170_marx-karl-o-capital-1
1 pág.

170_marx-karl-o-capital-1


DisciplinaGeografia Econômica1.350 materiais19.462 seguidores
Pré-visualização1 página
Por meio da relação de valor, a forma natural da mercadoria B
torna-se a forma de valor da mercadoria A ou o corpo da mercadoria
B o espelho do valor da mercadoria A.100 Ao relacionar-se com a mer-
cadoria B como corpo de valor, como materialização de trabalho hu-
mano, a mercadoria A torna o valor de uso de B material de sua
própria expressão de valor. O valor da mercadoria A, assim expresso
no valor de uso da mercadoria B, possui a forma do valor relativo.
b) Determinação quantitativa da forma de valor relativa
Toda mercadoria, cujo valor deve ser expresso, é um objeto de
uso em dado quantum, 15 arrobas de trigo, 100 libras de café etc. Esse
dado quantum de mercadoria contém determinado quantum de trabalho
humano. A forma de valor tem de expressar não só valor em geral,
mas também valor determinado quantitativamente, ou grandeza de
valor. Na relação de valor da mercadoria A com a mercadoria B, do
linho com o casaco, é equiparada não apenas qualitativamente ao linho
a espécie de mercadoria casaco como corpo de valor em geral, mas
determinado quantum de linho, por exemplo 20 varas, equipara-se a
determinado quantum do corpo de valor ou equivalente, por exemplo
1 casaco.
A equação: \u201c20 varas de linho = 1 casaco, ou: 20 varas de linho
valem 1 casaco\u201d pressupõe que 1 casaco contém tanta substância de
valor quanto 20 varas de linho, que ambas as quantidades de merca-
dorias custam assim o mesmo trabalho ou igual quantidade de tempo
de trabalho. O tempo de trabalho necessário para a produção de 20
varas de linho ou 1 casaco altera-se, porém, com cada alteração na
força produtiva da tecelagem ou da alfaiataria. A influência de tais
mudanças sobre a expressão relativa da grandeza de valor deve agora
ser examinada mais de perto.
I. Que mude o valor do linho,101 enquanto o valor do casaco per-
manece constante. Se o tempo de trabalho necessário para a produção
do linho dobra, talvez em conseqüência de crescente infertilidade do
solo em que se produz o linho, então duplica seu valor. Em vez de 20
varas de linho = 1 casaco, teríamos 20 varas de linho = 2 casacos, pois
1 casaco contém agora apenas metade do tempo de trabalho das 20
varas de linho. Ao contrário, se diminui à metade o tempo de trabalho
MARX
181
100 De certa forma, sucede ao homem como à mercadoria. Pois ele não vem ao mundo nem
com um espelho, nem como um filósofo fichtiano: eu sou eu, o homem se espelha primeiro
em outro homem. Só por meio da relação com o homem Paulo, como seu semelhante,
reconhece-se o homem Pedro a si mesmo como homem. Com isso vale para ele também o
Paulo, com pele e cabelos, em sua corporalidade paulínica, como forma de manifestação do
gênero humano.
101 A expressão \u201cvalor\u201d, como já ocorreu anteriormente algumas vezes, é usada aqui para valor
quantitativamente determinado, portanto, para grandeza de valor.