Introdução Alimentar
2 pág.

Introdução Alimentar


DisciplinaMaterno Infantil1.564 materiais3.069 seguidores
Pré-visualização1 página
Introdução Alimentar 
A partir dos 6 meses, além do leite materno, 
outros alimentos devem fazer parte da 
refeição da criança. Para que a família 
possa proporcionar uma alimentação 
variada, equilibrada e saborosa e respeitar 
suas tradições, o primeiro passo é conhecer 
esses novos alimentos. 
\u2192 Não apresenta mais o reflexo de 
protusão da língua \u2192 Facilita da ingestão 
de alimentos semi-sólidos. 
\u2192 Produz enzimas digestivas em 
quantidades suficientes 
\u2192 Sustenta o pescoço facilitando a 
alimentação oferecida por colher 
\u2192 Maturidade fisiológica e neurológica 
\u2192 A introdução antes dos 4 meses está e ao 
risco aumentado de excesso de peso 
corporal aos 2 e 4 anos de idade. 
\u2192 Para iniciar a introdução alimentar é 
importante observar se o bebê já senta ou 
fica em uma determinada postura 
adequada 
Esquema de Alimentação 
\u2192 6 meses: 3 refeições ao dia; Almoço ou 
jantar e 2 lanches, os alimentos devem ser 
bem amassados com um garfo ou raspados 
na textura de um purê. 
\u2192 7 e 8 meses: 4 refeições ao dia; almoço, 
jantar e 2 lanches contendo frutas, 
alimentos menos amassados do que antes 
ou bem picados. 
\u2192 9 a 11 meses: 4 refeições ao dia; Almoço, 
jantar e 2 lanches contendo frutas, 
alimentos picados na mesma 
consistência dos alimentos da família e 
carnes desfiadas. 
\u2192 1 a 2 anos: 5 refeições ao dia; Café da 
manhã, lanche da manhã, almoço, 
lanche da tarde e jantar, alimentos em 
pedaços maiores e na mesma 
consistência da família. 
Observações 
\u2192 Oferecer de forma lenta e gradual 
outros alimentos, mantendo o leite 
materno até os dois anos de idade ou 
mais. 
\u2192 Introduzir um alimento novo a cada 
2 dias a fim de observar a sua 
tolerância. 
\u2192 Os alimentos devem ser oferecidos 
separadamente para que a criança 
aprenda a identificar cores e sabores. 
\u2192 Colocar as porções de cada alimento 
no prato sem mistura-los. 
Exposições Alimentares 
\u2192 Podemos modular as preferências 
alimentares da criança, através de 
exposição repetida a novos alimentos. 
\u2192 Oportunidade de estabelecer 
preferências saudáveis ajuda na 
prevenção de doenças na vida adulta. 
\u2192 Bebês > Basta pouca exposição 
\u2192 2 anos > 5 a 10 exposições 
\u2192 3 a 4 anos > Mais de 15 exposições 
\u2192 O líquido amniótico e leite materno 
ajudam na modulação das preferências 
alimentares do bebê 
Prevenção na infância 
\u2192 Consumo adequado de antioxidante; 
\u2192 Ingestão de peixes; 
\u2192 Restrição de proteína no leite da vaca no 
1º ano de vida (fator que previne alergia); 
\u2192 Alimentação adequada ajuda na 
modulação do sistema imunológico; 
\u2192 Amamentação nos primeiros 4 meses até 
o primeiro ano de vida; 
\u2192 Aumento da ingestão de frutas e legumes; 
\u2192 Aumento da ingestão de alimentos não 
industrializados; 
\u2192 Não é interessante expor a criança à 
proteínas de alto peso molecular (ela não 
consegue fazer a digestão e absorção 
correta) pode causar um processo 
alergênico pois faz alteração na 
permeabilidade intestinal. 
Introdução do glúten 
\u2192 Estudos dizem que a introdução precoce 
do glúten (antes dos 3 meses) aumenta a 
chance de desenvolver uma intolerância; 
\u2192 Aleitamento Materno induz tolerância a 
gliadina, reduz a permeabilidade intestinal 
e diferença na microbiota intestinal; 
\u2192 Quando a permeabilidade intestinal está 
diminuída, pode ocorrer invasão de 
microrganismos patógeno. 
\u2192 Recomendado a introdução: entre os 7 \u2013 8 
meses. 
\u2192 Pode-se adiar essa introdução sem risco 
adicional ao paciente com relação a 
possível desenvolvimento de DC. 
Importância da Colina 
\u2192 Importante suplemento nutricional 
para o pico de desenvolvimento 
cerebral durante a gestação, lactação e 
infância; 
\u2192 O ovo ele tem concentrações de: Fe, 
Se, Zn, Colina, vit B12, vit E, aminoácidos 
essenciais (mais taurina) do que o leite 
materno; 
\u2192 O ovo é a primeira proteína animal a 
ser introduzida na alimentação da 
criança; 
\u2192 A perda de uma oportunidade 
nutricional pela exclusão devido a 
crenças de hipercolesterolemia e alergia 
deve ser avaliada individualmente. 
Consumo de Peixe 
\u2192 Importante introduzir peixe é pelo 
papel protetor do ômega 3; 
\u2192 Peixes ricos em ômega 3, ajuda 
diminuindo problemas respiratórios; 
\u2192 Estudos relatam que a introdução de 
peixe antes dos 9 meses de idade mostra 
um efeito protetor, sendo associado 
com menor recorrência de eczema. 
Recomendação de Cardápios 
\u2192 No guia alimentar é possível 
encontrar diversas recomendações e 
orientações para cardápio infantil em 
diversas situações (criança em 
aleitamento materno, criança fazendo 
uso de fórmulas e também criança 
fazendo uso de leite de vaca.