relatorio de estagio I
16 pág.

relatorio de estagio I


DisciplinaEstágio Supervisionado Pedagogia131 materiais413 seguidores
Pré-visualização3 páginas
FACULDADE EDUCACIONAL DA LAPA
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV \u2013 EJA E ESPAÇO NÃO ESCOLAR
SÔNIA MARIA DE SOUZA 150111328
BODOQUENA - MS
2018
FACULDADE EDUCACIONAL DA LAPA
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV \u2013 EJA E ESPAÇO NÃO ESCOLAR
Trabalho apresentado como requisito parcial para a atribuição de nota na disciplina de Estágio Supervisionado IV, do curso de Licenciatura em Pedagogia da Faculdade Educacional da Lapa \u2013 FAEL.
Orientador: Profa, Ana Cristina Gipiela Pienta.
SÔNIA MARIA DE SOUZA 150111328
BODOQUENA - MS
2018
INTRODUÇÃO
O presente trabalho refere-se ao Relatório de Estágio Supervisionado IV \u2013 EJA e Espaço não Escolar, realizado na APAE de Bodoquena \u2013 MS.
Esse trabalho objetivou-se descrever o estágio na EJA e em Espaços não Escolares, assim, escolheu-se a APAE de Bodoquena. 
A EJA é a educação de jovens e adultos será destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos nos ensinos fundamental e médio na idade própria e constituirá instrumento para a educação e a aprendizagem ao longo da vida (BRASIL, 1996, art. 37).
Dessa forma, Araújo et al (2016, p. 5) ressalta que \u201co fazer pedagógico no espaço não escolar está diretamente relacionado às atividades que envolvem trabalho em equipe, planejamento, formação pessoal, orientação, coordenação, sendo que o objetivo principal desse fazer está direcionado às transformações dos sujeitos envolvidos na prática pedagógica.\u201d
A metodologia utilizada neste trabalho é composta por realização de planejamento, observações, aplicação de planos de aulas, pesquisa bibliográficas. 
Nesse sentido, esse relatório está subdividido da seguinte forma: esta Introdução, que descreve de forma geral o conteúdo desse relatório; o desenvolvimento com subseções: caracterização da instituição, caracterização da escola de EJA, caracterização da instituição em Espaço Não Escolar, observação participante com observação na EJA e observação em Espaço Não Escolar, participação em reunião de professores na EJA e descrição da docência na EJA. E por fim, as considerações finais. 
DESENVOLVIMENTO
O presente trabalho apresenta o relatório que constitui as etapas cumpridas no Estágio Supervisionado IV, articulando-se a descrição das observações e das ações realizadas com o referencial teórico pertinente as experiências vivenciadas. 
Salienta-se que, os alunos do AJA é uma educação voltada para jovens e adultos, são destinados para alunos que querem continuar os estudos do ensino fundamental e médio, tendo em vista que esses não tiveram oportunidade. Ressalta-se que, é preciso contribuir para formação do sujeito crítico, por meio de metodologia como leitura, ludicidade, jogos e brincadeiras. 
A concepção de que o educando adulto é atrasado conduz aos mais graves erros pedagógicos, levando à aplicação de métodos impróprios ao invés de métodos de educação integradores do homem em sua comunidade. Este fato dificulta a formação do sujeito crítico, que compreende a sua realidade, mas que também têm a pretensão de modificá-la, nos quais o conhecimento da leitura e da escrita se faz pelo alargamento e aprofundamento da consciência crítica do homem frente à sua realidade (MERAZZI, OAIGEN, 2007, p. 2). 
Para Giusta (2013, p. 25) se a aprendizagem:
não contribui para a estruturação do conhecimento, justifica-se o pouco interesse que os gestaltistas apresentam pela questão. Aliás, nos estudos de aprendizagem realizados pela gestalt, a aprendizagem se confunde com solução se problema, que, por sinal, não decorre de aprendizagem, e, sim, de insight. Diante disso, torna-se fundamental conhecer os princípios que o regem: relação figura-fundo, fechamento (lei de pregnância), similaridade, proximidade, direção, etc., que são, em síntese, os princípios universais da boa forma.
