Buscar

Aula 5 - Protozoários de interesse zootecnico 2023 1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 11 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 11 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 11 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

11/04/2023 
1 
Toxoplasma gondii 
Prof Luís Fernando Santana 
 
 
 Diagnóstico e conduta na gestação Toxoplasma gondii – Morfologia Oocisto 
Oocistos (2 esporocistos com 
4 esporozoíto) 
11/04/2023 
2 
Toxoplasma gondii – Morfologia taquizoito 
Arquivo pessoal 
Taquizoítos: de rápida multiplicação ocorrendo na 
infecção aguda 
Toxoplasma gondii – Morfologia bradizoitos 
Arquivo pessoal 
Bradizoítos: localizados em cistos teciduais e presentes na infecção crônica 
TOXOPLASMOSE: 
• Zoonose parasitária do homem, mamíferos e aves produzida 
por um protozoário coccídeo (Toxoplasma gondii) 
 
• No homem a infecção é habitualmente assintomática, sendo 
que as formas clínicas variam de acordo com o grau de 
imunidade do hospedeiro e com as características do agente 
 
• Estima-se que mais de um terço da população humana 
possua anticorpos contra o parasita. 
 
Ciclo biológico do 
Toxoplasma gondii 
 
• água e alimentos contaminados – oocistos - 
fezes de gatos; 
• ingestão de oocistos nos jardins, caixas de 
areia, latas de lixo; 
• mecanicamente através de moscas, baratas, 
minhocas, e outros; 
• ingestão de cistos teciduais em carnes cruas 
ou mal cozidas de porco, carneiro, aves, 
coelho; 
• Congênita. 
 
Transmissão- Toxoplasma gondii CONSEQUÊNCIAS: 
 
• Toxoplasmose adquirida 
– Formas linfoadenopatica ou ganglionar, ocular,etc. 
 
• Toxoplasmose congênita 
 
 
– infecção que ocorre no feto quando a gestante fica 
doente durante a gravidez, 
 
– podendo ser sem sintomas ou até fatal dependendo 
da idade da gestação; 
 
– quanto mais cedo se contaminar, pior a infecção. 
 
11/04/2023 
3 
• Se ocorreu no segundo trimestre, o bebê 
pode: 
– nascer prematuramente, 
– mostrando sinais de encefalite com convulsões, 
– pleocitose - aumento gl brancos relacionado ao 
processo inflamatório no líquor e calcificações 
cerebrais. 
 
• Pode aparecer: 
 . coriorretinite: 90% dos casos 
. calcificação cerebral: 69% dos casos 
. micro e macrocefalia: 50% dos casos 
Consequências em humanos 
• Se a infecção ocorre no último trimestre, o 
bebê: 
• nasce normal, mas com sintomas de 
comprometimento ganglionar, 
hepatoesplenomegalia, anemia, miocardite, 
problemas visuais 
–Coriorretinite (inflamação da coróide e retina 
– edema e opaca), 
– ausência de ganho de peso ou é 
assintomático. 
Consequências em humanos (cont.) 
Distúrbios em decorrência de infecção 
toxoplásmica: Sintomatologia nos animais 
• Abortos 
• Variações de temperatura, queda no desempenho 
• Descendentes com problemas fisiológicos 
 
Foto Arquivo Pessoal 
Vias de transmissão e fontes de 
infecção 
• Infecção transplacentária 
• Ingestão de água ou alimentos contaminados com 
oocistos esporulados 
• Ingestão de carne crua, ou mal-cozida contendo 
cistos teciduais. 
• Transplante de órgãos, transfusão sanguínea, 
acidentes laboratoriais, amamentação, transmissão 
sexual. 
O papel do gato 
• Produção de oocistos e a perpetuação da 
doença no meio ambiente. 
• O que fazer com os gatos ? 
 
 
 
11/04/2023 
4 
Criar gato é fator de risco ? 
• Os oocistos devem esporular antes de se 
tornarem infectantes, esse processo leva de 1 a 
5 dias (DUBEY, 1994) 
• Provavelmente menos de 1% da população 
felina, num determinado momento, deve estar 
excretando oocistos ( DUBEY, 1994) 
 
 
 
 
 
Posse responsável de gatos. 
 
