A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
146 pág.
Obstetrícia e fertilidade em bovinos

Pré-visualização | Página 28 de 29

Fisheries and Food (1985), Dairy Herd Fer-
tility, book n. 259. Her Majesty's Stationery Office, London.
MORROW, D. A. (1980), Current Therapy in Theriogenology. W. B.
Saunders, Philadelphia.
ROBERTS, S. J. (1971), Veterinary Obstetrics and Genital Diseases.
Published by the author, New York.
SLOSS, V. & DUFTY, J. H. (1980), Handbook of Bovine Obstetrics.
Williams & Wilkins, Baltimore.
WEAVER, D. (1986), Bovine Surgery and Lameness. Blackwell Scien-
tific PUblications, Oxford.
134
fNDICE REMISSIVO
Abortamento
causa, 66-8
definição, 65
freqüência, 65
investigação, 68-9
requisitos legais, 65-6
Alantocórion, 23, 24
palpação, 29
Alantóides, 22, 23, 24
Ambiente do parto, 34
Âmnion, 22, 23
Ampolas, 113, 116
Anasarca, 86
Anestro, 51
Anomalias congênitas, 69-70, 85-6
Anormalidades dos olhos, 70
Anovulação, 54
Apresentação
anormal, 87-8
longitudinal anterior, 77, 78
Aptidão do touro para reprodução
determinação, 118-9
Artrogripose, 70, 86
Ascite, 86
Atestados de Brucelose
1979 (Escócia), 65
1981 (Inglaterra e País de Gales), 65
Atividade cícIica ovariana, 3
controle hormonal, 6-8
retorno pós-parto, 40-1
Veja também ciclo estral
Balanopstite, 130
Bezerro, recém-nascido
adaptação, 38
peso ao nascimento, 30
exame, 38
rejeição pela vaca, 39
ressuscitação, 39
debilitados, 39
"Bolsa d'água", 33
Bolsa ovariana, 18
Carúnculas, 26
após o parto, 43
palpação, 29
Cateter de Foley, 106
Células de Leydig, 115
Cérvix
dilatação, 76
incompleta, 83, 89
exame, 15
involução, 41-2
palpação, 16-7
prolapso, 71-2, 73
Veja também atividade ovariana cícIica
Cistos, 20, 52, 56-7
CicIo estral
controle artificial, 10-14
alterações hormonais, 6-8
estágios, 4
CL veja corpo lúteo
Cloprostenol, dosagem, 14
Cloridrato de cIenbuterol, 37
Comprimento cabeça-garupa, 25
Cópula, 118
Corante de cauda, 9
Cornos uterinos, 20, 21
durante gestação, 28
palpação, 17-8
Corpo cavernoso do pênis, 116, 117
ruptura, 131
Corpo lúteo
após o parto, 41
encurtamento artificial da vida
útil, 10
crescimento, 5, 6, 8, 20
produção hormonal, 6-8
na prenhez, 26, 27
palpação, 19-20
persistente, 53
Corticosteróides, 46
uso na indução de parto, 35-6
Cortilédones, 23, 26
palpação, 29
Cumulus oophorus, 4, 5
Defeitos cardiovasculares, 70
Deficiência luteínica, 56
Descarte
devido a problemas de fertilidade, 49
taxa, 60
Desenvolvimento mamário, 46
detector de estro Kamar, 9
17 ,B-estradiol, 6, 7, 8
Desproporção feto-maternal, 82
135
Diestro, 4
Dinoprost, dosagem, 14
Distocia
definição, 75
incidência, 75
investigação, 75-6
Duração da gestação, 30
Ductos deferentes, 113, 116
Ductos de WoUf
apwia se~eutar. 133
Ejaculação, 118
falha de, 132
Ejeção de leite, 47
Eletroejaculação, 119
Embrião
coleta, 105-7
desenvolvimento, 22, 25
congelamento, 109
micromanipulação, 109
recuperação, 107
armazenamento, 108-9
Veja também transferência de
embriões
Embriotomia, 79
Embriótomo, 80
Endométrio, 26
Endometrite crônica, 99-100
regeneração, 43
Epidídimo, 113, 115
Episiotomia, 94
Ereção, 116
falha na 130-1
Escoliose, 70, 86
Espéculo vaginal, 15, 105
Espermatogênese, 114-5
Espermatozóides, 114, 115, 116
anormais, 121, 133
capacitação, 21-2
concentração, 121
avaliação, 120-1
motilidade, 121
produção, 120
Esterilidade, definição, 49
Estriol, 6
Estro, 4
detecção, 8-10
eficiência, 59-60
taxa, 59
duração, 4,8
durante gestação, 27
não-ocorrência, 50-3
sinais, 8-9
136
silencioso, 8
sincronização, 11-3
Estrógenos
no parto, 32, 46
no desenvolvimento
na gestação, 27
Estrona, 6
Estrumate, 14
mamário, 46
Fator precoce da g,estação, 26-7
Fenprostalene, dosagem, 14
Fertilidade
pós-parto, 44, 45
definição, 49
avaliação num rebanho, 58-60
manutenção, 60-2
monitoração, 60-2
registros, 61
Veja também infertilidade, taxa de
gestação
Fertilização, 21-2
falha na, 53,5 132-3
Feto
morte, 49, 57, 64-9
estimativa de idade, 25
crescimento, 25, 31
maceração, 69
mumificação, 54-5
palpação, 29
Fetotomia, 79, 82
Fibropapiloma, 131, 132
Fimose, 130
Flancos, exame dos, 14
