Exercicios de Fisica
97 pág.

Exercicios de Fisica


DisciplinaFísica I27.915 materiais916.268 seguidores
Pré-visualização35 páginas
o calor específico da panela como c = 450 
J/ kg 
o
C. 
a) 300 J b) 450 J 
c) 750 J d) 1750 J 
e) 13500 J 
11. (PUC-RJ 2009) Considerando-se os algarismos 
significativos dos números 28,7 e 1,03, podemos 
afirmar que a soma destes números é dada por: 
a) 29,7 b) 29,73 
c) 29 d) 29,74 
e) 29,0 
 
12. (PUC-RJ 2009) O movimento de um objeto pode 
ser descrito pelo gráfico velocidade versus tempo, 
apresentado na figura abaixo. 
 
Podemos afirmar que: 
a) a aceleração do objeto é 2,0 m/s
2
, e a distância 
percorrida em 5,0 s é 10,0 m. 
 
b) a aceleração do objeto é 4,0 m/s
2
, e a distância 
percorrida em 5,0 s é 20,0 m. 
c) a aceleração do objeto é 2,0 m/s
2
, e a distância 
percorrida em 5,0 s é 25,0 m. 
d) a aceleração do objeto é 2,0 m/s
2
, e a distância 
percorrida em 5,0 s é 10,0 m. 
e) a aceleração do objeto é 2,0 m/s
2
, e a distância 
percorrida em 5,0 s é 20,0 m. 
 
13. (PUC-RJ 2009) Um objeto é lançado vertical-
mente para cima, de uma base, com velocidade v = 
30 m/s. Indique a distância total percorrida pelo ob-
jeto desde sua saída da base até seu retorno, conside-
rando a aceleração da gravidade g = 10 m/s
2
 e des-
prezando a resistência do ar. 
a) 30 m b) 55 m 
c) 70 m d) 90 m 
e) 100 m 
 
14. (PUC-RJ 2009) Um astronauta flutuando no 
espaço lança horizontalmente um objeto de massa m 
= 5 kg com velocidade de 20 m/s, em relação ao 
espaço. Se a massa do astronauta é de 120 kg, e sua 
velocidade final horizontal v = 15 m/s está na mes-
ma direção e sentido do movimento da massa m, 
determine a velocidade do astronauta antes de lançar 
o objeto. 
a) 11,2 m/s b) 12,2 m/s 
c) 13,2 m/s d) 14,2 m/s 
e) 15,2 m/s 
 
15. (PUC-RJ 2009) Um satélite geoestacionário en-
contra-se sempre posicionado sobre o mesmo ponto 
em relação à Terra. Sabendo-se que o raio da órbita 
deste satélite é de 36 x 103 km e considerando- se \u3c0 
= 3, podemos dizer que sua velocidade é: 
a) 0,5 km/s b) 1,5 km/s 
c) 2,5 km/s d) 3,5 km/s 
e) 4,5 km/s 
 
16. (PUC-RJ 2009) Duas esferas idênticas, carrega-
das com cargas Q = 30 \u3bc C, estão suspensas a partir 
de um mesmo ponto por dois fios isolantes de mes-
mo comprimento como mostra a figura. Em equilí-
brio, o ângulo , formado pelos dois fios isolantes 
com a vertical, é 45
o
. Sabendo que a massa de cada 
esfera é de 1 kg, que a Constante de Coulomb é k = 
9 x 10
9
 Nm
2
/C
2
 e que a aceleração da gravidade é g 
= 10 m/s
2
, determine a distância entre as duas esfe-
ras quando em equilíbrio.Lembre-se de que \u3bc = 10-6. 
 
 
a) 1,0 m b) 0,9 m 
c) 0,8 m d) 0,7 m 
e) 0,6 m 
17. (PUC-RJ 2009) No circuito apresentado na figu-
ra, onde V = 7 V, R1 = 1 \u3a9, R2 = 2 \u3a9, R3 = 4 \u3a9, 
podemos dizer que a corrente medida pelo amperí-
metro A colocado no circuito é: 
 
a) 1 A b) 2 A 
c) 3 A d) 4 A 
e) 5 A 
 
18. (PUC-RJ 2009) Dois blocos A e B cujas massas 
são mA = 5,0 kg e mB = 10,0 kg estão posicionados 
como mostra a figura acima. Sabendo que a superfí-
cie de contato entre A e B possui o coeficiente de 
atrito estático \u3bc = 0,3 e que B desliza sobre uma 
superfície sem atrito, determine a aceleração máxi-
ma que pode ser aplicada ao sistema, ao puxarmos 
uma corda amarrada ao bloco B com força F, sem 
que haja escorregamento do bloco A sobre o bloco 
B. Considere g = 10,0 m/s
2
. 
 
a) 7,0 m/s
2
 b) 6,0 m/s
2
 
c) 5,0 m/s
2 
d) 4,0 m/s
2
 
e) 3,0 m/s
2
 
 
 
