Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Anotações e revisão de nervo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Anotações
Importancia clinica da cabeça
· As membranas de mucosas dos 
olhos, boca e do nariz ajudam em um bom diagnostico p/ Ap cadiovascular e tbm p/ o estado geral do corpo.
· Cianótica – alt circulatória
· Ictérica – fígado
· Pálida – anemia
#analise dos olhos – a pupila ajuda muito na analise do SNC ou ainda podem indicar através de olhos fundos a perda de tec adiposo (desidratação ou emagrecimento).
Midriase podem indicar alt 
Miose neurológica.
# Mitose palpebral ou labial (pálpebra e lábios caídos)– tbm podem indicar alt neurológica.
· Na cabeça pode ocorrer vários 
afecções, tais como:
· Traumatismos 
· Desenvolvimento anormal 
(microftalmia, anoftalmia e endoftalmia )
· Neoplasias, 
· Lacerações palpebrais, 
· Entrópio e o ectrópio, 
· Ducto nasolacrimal estreito ou 
obstruído, 
· Úlceras de córnea, 
· Corpos estranhos, 
· Uveítes (íris, corpo ciliar e 
coroide)
· Entre outros.
· Aferente = ativa o s. nervoso 
(sensitivo)
· Eferente = evitar através do 
movimento (motor).
Divisão do s. nervoso
· ANATOMIA = SNC E SNP
· FISIOLOGIA = AUTONOMO (simpático, parassimpático e mioenterico) E SOMATICO
Revisão dos 12 pares de nervos cranianos
 Divisão anatômica
 Encéfalo (cérebro, cerebelo 
 e tronco encefálico).
SNC
 Medula Espinhal (fibras 
 nervosas)
 
 Nervos Cranianos e 
 espinhais
 SNP 
 Gânglios (nervosos e/ou 
 neurais)
· O tronco encefálico é formado 
por ponte, medula oblongada e pedúnculo cerebral
· Gânglios neurais são o conjunto 
de prolongamento de neurônios q deixam o encéfalo p/ suprir estruturas da cabeça e outras ao longo do corpo, ou seja, local de encontro de neurônios onde ocorre sinapses neurais.
· Nervos são 
estruturas/cordões esbranquiçadas formadas por um conjunto de axônios protegidos por tec conjuntivo. (duramater, araqnoide e piamater)
· Nem sempre são mistos, ou 
seja, composto por fibras aferentes e eferentes; desse modo algumas podem ser apenas sensitivas ou motoras.
1° NERVO OLFATORIO
· Apresenta fibras Aferentes 
(sensitivo)
· Associado a fatores de emoção 
(s límbico).
· Tem origem aparentemente no 
encéfalo no bulbo olfatório e suas terminações nervosas são na placa crivosa
SEQUENCIA DO ESTIMILO
· concha nasal Bulbo 
olfatório trato olfatório lateral 
 Lobo piriforme
· Bulbo olfatório Trato 
olfatório medial S límbico.
2° NERVO OPTICO
· Apresenta fibras aferentes 
(sensitivo)
· Tem origem aparente no 
encéfalo no trato óptico e quiasma óptico
SEQUENCIA DO ESTIMULO
· N óptico quiasma trato 
óptico processo geniculado lateral coliculo rostral.
3° NERVO OCULOMOTOR
· Apresenta fibras eferentes 
(motor)
· Origem aparente no pedúnculo 
cerebral
· É responsável pela 
movimentação dos 4 músculos dos olhos (m. reto dorsal, ventral e medial e m obliquo ventral). Tbm pode controlar a pupila, sendo então considerado um nervo do parassimpático.
 
 Atropina – é um fármaco antagonista muscarinico q causa constrição pupilar, atingindo fibras parassimpáticas, tendo como mecanismo de ação, bloqueando das ações da Ach, competindo por receptores muscarinicos desde M1 a M4. Dessa forma bloqueiam respostas do esfíncter muscular da Iris e da musculatura ciliar do cristalino após uma estimulação colinérgica, podendo gerar midriase e cicloplegia (paralisia da acomodação visual), por que ocupa o receptor porem ñ o ativa.
4° NERVO TROCLEAR
· Apresenta fibras eferentes 
(motor)
· Origem no coliculo caudal
· Movimenta o olho p/ o canto e 
alto.
5° NERVO TRIGEMIO
· Apresenta fibras mistas, tanto 
eferentes quanto aferentes, sendo:
· Aferente responsável pela 
sensibilidade dos dentes, língua (p/ temperatura e dor somente) e pele da cabeça (exceto parte dorsal da orelha).
· Eferente responsável pelos 
músculos da mastigação.
· Origem na ponte (pedúnculo 
cerebelar)
Ramos primários principais
· N oftálmico
· N maxilar
· N mandibular. 
6° NERVO ABDUCENTE
· Apresenta fibras eferentes 
(motor)
· Origem no corpo trapezóide
· Responsável pelo movimento 
lateral do olho através dos músculos reto lateral e retrator do olho.
7° NERVO FACIAL
· Considerado misto, ou seja, 
possui fibras eferentes e aferentes, sendo:
· Aferente responsável pelo 
paladar do ápice da língua, sensibilidade da pele da parte dorsal da orelha
· Eferente responsável pelos 
músculos da expressão facial e gls salivares e lacrimais.
· Origem no corpo trapezóide 
· Faz parte do parassimpático.
8° NERVO VESTIBULOCOCLEAR
· Apresenta fibras aferentes 
(sensitivo)
· Origem na medula oblongada
· Tem divisão funcional, sendo 
ela:
· Coclear – responsável pela audição (captação dos sons)
· Vestibular – Responsável pelo labirinto e equilíbrio (movimentação da cabeça)
9° NERVO GLOSSOFARINGEO
· Considerado misto, ou seja, 
possui fibras eferentes e aferentes, sendo:
· Aferente responsável pelo paladar no centro da língua
· Eferente responsável pela secreção de saliva e contrações da faringe
· Origem na medula oblongada
· Faz parte do parassimpático.
10° NERVO VAGO
· Considerado misto, ou seja, 
possui fibras eferentes e aferentes, sendo:
· Aferente responsável pelo 
paladar na raiz da língua, sensibilidade da laringe e visceral.
· Eferente responsável por ñ 
fazer secreção de lagrima e saliva, constrição de pupila, ereção, micção e defecação.
· Origem na medula oblongada
· Faz parte do parassimpático.
11° NERVO ACESSORIO
· Apresenta fibras eferentes 
(motor), controla músculos de origem braquimérica, como músculos do pescoço e ombro 
{ex: m braquicefálico e m trapézio}.
· Origem no tronco encefálico (medula oblongada)
12° NERVO HIPOGLOSSO
· Apresenta fibras eferentes 
(motor)
· Responsavel pelos músculos q 
movimentam a língua
· Origem na medula oblongada.