A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
av1 nutrição funcional

Pré-visualização | Página 1 de 1

3.Explique, COM SUAS PALAVRAS, o que compreende sobre o conceito de nutrientes imunomoduladores.
São nutrientes capazes de modular processos imunológicos, metabólicos e inflamatórios. Possuem capacidade de modificação genética estimulando a síntese de compostos antioxidantes; efeito anti-plaquetário: diminuem a formação de coágulos. 
4.A nutrição funcional se preocupa com a Interação entre todos os sistemas do corpo e busca a interconexão com fatores sociais, econômicos, bioquímicos, fisiológicos, além de aspectos emocionais e cognitivos. Dê um exemplo e EXPLIQUE como fatores emocionais podem influenciar o estado de saúde de um indivíduo, alterando seu estado nutricional.
Podemos citar como exemplo de como um fator emocional influencia o estado de saúde de um individuo e consequentemente altera seu estado nutricional. Por exemplo: em um indivíduo que, durante a pandemia, parou de praticar atividade física, está mais estressado por conta do preocupante cenário atual, recebendo mais pressão do chefe e também está consumindo mais produtos ultraprocessados pela falta de tempo para cozinhar e também bebendo menos água e assim, apresenta um quadro de constipação intestinal. Recomenda-se que o mesmo coloque sempre uma garrafinha de água ao seu lado dentro de casa e baixasse um aplicativo que notificasse com lembretes para beber água, iria orientar também que o indivíduo consumisse farelo de aveia com frutas pelo menos no café da manhã ou da tarde, e que tentasse pelo menos comer um legume nas grandes refeições.
5.Explique, COM SUAS PALAVRAS, de que forma a nutrição funcional pode ajudar na modulação do dano provocado pela ação excessiva das espécies reativas (radicais livres).
O excesso de radicais livres é combatido pelo corpo por antioxidantes sintetizados no organismo (produzidos pelo corpo) ou provenientes da dieta. 
“Antioxidante é qualquer substância que, quando presente em baixa concentração comparada à do substrato oxidável, regenera o substrato ou previne significativamente a oxidação do mesmo”.
Além dos antioxidantes produzidos pelo corpo, o organismo utiliza aqueles provenientes da dieta como o a-tocoferol (vitamina-E), b-caroteno (pro-vitamina-A), ácido ascórbico (vitamina-C), e compostos fenólicos onde se destacam os flavonóides e poliflavonóides.
Os radicais livres promovem reações com substratos biológicos podendo ocasionar danos às biomoléculas e, conseqüentemente, afetar a saúde humana. Os danos mais graves são aqueles causados ao DNA e RNA. Se a cadeia do DNA é quebrada, pode ser reconectada em outra posição alterando, assim, a ordem de suas bases. Esse é um dos processos básicos da mutação e o acúmulo de bases danificadas pode desencadear a oncogênese. Uma enzima que tenha seus aminoácidos alterados pode perder sua atividade ou, ainda, assumir atividade diferente. Ocorrendo na membrana celular, a oxidação de lipídios interfere no transporte ativo e passivo normal através da membrana, ou ocasiona a ruptura dessa, levando à morte celular. A oxidação de lipídios no sangue agride as paredes das artérias e veias, facilitando o acúmulo desses lipídios, com conseqüente aterosclerose, podendo causar trombose, infarto ou acidente vascular cerebral. As proteções conhecidas do organismo contra as ERRO e ERN abrangem a proteção enzimática ou por micromoléculas, que podem ter origem no próprio organismo ou são adquiridas através da dieta.
A nutrição funcional pode adequar ao planejamento alimentar do paciente o consumo de alimentos fontes de antioxidantes, como: mamão (beta-caroteno), brócolis (flavonoides), acerola (vit C), chá (quercetina) curry (curcumina), uva (ácido elágico), salsa (flavonoides), morango (vit C) espinafre (clorofilina), repolho (taninos), tomate (carotenoides), cenoura (betacaroteno).
6.A obesidade é considerada uma resposta inflamatória crônica, estimulada pela hipertrofia dos adipócitos. Baseado no seu conhecimento sobre resposta inflamatória crônica no contexto da obesidade, de que forma a nutrição funcional poderia ser aplicada no planejamento da dieta de um paciente obeso.
Aplicada no planejamento da dieta de um paciente obeso, a nutrição funcional pode ajudar com o papel benéfico dos compostos bioativos (CBAs) presentes nos alimentos que atuam na modulação da resposta inflamatória.
CBAS são compostos que possuem efeito sobre um organismo vivo, tecido ou célula. Atuam no metabolismo energético como cofatores de enzimas atuantes nesse metabolismo, MAS NÃO SÃO NUTRIENTES. 
São compostos bioativos: carotenoides, glicosinolatos, antocianinas e licopeno. 
Os compostos bioativos agem na modulação de gene (competem por sítios ativos e receptores das diversas membranas celulares) e codificação de proteína (modulação da expressão de genes que codificam proteínas envolvidas em mecanismos intracelulares de defesa contra processos oxidativos degenerativos de estruturas celulares como DNA, membranas); possuem ação antioxidante.
CBAS possuem potencial de oxido-redução de determinadas moléculas, ou seja, atuam na neutralização das EROS, sendo assim a ação antioxidante (a mol antiox doa elétron para o radical livre estabilizar).