Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Cidade de Muros - SEMINÁRIO

Pré-visualização | Página 1 de 3

Cidade de Muros
Caroline Simões RA: C422FA0
Isabelly Carolini RA: C405GA5
Letícia Veiga RA: C629CD6
Thais Santiago RA: B316FH9
PARTE III – Segregação Urbana,
Enclaves Fortificados e Espaço Público
Sessões 7 e 8
7- ENCLAVES FORTIFICADOS
Erguendo Muros e criando uma nova ordem privada
“O vigia na guarita fortificada é novo no serviço, e tem a
obrigação de me barrar no condomínio. Pergunta meu nome e
destino, observando os meus sapatos. Interfona para a casa 16 e
diz que há um cidadão dizendo que é irmão da dona da casa. A
casa 16 responde alguma coisa que o vigia não gosta e faz "hum".
O portão de grades de ferro verde e argolões dourados abre-se aos
pequenos trancos, como que relutando em me dar passagem. O
vigia me vê subindo a ladeira, repara nas minhas solas, e acredita
que eu seja o primeiro pedestre autorizado a transpor aquele portão.
A casa 16, no final do condomínio, tem outro interfone, outro
portão eletrônico e dois seguranças armados. Os cães ladram'
em coro e param de ladrar de estalo. Um rapaz de flanela na mão·
abre a portinhola lateral e me faz entrar no jardim com um gesto
de flanela. ( ... )
O empregado não sabe que porta da casa eu mereço, pois
não -vim fazer entrega nem tenho aspecto de visita. Pára, torce a
flanela para escoar a dúvida, e decide-se pela porta da garagem)
que não é aqui nem lá. Obedecendo a sinais convulsos da flanela,
contorno os automóveis na garagem transparente, subo por uma
escada em caracol, e dou numa espécie de sala de estar com pé·
direito descomunal, piso de granito, parede inclinada de vidro,
outras paredes brancas e nuas, muito eco, uma sala de estar onde
nunca vi ninguém sentado. À esquerda dessa sala corre a grande
escada que vem do segundo andar. E ao pé da grande escada há
uma salinha que eles chamam de jardim de inverno, anexa ao pátio
interno onde vivia o fícus. Eis minha irmã de peignoir, tomando
o café da manhã numa mesa oval.” 
Chico Buarque, Estorvo, 1991, pp. 14, 16
Trecho que retrata o
novo estilo de vida 
nas cidades.
Se aproximar de um 
condomínio 
a pé como 
visitante = suspeito
ENCLAVES FORTIFICADOS: são propriedades privadas para uso coletivo e 
enfatizam o valor do que é privado e restrito ao mesmo tempo que 
desvalorizam o que é público e aberto na cidade.
Exemplos: 
* Condomínios residenciais * Conjunto de escritórios * Shopping Centers 
* Centros de lazer * Entre outros
Exemplo - Típica entrada de Enclaves Fortificados
“UNIVERSO FECHADO PARA A ELITE”
ALGUMAS CARACTERÍSTICAS APONTADAS:
▪ São controlados por guardas armados e sistema de segurança.
▪ Independente do seu entorno imediato.
▪ São fechados e os moradores querem cada vez menos contato com
os espaços públicos (condomínios residenciais).
▪ Tendem a ser ambientes socialmente homogêneos.
▪ Estão transformando a natureza do espaço público e a qualidade das
interações públicas na cidade.
▪ É nítido a diferenciação de status, aumentando a segregação
espacial e social.
Condomínio Ânima - São Bernardo do Campo (Rua Braga, Vila Lusitania)
“UNIVERSO FECHADO PARA A ELITE”
ALGUMAS MUDANÇAS IMPORTANTES NOS VALORES DAS CLASSES ALTAS:
Antes moradias em apartamentos eram associados a cortiços e somente as casas eram o
símbolo da elite.
Áreas isoladas e não urbanizadas passaram a ser mais valorizadas do que tradicionais
bairros centrais com boa infraestrutura.
Essa mudança marcou a inversão dos valores que haviam prevalecido entre os anos 40
até 80.
Bairros Centrais Áreas isoladas
Cortiço
“DE CORTIÇOS A ENCLAVES DE LUXO”
DIFERENÇAS ENTRE PASSADO E PRESENTE
Vários elementos diferenciam os apartamentos da déc. de 70 dos condomínios fechados 
dos anos 80 e 90.