Fluidos fetais, 24, 33
excesso de produção, 72, 74
FolÍculos, 4
pós-parto, 40
crescimento, 4, 6-8
produção hormonal, 6
luteinizado, 19, 40
palpação, 19 .
Folículos de Graaf veja Folículos
Freemartins, 31, 51
Frêmito, 29
Frênulo, persistente, 132
FSH
na função ovariana, 6-8
na espermatogênese, 114-5
"Garupa Travada', 82.3
Gest3ção
diagnóstico, 27.9
duração, 30
endocrinologia, 27
Gêmeos
incidência, 31, 101
indução, 101, 109
Gêmeos
siameses, 70, 86
apresentação simultânea, 85
Glândulas bulbo-uretrjlis, 113, 116
Glândula prostática, 113, 116
Glândulas vesicular (seminais) 113, 116
Hematomas, 94-5
Hidroalantóide, 74
Hidroamnion, 74
Hidrocéfalia, 70
Hormônios Folículo Estimulante
veja FSH
Hormônio luteinizante veja LH
Hormônios veja pelos nomes
individualmente
Hormônios liberadores de LH
veja LHRH
Impotência, 130-2
índice de parto, 58
Infertilidade, fêmea
definição, 49
investigação, 50-8
Infertilidade, macho, 53
investigação, 129
Inibição, 115
Inseminação Artificial, 53
vantagens, 122
desvantagens, 122
faça você mesmo, 53, 127, 128
eficiência, 127-8
razões para falhas, 128
regulamentos, 127
técnica, 124-6
determinação do momento, 126
Intervalo entre partos, 50, 58
Intervalo interestro, 3
prolongado, 57-8
curto, 56-7
Intervalo parto-concepção, 58
Intervalo parto - 1.° serviço, 59
Introdução, 117-8
falha na, 131-2
Lactação
LH
indução artificial, 47-8
início, 46
Lactogênese, 46
Lesão nervosa durante o parto, 95
LHRH, 6
Libertador de progesterona intravaginal
veja PRID
Libido, 117
insatisfatória, 129-30
Luprostiol, dosagem, 14
"Lutalyse", 14
Mãe do corpo, 96
Manequim, 119, 123
Membranas fetais, 22, 23, 24, 33
Metaestro, 4
Método de Bühner, 72, 73
Metrite aguda, 98-9
Monstros, 86
Morte embrionária
precoce, 49-50, 55-6, 63,4
tardia, 49, 58, 63-4
Matimortos, 69
Ninfomania, 57
Norgestamet, 12
Nutrição
relação com fertilidade, 55-6
Oócitos, 4, 5, 21
Operação cesariana, 81
Organogênese, 22
Ovários
agenesia, 51
mudanças durante o ciclo estral, 4-6
função, 6-8
hipoplasia, 51
palpação, 18
Ovidutos veja tubas uterinas
Ovulação, 21
pós-parto, 40
retardada, 54-5
taxa de, 31, 101
relação para o estro, 4, 7
Oxitocina, 32, 47
Palato fendido, 70
Palpação retal, 16-20
para diagnóstico de gestação, 29
para investigar infertilidade, 54
Paralisia do nervo obturador, 95
Paralisia do nervo glúteo, 95
Parto
atraso, 36-7
1.° estágio, 33, 77
indução, 34-6
137
início, 32
2.° estágio, 33, 77
sinais, 32-3
3.° estágio, 33-4
Pelve
defeitos ósseos, 84
exame, 14
Pênis, 113, 116, 117
aderências, 131
encurtamento congênito, 131
falha na exposição, 131
desvio em espiral, 131
tumores, 131, 132
desvio ventral, 131
Períneo
exame, 14
laceração, 93-4
Perosomus clumbis, 86
PGF2X veja prostaglandina F2X
Piometra, 53, 100
Pipeta de inseminação de Cassou, 124-6
Placenta, 26, 43
expulsão, 34
retenção, 91
"Planipart", 37
Pneumovagina, 16, 55, 94
Polidactilia, 70
Poliespermia, 22
Posição
anormal, 87-8
dorsal, 77, 78
Postura
anormal, 86-7
extendida, 77, 78
PRID, 11-2
Proestro, 4
Progestágenos, 10-2
Progesterona, 6, 7-8
no parto, 32, 46
no desenvolvimento mamário, 46
na gestação, 27
teste de concentração no leite, 27-8
uso na sincronização de estro, 10-12
Prolactina, 7, 26, 46, 115
Prolapso
cervico-vaginal, 71-2, 73
uterino, 96-8
"Prosolvin", 14
Prostaglandina F2X, 8, 32, 42
uso na indução de parto, 35, 36
uso na sincronização de estro, 10,
12-4
138
Puberdade
fêmea, 3
retardada, 51
macho, 117
Puerpério, definição, 40
Resposta à monta, 9
Rolamento, 85
Schistosomus reflexus, 70, 86
Sêmen
coleta, 119
composição, 120
avaliação, 120-1
congelamento, 123-4
importação, 127
baixa qualidade, 132-3
processamento, 123-4
descongelamento, 124
Serviço natural
freqüência, 121
Sindactilia, 70
Sistema genital, fêmea, 17
contusões pós-parto
exame externo, 14
oc1usão, 54
palpação retal, 16-20
aplasia segmentar, 54
exame vaginal, 15-6
Sistema genital, macho, 113, 114-17
exame clínico, 118-9
infecção, 132
Situação
anormal, 87-8
correção, 77
normal, 77, 78
Sulfato de, 29
Superovulação, 103-4
"Synchrocept

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.