19. (PUC-RJ 2009) Um balão de festa de aniversário 
de massa m = 10 g está cheio de gás. Sabendo-se 
que as densidades do ar e do gás são \u3c1ar = 1,3 g/cm
3
 
e \u3c1gás = 0,3 g/cm
3
, determine o volume de gás conti-
do no balão para que o mesmo possa flutuar. 
a) 0,01 cm
3
 b) 0,1 cm
3
 
c) 1 cm
3 
d) 10 cm
3
 
e) 100 cm
3
 
 
20. (PUC-RJ 2009) 0,5 moles de um gás ocupam um 
volume V de 0,1 m
3
 quando a uma temperatura de 
300 K. Qual é a pressão do gás a 300 K? Considere 
R = 8,3 J/ mol K. 
a) 830 Pa b) 1245 Pa 
c) 1830 Pa d) 12450 Pa 
e) 18300 Pa 
 
 
Respostas 1. e 2. d 3. d 4. a 5. a 6. d 7. 
b 8. b 9. a 10. e 11. a 12. c 13. d 14. e 
15. c 16. b 17. a 18. e 19. d 20. d 
 
1. (PUC-PR 2009) O sistema rodoviário ainda é o 
principal transportador de cargas agrícolas. Na mai-
oria das vezes, é a única alternativa para movimen-
tação desse tipo de produto, devido à escassez de 
hidrovias e ferrovias que liguem grandes distâncias 
e, ao mesmo tempo, situem-se perto das fazendas, 
com ramais e estações de embarque e descarga. 
O transporte de cargas agrícolas através da navega-
ção costeira (cabotagem) tem-se mostrado eficaz 
para a movimentação de grandes volumes. No en-
tanto, a utilização da cabotagem como alternativa a 
outros tipos de transporte enfrenta problemas com a 
falta de navios e a inexistência de serviços com es-
calas regulares. Além disso, o Brasil possui 42 mil 
quilômetros de hidrovia, mas apenas 10 mil quilô-
metros são efetivamente utilizados. 
A ineficiência no transporte de produtos agrícolas 
também está presente nas ferrovias que, embora te-
nham recebido investimento com a privatização, 
ainda estão longe de suprir a demanda do setor do 
agronegócio. Além da ampliação da malha, é urgen-
te a modernização do maquinário. Com os trens e 
bitolas atuais, a velocidade média das composições 
não ultrapassa lentos 25 km/h. 
 
Analise os itens a seguir e marque a alternativa 
CORRETA: 
a) Suponha que um caminhão faça um percurso de 
420 km em 6 h então sua velocidade média é 2,5 
vezes maior que a velocidade média dos trens. 
b) Se a velocidade dos trens sofresse aumento de 5 
km/h na sua velocidade média, um percurso de 600 
km poderia ser realizado em 4 horas a menos. 
c) Se uma carga de soja percorrer, através de meio 
rodoviário, uma distância de 3000 km com veloci-
dade média de 60 km/h pode-se dizer que o percurso 
será feito no máximo em dois dias. 
d) De acordo com estudos, a hidrovia é o transporte 
mais barato e menos utilizado no Brasil. Conside-
rando que a velocidade das águas de um rio é de 15 
km/h e que um barco está a 25 km/h em relação às 
águas desse mesmo rio, tem-se que a velocidade do 
barco em 
e) Se uma carga de 20 ton de trigo é transportada por 
um caminhão por 10 h, com velocidade média de 
50km/h, e se o custo de transporte rodoviário é de 
R$ 0, 40 ton/km, o valor de transporte é de R$ 
500,00. 
 
2. (PUC-PR 2009) De acordo com pesquisas, cerca 
de quatro milhões de pequenas propriedades rurais 
empregam 80% da mão-de-obra do campo e produ-
zem 60% dos alimentos consumidos pela população 
brasileira. Pardal e Pintassilgo acabaram de colher 
uma caixa de maçãs e pretendem transportar essa 
caixa do pomar até a sede da propriedade. Para isso, 
vão utilizar uma caminhonete com uma carroceria 
plana e horizontal. Inicialmente a caminhonete está 
em repouso numa estrada também plana e horizon-
tal. 
Sabendo-se que o coeficiente de atrito estático entre 
a caixa e a carroceria é de 0,40, a aceleração máxima 
com que a caminhonete pode entrar em movimento 
sem que a caixa escorregue, vale: (Considere g = 10 
m/s
2
). 
a) a \u2264 4 m/s2 b) a \u2264 2 m/s2 
c) a \u2265 4 m/s2 d) a \u2265 2 m/s2 
e) a = 10 m/s
2
 
 
3. (PUC-PR 2009) A produção de alimentos é uma 
atividade essencial para a existência humana que 
 
demanda efetivamente muita água. A chuva é a sua 
principal fonte. Para uma planta atingir o potencial 
produtivo, ela requer um volume de água para o res-
pectivo metabolismo. Normalmente, quando a chuva 
cai sobre uma plantação, em geral as gotas não cau-
sam danos às plantas. Isso ocorre porque as gotas de 
chuva não estão em queda livre, mas sujeitas a um 
movimento no qual a resistência do ar deve ser leva-
da em consideração. 
 
Vamos supor que uma gota de chuva se forme numa 
altitude de 1000 m e cuja massa vale aproximada-
mente 1,5. 10
-3
 g. Se na queda for considerada a 
resistência