Condomínios em bairros centrais Áreas afastadas
Integração com a rede urbana Opõe-se à rede urbana
Abertos Murados
Pouco usos coletivos (ex: moradores) Muitos usos coletivos
Prédios Condomínios (vertical ou horizontal)
Algo que acontece até nos dias atuais é a desvalorização de casas padronizadas (iguais) tanto na elite como na
classe trabalhadora. Os moradores fazem incríveis esforços para dar “personalidade” para as suas casas.
Os prédios de apartamentos também seguem o mesmo raciocínio.
“UM ESTILO DE VIDA TOTAL: ANUNCIANDO 
ENCLAVES PARA AS CLASSES ALTAS”
No final dos anos 70 os condomínios fechados começaram a serem mais prestigiados entre as classes média e alta.
ANÚNCIOS DE INCORPORADORAS: 
Sempre enfatizam um “novo conceito de moradia”
com 5 elementos básicos:
1. Segurança
2. Isolamento
3. Homogeneidade social
4. Equipamentos
5. Serviços
As enclaves deixam claro em seus anúncios que são 
OPOSTAS á cidade.
“Eu saí da Av. Paulista por causa do barulho.(...) Nos fins de semana
tinha o movimento daqueles restaurantes, daquilo tudo. Então foi
ficando impossível de se morar (...) E a circulação de gente durante
todo o dia em frente de onde eu morava, era como se fosse o centro
da cidade: eram office-boys, aquele movimento permanente,
permanente.”
Dona de casa, 52 anos, vive no Morumbi com seu marido, executivo 
numa multinacional, e dois filhos.
“Verteville 4-em Alphaville-soluções reais para problemas atuais
(...) Vista para dois lagos e bosques. Respire fundo! Densidade de população bem
reduzida.
Convivência sem inconveniência: centro de convivência completo e hipercharmoso.
Vale a pena conhecer: 4 piscinas (a grande, a aquecida, a infantil e a de choque
térmico e hidromassagem).
Bar aquático. (...) Saunas, Salão de ballet, esgrima e ginástica. Sala de
bronzeamento e massagem. Vestiário completo. Mini-drugstore com livros, revistas,
tabacaria, etc. (...) Programas diários de atividades orientadas para crianças,
esportes, biblioteca, horta, criação de pequenos animais etc. Uma administração
independente: totalmente diferente do convencional, criando serviços novos,
surpreendentes e fundamentais, como: assistência especial às crianças (...), serviço
opcional de faxineiras, serviço opcional de suprimentos: você terá quem faça suas
compras de supermercado. Serviço de lavagem de carro. Transporte para os demais
bairros de São Paulo. Segurança absoluta, inclusive eletrônica. 3 suítes mais
escritório e 3 garagens. 420m2 de área total.”
(O Estado de S. Paulo, 4 de outubro de 1987).
“UM ESTILO DE VIDA TOTAL: ANUNCIANDO 
ENCLAVES PARA AS CLASSES ALTAS”
EXEMPLO DE ANÚNCIO:
● Áreas comuns pouco usadas
(status, e não necessidade)
● Os serviços semanais ou mensais
passou a ser mais procurado pela
elite. (Muitas vezes administrado
pelos condomínios)
● O m² de um Flat era mais caro do
que os apartamentos em
condomínios.
● Em alguns casos a segurança
armada é ilegal.
● Separação de entrada social e
serviços (às vezes nos elevadores
também)
“Membros das classes altas temem o
contato e a contaminação pelos pobres,
mas continuam a depender de seus
empregados pobres. (...)”
OUTRAS CARACTERÍSTICAS / PROBLEMÁTICAS 
APONTADAS:
“MANTENDO A ORDEM DENTRO DOS MUROS”
Como manter uma democracia dentro do
condomínio?
“Um condomínio ideal seria um lugar onde
tivesse, interesses incomuns, seguindo regras
para o bem de todos ”
Porém, concordar a respeito de regras comuns
parece ser um dos mais difíceis aspectos da vida
cotidiana nas residências coletivas.
Os moradores interpretam liberdade, como
sendo uma ausência de regras e
responsabilidades
Página123