A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
APOL I ANALISE DA POLÍTICA EXTERNA 2

Pré-visualização | Página 4 de 4

p. 396. 2014. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/rap/v48n2/a06v48n2.pdf>.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina de Análise de Política Externa, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, os quatro tipos de políticas públicas classificados por Theodore Lowi. 
Nota: 10.0
A	Políticas distributivas; Políticas redistributivas; Políticas regulatórias; Políticas Constitutivas.
Você acertou!
No decorrer da aula 3 da disciplina de Análise de Política Externa, vimos que as políticas públicas são classificadas por Theodore Lowi (1964 apud Rua, Romanini, 2013, p. 3-4) em quatro tipos, sendo esses:
a) Políticas distributivas: executam a função de alocação de bens e serviços;
b) Políticas redistributivas: executam a distribuição de recursos retirados do grupo A para o grupo B;
c) Políticas regulatórias: estabelecem normas e regras a serem seguidas para determinados processos;
d) Políticas Constitutivas ou Estruturadoras: Consolidam as regras do jogo político. A política externa pode ser vista como fazendo parte desse último grupo.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 3. Análise da Política Externa com a profa. Prof.ª Bruna Leal Barcellos. Tema 1: A política externa e as políticas públicas.
B	Políticas positivas; Políticas negativas; Políticas integracionistas; Políticas afirmativas.
C	Políticas reacionárias; Políticas revolucionárias; Políticas conservadoras; Políticas revisionistas.
D	Políticas protecionistas; Políticas paternalistas; Políticas individualistas; Políticas liberalizantes.
E	Políticas religiosas; Políticas de gênero; Políticas étnicas; Políticas indigenistas.
Questão 10/10 - Análise de Política Externa
Leia o texto abaixo:
Essas relações de mútua dependência não tendem a distribuir equitativamente os ganhos e as perdas geradas pela interdependência complexa. Esse processo tende a prevalecer às assimetrias, ou seja, os resultados serão diferentes para cada ator, pois os atores atuantes nessa sociedade internacional, agora transnacionalizada, não são iguais, sobretudo em se tratando de capacidades. Para Di Sena Jr. (2003, 25) “(...) os participantes não gozam do mesmo grau de desenvolvimento e não controlam os mesmos recursos”. Isso porque as transações na interdependência dependem de constrangimentos e ganhos que se explicam como “ganhos ou perdas conjuntas para as partes envolvidas” (Keohane e Nye, 2001, 8), devido, entre outras razões, às diferenças envolvidas nos relacionamentos.
Fonte: OLIVEIRA, Marcelo Fernandes de; LUVIZOTTO, Caroline Klaus. Cooperação técnica internacional: aportes teóricos. Rev. bras. polít. int. vol.54, no.2, Brasília.  2011, p. 8. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/rbpi/v54n2/v54n2a01.pdf>.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina de Análise de Política Externa, análise as afirmações abaixo, que discutem as premissas da teoria da interdependência complexa e, depois, assinale a alternativa que indica apenas as corretas: 
I. Para a teoria da interdependência, os Estados estão conectados uns aos outros, de modo que as decisões, rupturas e eventos que ocorrem em um Estado, podem afetar ou outros.
II. Os conceitos de sensibilidade e vulnerabilidade são muito importantes para a teoria da interdependência complexa.
III. Resumidamente, pode-se dizer que a sensibilidade se refere à solidariedade de um Estado específico diante dos problemas e dificuldades enfrentados por outro Estado na política internacional.
IV. O conceito de vulnerabilidade faz referência à influência de um Estado sobre outro. Assim, a as decisões ou rupturas em um Estado A não apenas são sentidas pelo Estado B, mas também têm impactos e podem gerar custos internos.
Nota: 10.0
A	Apenas as afirmativas I e II estão corretas
B	Apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas
C	Apenas as afirmativas I e III estão corretas
D	Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas
Você acertou!
A resposta correta é aquela que afirma que apenas as afirmações I, II e IV estão corretas. A afirmação I está correta, porque a interdependência complexa argumenta que os Estados não vivem de forma isolada, e que devido a esse cenário de “conexão” entre eles, as decisões, rupturas e eventos que ocorrem em um Estado-nação, podem afetar outros Estados. A afirmação II está correta, porque os conceitos de sensibilidade e vulnerabilidade são centrais à abordagem de interdependência. A afirmação IV está correta, porque na visão de vulnerabilidade, a questão se dá em relação à influência de um Estado sobre outro. Nessa percepção, uma ruptura no país A não somente é sentida pelo país B, mas também demanda que esse país tome ações de proteção, gerando custo interno. A afirmação III está incorreta, porque a sensibilidade trataria sobre a capacidade de resposta de um país em relação ao outro. Na sensibilidade, uma ruptura no país A não causaria um custo sobre o país B pois, não demandaria alguma mudança política desse país.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 2. Análise da Política Externa com a profa. Prof.ª Bruna Leal Barcellos. Tema 3: APE e o Liberalismo.
E	Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.