A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Fluxograma de Dispensação

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fluxograma de Dispensação
Fluxograma é a representação de um processo que utiliza símbolos gráficos para descrever o passo a passo do fluxo desse processo. O objetivo de um fluxograma é mostrar o fluxo das informações e os elementos mostrando a sequência operacional que caracteriza o trabalho que está sendo executado.
A administração de uma farmácia hospitalar, conta com a farmácia central e a farmácia satélite.
A farmácia central é o local onde se recebe e armazena os medicamentos e materiais farmacêuticos, e também onde são distribuídos para as farmácias satélites. O setor também é responsável pela compra de medicamentos que não são padronizados no Hospital, mediante solicitação de um farmacêutico. Para isso, é seguida uma seleção de fornecedores e produtos farmacêuticos bem rigorosa. A farmácia central, além de atender como armazém central para outras farmácias satélites, é utilizada como farmácia de uso das UTI´s e Pronto Atendimento. Isso ocorre devido à proximidade que há entre esses setores e a Farmácia Central. A mesma funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, atendendo todos os setores que necessitam de medicações.
A farmácia satélite é uma farmácia localizada no setor da dispensação. Tem a finalidade de estocar corretamente os medicamentos e materiais e proporcionar uma assistência farmacêutica efetiva e direta de uma forma que o paciente seja prontamente atendido. A sua finalidade é garantir mais rapidez na entrega dos medicamentos para os pacientes, com rigorosos controles de estoque. A farmácia satélite possui supervisão diária de um farmacêutico do hospital, o que possibilita uma assistência farmacêutica adequada, levando à racionalização e controle do estoque de medicamentos. Isso gera mais eficiência no sistema de distribuição. Com isso, os medicamentos serão distribuídos de acordo com a quantidade que será utilizada pelos pacientes, o que evita a formação de estoques desnecessários e também o desperdício.
O fluxograma de dispensação de uma Farmácia Hospitalar não é como em outras farmácias. Isso se deve por conta da situação do paciente. 
O paciente de um hospital nem sempre está em pleno uso de suas faculdades mentais, ou seja, nem sempre o paciente poderá informar se já fez uso do medicamento, se teve reações ao medicamento ou qualquer outra adversidade. Portanto, a dispensação é na verdade uma administração. 
Abaixo temos um esquema de dispensação de farmácia hospitalar:
. 
A partir da prescrição médica, inicia-se a dispensação medicamentosa. O farmacêutico deve validar a prescrição antes da saída do medicamento para o paciente, caso haja algum erro, a prescrição volta até o médico responsável para revisão e correção. 
Após o uso do medicamento pelo paciente, ele será reavaliado pelo médico e pelo farmacêutico clínico responsável.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.