Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
THE WHALE

Pré-visualização | Página 1 de 2

ESTUDO DE CASO
"THE WHALE "
UNIP | Campus Araraquara
Arquitetura e Urbanismo
Disciplina: SAUPC
Professora: Nome
Aluno: Nome
R.A.: A00
Turma: A0101
SUMÁRIO
Ficha Técnica........................................................................................................................................................03
Localização e Características do entorno......................................................................................................04
Implantação..........................................................................................................................................................05
Sobre o Design....................................................................................................................................................06
Sobre o Uso do Edifício.....................................................................................................................................07
Sobre o Jardim Interno......................................................................................................................................08
Sobre as Fachadas.............................................................................................................................................09
Características Climatológicas..........................................................................................................................10
Circulação.............................................................................................................................................................11
Tipologia das Unidades.....................................................................................................................................13
Estacionamento....................................................................................................................................................14
Bibliografia..........................................................................................................................................................15
FICHA TÉCNICA
3
Arquiteto: Frits van Dongen, Architekten Cie.
Localização: Amsterdã, Holanda
Ano: 1998-2000
Status: Concluído
Programa: 150 moradias sociais, 64 habitações privadas para alugar, 1.100 salas 
comerciais, 179 vagas de estacionamento.
Tamanho: 35,800 m²
Materiais: Concreto, alumínio (aberturas) e placas de zinco e alumínio especial 
(fachada).
LOCALIZAÇÃO E CARACTERÍSTICAS 
DO ENTORNO
Esse projeto foi desenvolvido no país Holanda, na cidade de Amsterdã. Está situado em
uma vizinhança chamada de Zeeburg. Este novo bairro é conhecido por ter sido o antigo
Eastern Harbour District Amsterdam (Distrito do Porto Oriental de Amsterdã), antiga zona
portuária que foi toda remodelada para se transformar em um bairro residencial. Essa
área precisava atingir a densidade necessária de 100 moradias por hectare. Foi
quando Frits van Dongen fugiu do padrão de altura dos edifícios desse bairro e projetou
um conjunto habitacional com 8 pavimentos.
4
IMPLANTAÇÃO
5
O edifício cabe perfeitamente
dentro do rígido e confinado
terreno, ocupando um
quarteirão inteiro. Sua
volumetria é composta por
cheios e vazios, onde foi
extraído um retângulo da sua
área interna e isso possibilitou
a entrada de luz natural e a
criação de um jardim interno
semi-público.
SOBRE O DESIGN
Fritz van Dongen inspirado na água
circundante, criou um mar de prédios
baixos, dado pelo ritmo da variação de
blocos e espaços abertos. Este ritmo se
repete em maior escala na tapeçaria de
terra e água que caracteriza toda a área.
O mar dos edifícios de baixa altura é
interrompido por esse grande prédio, tanto
para lançar em relevo a paisagem baixa
como para atingir a densidade do centro
da cidade. Este design inusitado é um dos
maiores responsáveis por possibilitar
diversas tipologias de moradias e espaços
comerciais, por oferecer maior iluminação
natural e ar fresco para as habitações e
também por gerar vistas únicas e abertas
de um dos bairros mais modernos perto do
centro de Amsterdã.
6
SOBRE O USO DO EDIFÍCIO
Ele é um edifício de uso misto e
conta com 150 habitações sociais,
64 habitações privadas para
aluguel, 1100 espaços comerciais,
179 vagas de estacionamento e
um jardim semi-público no seu
interior. Uma de suas propostas
era de trazer diversidade
proporcionando o encontro de
diferentes classes sociais.
Esse edifício é cheio de detalhes
interessantes, que o caracterizam
como sendo único, um deles é a
iluminação azul embaixo das
partes inclinadas no térreo.
7
SOBRE O JARDIM INTERNO
Com o uso dos pilotis, os andares
inferiores recebem a luz solar. A
luz e o espaço têm acesso
gratuito ao coração do edifício,
redefinindo a tipologia do bloco
fechado: a área interna
transforma o domínio
tradicionalmente privado em um
jardim de cidade quase público.
Esse jardim é uma área de
convivência coletiva tanto para os
moradores quanto para quem
visita o edifício.
8
SOBRE AS FACHADAS
As fachadas foram todas
revestidas com placas de zinco
e a sua cobertura com um
alumínio especial. As janelas
retas e com tamanhos
diferentes conferem maior
dinamicidade a fachada,
quebrando o tédio das
inúmeras pecinhas de zinco.
Por conta da implantação e do
prédio ocupar todo o
quarteirão, ele não possui uma
fachada principal, todas as 4
faces do prédio são suas
fachadas.
9
CARACTERÍSTICAS 
CLIMATOLÓGICAS
23.6 °C é a temperatura média do mês de Julho em Amsterdã, o mês mais quente
do ano. A temperatura média em Janeiro, é de 1.1 °C. Tendo isso em vista, Frits van
Dongen utiliza os pilotis e muitas aberturas de médias para grandes portes feitas
de vidro, possibilitando a entrada dos raios infravermelhos responsáveis por
aquecer o ambiente.
10
CIRCULAÇÃO
11
Ao observar a planta baixa de um dos pavimentos do edifício, vemos que o
corredor de circulação (amarelo) permite que os moradores cheguem até seus
apartamentos, e eles acessam os corredores através de elevadores (vermelho) e
escadas (azul). Como podemos notar, esses corredores só chegam a uma certa
quantidade de apartamentos por andar.
CIRCULAÇÃO
12
Acontece que em cada andar, os corredores se intercalam, cobrindo uma
certa quantidade diferente de apartamentos (setas azuis). Isso se dá
pois a maioria dos apartamentos são duplex,
Também existem escadas externas para ligar um corredor a outro (setas
vermelhas) como pode ser observado na imagem acima.
PROGRAMA
13
Pavimento Tipo – 1:500Pavimento Térreo – 1:500
Legenda
Unidades habitacionais
Praça – Espaço aberto
Comercial
Entrada de veículos
Entrada de pedestre
Controle de acesso
Espaço comunitário - público
Archdaily, modificado pelo autor
TIPOLOGIA DAS UNIDADES
14
A maioria das unidades de habitação
do edifício são em 2 andares, sendo que
no primeiro andar se dá o acesso pelo
corredor externo a unidade.
Lá também se encontram as áreas da
cozinha, lavanderia, sala de estar, sala
de jantar e lavabo.
A área dos quartos fica no segundo
andar do duplex.
As tipologias se repetem espelhadas a
cada 2 unidades.
ESTACIONAMENTO
15
O edifício conta com 179 vagas para carros. Nesse corte podemos 
perceber que o estacionamento é subterrâneo, e se estende ao longo de 
todo o prédio (seta azul). 
Também no corte vemos as circulações verticais pelos elevadores (setas 
vermelhas).
BIBLIOGRAFIA
Archdaily
http://www.archdaily.com.br/br/01-46146/fotografia-e-arquitetura-pedro-kok/the-whale-
amsterdam-de-architekten-cie |Acessado em 03 de abril de 2020
Architravel
http://www.architravel.com/architravel/building/the-whale |Acessado em 03 de abril de 2020
EN
http://en.cie.nl/projects/39 |Acessado em 03 de abril de 2020
Mascontext
http://www.mascontext.com/issues/4-living-winter-09/case-study-4-the-whale | Acessado em 
03 de abril de 2020
Papo de Arquitetas
http://papodearquitetas.blogspot.com.br/2013/03/the-whale-amsterdam.html | Acessado em 
03 de abril de 2020
16
http://www.archdaily.com.br/br/01-46146/fotografia-e-arquitetura-pedro-kok/the-whale-amsterdam-de-architekten-cie
Página12