A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Enxertos, Retalhos e Tratamento Cirúrgico do Grande Queimado

Pré-visualização | Página 2 de 2

usada mais frequentemente para reposicionar uma cicatriz de 
forma que esta adquira uma posição mais paralela às linhas naturais e pregas da pele, tornando-as menos 
notáveis. Também pode aliviar a tensão causada por uma contratura cicatricial. Nem todas as cicatrizes 
são passíveis de serem submetidas à zetaplastia. 
 
Múltiplos retalhos locais para aumentar a cicatriz, melhorar a retração cicatricial. O maior ganho de 
comprimento é o ângulo de 60º. 
 
Cicatriz Hipertrófica x Queloide 
 
Cicatriz hipertrófica: fica limitado à incisão. Não tem relação com herança genética ou sexo. Não tem uma 
região favorável. 
Queloide: ultrapassa os limites da incisão. Tem prurido e fica mais hiperemiado. Tem herança autossômica 
dominante e é mais comum em negros. É mais comum em regiões flexoras, ombros, pré-esternal, pré-
auricular e região de lobo de orelha. 
O tratamento de ambos é bem parecido, você vai retirar a lesão. O queloide você não tem como ter certeza 
que não vai voltar, porque é genético. Já a cicatriz hipertrófica tem mais a ver com técnica inadequada. 
▪ Lembrar que o queloide imaturo (fase com prurido e hiperemia) tem mais chance de recidiva. Além 
disso, você vai tirar intralesional, ou seja, não pode remover pele sã, isso diminui a chance de 
recidiva também. 
▪ A cicatriz hipertrófica tende a regredir espontaneamente, então nem precisa operar logo de cara. 
 
 
Cirurgia Thomás R. Campos 
Plástica Medicina – UFOB 
 
Agora mais umas questões: