A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Charcot Marie-Tooth

Pré-visualização | Página 1 de 1

Charcot Marie-Tooth
Estagio Ambulatório II
Aluna: Ingrid de Oliveira
Supervisora: Gisele Gutjahr de Góes 
Pesquisadores 
Jean-Martin Charcot Pierre Marie Howard Henry Tooth
Definição
A doença de Charcot-Marie-Tooth é uma neuropatia hereditária na qual os músculos da parte inferior das pernas ficam fracos e definham (atrofia).
A CMT é uma neuropatia sensitiva e motora. Isto é, afeta os nervos motores (que controla o movimento muscular) e os nervos sensitivos (que transmitem as informações sensoriais ao cérebro).
Sintomas 
Deformidade do pé (pé cavo)
Marcha sobre as pontas dos pés ou
Marcha desajeitada com quedas freqüentes,
Dificuldade para andar sobre os calcanhares
As mãos e os pés não conseguem sentir posição, vibração, dor e temperatura e esta perda de sensação gradualmente sobe para os membros.
Pé Cavo
A CMT pode ser classificada em dois grupos:
TIPO 1: caracterizada pela lentificação da velocidade de condução nervosa das fibras motoras (condução inferior a 38m/s) e histologicamente por desmielinização
TIPO 2:caracterizada por velocidade de condução nervosa normal ou discretamente reduzida (condução acima de 38m/s) e histologicamente por axonopatia
Sendo o valor de referência, 50m/s
(ROWLAND, 2018)
CLASSIFICAÇÃO
. A maior prevalência da doença concentra-se na classificação do tipo I, com cerca de 60% do total dos casos. A classificação do tipo II é responsável por cerca de 22% da prevalência da doença
As manifestações do tipo II de Charcot-Marie-Tooth apresentam, de modo geral, uma intensidade de leve a moderada.
DIAGNÓSTICO
Avaliação de um médico
Eletromiografia e estudos de condução nervosa
Os médicos perguntam o seguinte:
Quais áreas do corpo estão fracas
Quando a doença começou
Se os membros da família apresentam sintomas semelhantes
Como ainda não há o conhecimento de um tratamento específico para os tipos de CMT (como fármacos por exemplo), a terapia física é o método mais eficaz para manter uma qualidade de vida adequada. A fisioterapia é, então, um meio no qual haverá um fortalecimento da musculatura afetada e diminuição das limitações motoras que podem ser causadas pela doença (FÁVERO et al, 2010). 
FISIOTERAPIA
A fisioterapia procura avaliar e prescrever exercícios para manter a amplitude de movimento, otimizar a função muscular e prevenir complicações decorrentes do desuso e da lesão, para manutenção do tônus muscular e prevenção de dor e edema.
A função é manter uma integridade muscular e nervosa para minimizar ou adiar as necessidades e favorecer sua recuperação motora, funcional.
São indicados exercícios para evitar quadros de fadiga , dor, mobilização passiva das articulações, FNP (facilitação neuromuscular proprioceptiva), exercícios de equilíbrio postural, alongamentos e massagem.
A doença não tem cura e o tratamento mais indicado é a fisioterapia, que tem como objetivo minimizar as incapacidades e manter as habilidades funcionais dos pacientes, através de técnicas como cinesioterapia, mobilização articular, massoterapia, hidroterapia.
VIDEOS
https://youtu.be/9Tmrpd-pJ9Q
obrigado
Grupo 1
Paciente, feminina, 21 anos,solteira,estudante. 
Procurou atendimento na fisioterapia no dia 27 de Agosto de 2021 para consulta referindo a dor e parestesia nas mãos que iniciou em punho há 2 anos e 5 meses ,dificultando atividades diárias como escrever ou estender roupas. 
Ao exame físico foi identificado parestesia nas mãos, com força motora reduzida de extensão do punho, extensão dos dedos de ambas as mãos e hipotrofia muscular
Grupo 2
Paciente, feminina, 21 anos,solteira,estudante. 
Procurou atendimento na fisioterapia no dia 27 de Agosto de 2021 para consultar sua dificuldade em andar e correr. Também reclamou de suas freqüentes quedas e resistência em subir e descer escadas. 
Ao exame físico apresentava atrofia nos MMII, leve fraqueza na extensão e flexão de tornozelo, ausência de reflexos no mesmo. Tem dificuldade de andar nas pontas do pé e não consegue andar com os calcanhares .
Caso Clinico
Referências 
TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO PARA INDIVÍDUOS COM A DOENÇA DE CHARCOT-MARIE-TOOTH TIPO 1: ELABORAÇÃO E APLICAÇÃO DE UM PROTOCOLO
https://ri.ufs.br/bitstream/riufs/10533/2/CATARINA_ANDRADE_GARCEZ_CAJUEIRO.pdf
Aspectos atuais da fisioterapia nas disfunções sensório-motoras em crianças com síndrome de Charcot-Marie-Tooth
http://repositorio.asces.edu.br/jspui/bitstream/123456789/528/1/Aspectos%20atuais%20da%20fisioterapia%20nas%20disfun%C3%A7%C3%B5es%20sens%C3%B3rio-motoras%20em%20crian%C3%A7as%20com%20s%C3%ADndrome%20de%20Charcot-Marie-Tooth.pdf
Doença de Charcot-Marie-Tooth e suas repercussões clínicas: um relato de caso
https://abcmt.org.br/doc/CMT%20e%20SUAS%20REPERCUSS%C3%95ES%20CL%C3%8DNICAS.pdf

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.