
para a organização ou até mesmo para um país inteiro. 
Os índices de produtividade podem se referir a um input apenas (produtividade parcial) ou a mais de 
um input (produtividade para um conjunto de fatores) ou a todos os inputs (produtividade total). O cálculo do 
índice de produtividade para um conjunto de fatores mede inputs e outputs, utilizando uma unidade de medida 
comum, como custo ou valor. 
 
 
 
8 
 
Por exemplo: Determina-se a produtividade para um conjunto de fatores, considerando-se um input 
combinado de recursos. Output = 1760 unidades. Materiais = $1.000,00; materiais = $20,00 e energia = 
$2.000,00. 
 
 
A escolha do índice de produtividade depende principalmente do propósito do índice. Se o propósito é o 
acompanhamento das melhorias na produtividade da mão de obra, esse fator, a mão de obra, torna-se 
evidentemente a base para medirmos o input. 
 
Vamos conhecer mais a natureza dos inputs? 
 
Trabalho - O aumento da produtividade no trabalho é resultante de uma força de trabalho saudável, muito bem 
instruída e com boas condições de trabalho e infraestrutura pública. Talvez as melhorias possam ser obtidas não 
somente por meio do aumento da competência da mão de obra, mas também mediante treinamento disponível, 
motivação, horário flexível, preparação de equipes, planejamento de carreira e outras políticas de recursos 
humanos. 
 
Capital - Também denominado bens de produção, os bens de capital são aplicados na produção de outros bens, 
especialmente os bens de consumo, embora não sejam diretamente incorporados aos produtos finais. São as 
instalações, máquinas e equipamentos, instrumentos, ferramentas e muitos outros itens dessa natureza. São 
muito impactados pelas mudanças tecnológicas como vamos ver em vídeos. 
 
Administração - É responsável por garantir que o trabalho e o capital sejam utilizados com eficácia para aumentar 
a produtividade. A gestão de recursos responde pela maior contribuição à produtividade. Inclui também 
melhorias obtidas por meio da aplicação da tecnologia e da utilização do conhecimento. 
 
Tecnologia e conhecimento - Avanços tecnológicos têm levado a uma gama diversificada de novos produtos e 
processos. A tecnologia da informação de fato revolucionou o modo como as empresas desenvolvem suas 
operações. Aplicações tecnológicas estão presentes no projeto do produto, nas características dos produtos, na 
tecnologia dos processos, nos processos de informação e comunicação. Avanços tecnológicos em novos 
materiais, novos métodos e novos equipamentos também estão presentes na área de operações. As mudanças 
tecnológicas em produtos e processos, com a aquisição de