Nota-se que a aprendizagem possibilita a construção do conhecimento. O professor é imprescindível, tanto contribuindo no desenvolvimento, tanto no AJA como em espaço não escolar, como na APAE. 
Lemos e Cabral (2015, p. 14), \u201co pedagogo ainda não chegou a todos os ambientes possíveis, no entanto, nos últimos anos, percebe-se um aumento na inserção desse profissional nesses novos campos de atuação no Brasil.\u201d
Ressalta-se que, a diversidade para atuação do pedagogo é ampla. Frisa-se que atuação do pedagogo visa contribuir com ensino em diversas áreas, abre caminhos para orientações pedagógicas. 
O trabalho do Pedagogo não se atém mais somente às escolas. Hoje em dia existem vários ambientes nos quais este profissional pode atuar, de modo que a pedagogia não pode mais ser vista como uma profissão apenas de docência restringida às salas de aulas especialmente as series iniciais. A pedagogia como campo de estudo deve ser vista como uma aliada em qualquer área que demande conhecimento pedagógico, ou seja, no processo de desenvolvimento e formação de sujeitos independente do ambiente que eles estejam (BOGORNY, 2015, p. 202). 
Assim, a pedagogia fortalece a formação de cidadãos no sentido pedagógico, levando-se em conta a amplitude de instrumentos e ferramentas em que podem ser inseridas nesse contexto. 
É fundamental para que ocorra nesses espaços a conscientização de que cada ser humano é composto de capacidades diversas, precisando muitas vezes apenas de um estímulo para buscar uma ampliação da sua visão de mundo (LEMOS e CABRAL, 2015, p. 15).
Portanto, argumenta-se que a escola e espaços não escolar cooperam com a capacidade de reflexão, de desenvolvimento de habilidades. 
CARACTERIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO
Nesse item serão caracterizadas as instituições em que foi realizado o Estágio Supervisionado IV, tanto a Escola EJA e instituição não escolar. Portanto, descreveu-se as características físicas e o que foi observado no PPP das escolas. 
Caracterização da escola de EJA
Relatou-se as características da escola em que realizaram o Estágio. Descreveu-se aspectos relevantes quanto as observações e análise do Projeto Político Pedagógico. 
O Estágio Supervisionado IV foi realizado na Escola Municipal Dr. Arnaldo Estevão de Figueiredo, que está situado na Rua Manoel de Pinho, n° 221, Centro, telefone: 3268-1121 email: em.dr.arnaldo@gmail.com. 
Sobre o número de funcionários e funções, a escola conta com 43 professores sendo, 03 de Educação Física; 03 de Língua Portuguesa Estrangeira; 11 professores titulares; 11 professores de apoio; 02 professores de História; 02 professores de Geografia; 02 professores de Matemática; 03 professores de Ciência; 03 professores de Língua Portuguesa; 03 professores de Artes. No quadro administrativo, conta com 01 diretora, 02 coordenadora, 01 secretária, 05 funcionários \u2013 Auxiliar de Serviços Diversos, 02 merendeiras, 02 zeladoras, 02 inspetores de alunos, 02 vigias. 
Sobre o número de alunos atendidos e distribuição por turmas, matutino total de 230 alunos, sendo do 1° ao 7° ano do ensino fundamental. No período vespertino são 284 alunos, sendo do 1° ao 8° ano. No período noturno, são 82 alunos, da 1° até a 4° fase. A escola no geral tem um total de 596 alunos, divididos em 24 salas de atendimento.
Sobre o Espaço físico: possui 08 salas de aula, uma cozinha, banheiros para os alunos e para o uso de funcionários, uma secretaria e coordenação, espaço para os alunos fazerem as refeições, quadra coberta, pático possui um espaço coberto e outro não.
Os Projetos de maior impacto desenvolvido pela instituição são projetos de Cidadania, Pluralidade cultural, Educação indígena, Cultura Afro-brasileira, Meio ambiente, comemorações do município e da escola.
A Relação da escola com as famílias são pautadas em cooperação, sendo que a instituição procura buscar uma relação saudável. 
A Ludicidade é uma das metodologias utilizadas pelos professores nas aulas e aplicada em projetos da escola. O lúdico é uma atividade em que imprescindível para a instituição de ensino.
Observou-se