A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Tabela anestésicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

LIDOCÁINA MEPIVACAÍNA PRILOCAINA ARTICAÍNA BUPIVACAÍNA
Meia vida 1,6 H 1,9 H 1,6 H 1,25 H 2,7h-8h mand/ e 5h max
Ação inicial 2-4 MIN 1,5 - 2 MIN 2-4 MIN 2-4 MIN 6-10 MIN
Toxicidade 2 (Procaina) 1,5 < lidocaina 40% menos toxico Semelhante a Lido 4x maior que a lido
Metabolizada Fígado Fígado Fígado-rim-pulmão Fígado/Plama fígado
vasodilatador > prilo e mepi C/ menor ação vasodilatadora Baixa ação vasodilatadora > que Lido/mepi e prilo
Excreção Renal Renal Princin.. Renal Renal renal (16% inalterada)
[ ] Eficaz 2% (Normalmente) 3-5% c/ vaso; 2% s/vaso 3/4% s/vaso 4% c/adren.. 1:(1/2)00.000 0,5 c/adren.. 1:200.000
PK² 7,9 7,6 rápido e indolor 7,9 7,8 8,1
Potência 2 Equivalente a Lido Equivalente a Lido 1,5 X a Lido Alta
Acão tópica Sim nenhuma Não Sim
Contra indicação Gestantes, anemia faclcif/ Paciente com ICC ou Odontopediatria
Hemoglobinopatias,insuf/rep/ respiratoria ASA 3 ou 4 criança se fere
PH 4,5 e 3,0 a 3,5 com vaso 4,5 a 6 s/vaso; 3a 4,5 c/vaso
Outros: Boa em odontopediatria Para cardiopatas é bom, pois vaso Meia duração 3 a 4 H Longa Duração 4-14 H
Baixa toxidez não adrenégico. Se alta []=menor Risco de 12 h em tronculares
capacidade de transp/ O2 metemoglobinemia (Prilo) Indicada:qndo dor pós-op/
menos analg/ ingerido 
curta duração média duração longa duração
Lidocaína Lido com adrenalina Bupivacaína com adrenalina
Mepivacaína Priloc com bloqueio Etilocaína
Pilocaína Mepi com adrenalina
Hipertemia maligna= DNA= Altera a resposta do paciente a certas drogas e leva a morte
Anaminese é fundamental!
Fatores que influencia duração e intensidade= variação individual na resposta/ precisão da adm da droga/ condições do tecido/ variação anato/ tipo de técnica
Importância dos vasoconstritores: 1.absorção mais lenta, 2.os níveis sanguíneos são reduzidos minimizando toxicidade, 3.aumenta duração, 4.diminui fluxo sang.
5.promove hemostasia local = noradrenalina (não pode no palato), cloridrato de fenilefrina, levonordefrina, felipressina (s/ efeito hemostático.
Quanto maior pKa=mais demorado início, porém maior duração
Fatores q influen. escolha do anest.: 1. intervalo de t' necess., 2.desconforto pós op., 3.se é possivel se machucar, 4. necess/ hesmostasia, 5. estado paciente
Reações de superdosagem: Apreensão, euforia, sudorese, vômito, desorientação, perda de resposta estimulos álgicos, elevação da PA, freq.<3 e respiratória
Tratamento: tranquilizar paciente, adm o2 para evitar acidose, monitorar funções vitais, punção venosa (adm anticonvulsionantes lentamente,hospital (grave)
Deslocamento de íons Ca do sítio receptor -> Molécula lig. Anestésico local -> bloqueio canal de Na -> Diminui condutância de Na -> Caí tx de despolaraz/ 
OBS: superdosagem/ intravenosa = reações tóxicas sistemicas como depressão <3 e convulção/ Etilocaína e Ropivacaína = EUA
Associação = menor intoxicação (absorção e metabolismo são diferentes)
Uso racional= controle de dor pós op. / curta duração para pacientes que representa risco/ 
hemostasia/ condições sistemica/ ph da área/ porte da cirurgia
(relação c/a duração da ação anestésica), 4. difusibilidade em tecido não nervoso (t de início), 5. atividade do vasodilatador (potência anestésica e duração).
Há Várias teoria. A mais aceita é a de receptores específicos:
 de elétron ->falha no nível potêncial de ação -> bloqueio de impulso nervoso
São subst. Químicas que bloq. Os potênciais de ação de foma reversível em todos as mebranas excítaveis. SNC e cardíaco são suscetíveis.
Fatores que afetam ação dos anest/: 1. pKa (menor pKa = início de ação mais rápida), 2. lipossolubilidade (quanto maior, maior a potência), 3. Ligação proteíca
Deslocamento de íons Ca do sítio receptor -> Molécula lig. Anestésico local -> bloqueio canal de Na -> Diminui condutância de Na -> Caí tx de despolaraz/ 
(relação c/a duração da ação anestésica), 4. difusibilidade em tecido não nervoso (t de início), 5. atividade do vasodilatador (potência anestésica e duração).
Há Várias teoria. A mais aceita é a de receptores específicos:
Fatores que afetam ação dos anest/: 1. pKa (menor pKa = início de ação mais rápida), 2. lipossolubilidade (quanto maior, maior a potência), 3. Ligação proteíca

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.