• Não alimentar os gatos com carne crua ou 
mal cozida. 
• Manter os gatos dentro de casa (impedir 
caça). 
• Trocar as caixas de areia dos gatos 
diariamente. 
• Evitar caixas de areia de praças públicas. 
 
Fatores de risco: 
 
• Cães que vivem em áreas muito 
contaminadas. 
 
• Baratas. 
 
• Felídeos selvagens. 
 
• Atividade de jardinagem. 
 
 
Cuidados redobrados: 
• Mulheres gestantes 
 
• Indivíduos imunossuprimidos (AIDS, câncer, 
transplantados...) 
 
 
Prevenção: 
 
• Não ingerir carne crua ou mal cozida. 
• Lavar frutas e verduras. 
• Usar luvas e lavar as mãos após atividades de 
jardinagem. 
• Combater os vetores mecânicos ( baratas) 
 
 
 
 
 
Neospora caninum - CICLO 
BIOLÓGICO 
11/04/2023 
5 
 
 
Sinais clínicos - Neospora HD oocistos 
HI 
cistos 
HI 
abortos bezerros 
sadios 
CICLO BIOLÓGICO 
23,1% 
41,6% 
12,0% 
42,0% 
10,3% 
15,6% 
 7,7% 
28,2% 
7,7% 
29,0% 
8,7% 
20,0% 
14,7
% 
PREVALÊNCIA- BOVINOS 
• 95% vacas soropositivas – bezerros soropositivos 
Fonte: GENNARI, 2004 
 
Mãe positiva 
Bezerros positivos 
EPIDEMIOLOGIA 
Leishmaniose 
Prof Luís Fernando Santana 
Situação Epidemiológica: 
• Problema de saúde pública em 88 países 
(Américas, Europa, África e Ásia) 
• OMS – Classifica como uma das 6 mais 
importantes doenças infecciosas 
 
 
11/04/2023 
6 
LEISHMANIOSES TRANSMITIDA POR FLEBOTOMÍNEOS 
 Leishmania sp. 
Classificação: 
Filo Sarcomastigophora 
 Sub-filo Mastigophora 
 Ordem Kinetoplastida 
 Família Trypanosomatidae 
 Gênero Leishmania 
Características gerais 
 Protozoário flagelado 
 
 Habitat: 
 - Vetor: lúmen do trato digestivo 
 (Subgenus Leishmania: intestino anterior/médio) 
 (Subgenus Viannia: intestino anterior/médio/posterior) 
 - Hospedeiro vertebrado: células do sistema mononuclear 
 fagocitário (SMF), principalmente macrófagos 
 
Leishmaniose 
Formas amastigota ( macrófagos 
e SMF) 
Formas promastigota 
 
As Leishmanias Brasileiras: 
Leishmaniose cutânea e mucosa 
• L. (V.) brasiliensis; 
• L.(L.) amazonensis; 
• L. (V.) guyanensis 
 
Leishmaniose visceral 
• L. infantum chagasi 
 
Estas espécies são pouco antropofílicas, o que justifica uma menor frequência de infecção humana por esta 
Leishmania 
. 
 
A doença atinge principalmente sexo masculino, jovens e adultos, 
em fase produtiva, o que caracteriza a ocorrência ocupacional nas frentes de trabalho 
 
 
 
Nas áreas de ambiente modificado, a transmissão ocorre no ambiente domiciliar, 
atingindo indivíduos de ambos os sexos e de todos os grupos etários 
 
 
11/04/2023 
7 
 
Leishmaniose 
 
 
VETOR 
• Características do Vetor (HI) 
 HI – Phlebotomus e Lutzomyia 
 mosquito palha, birigui, cangalinha 
 Poucos são domésticos ou peri-domésticos 
 Hematofagia noturna 
 Vôos curtos e silenciosos, pouso freqüentes 
 Oviposição em matéria orgânica 
• Vivem em ambientes quentes, úmidos e escuros (florestas, 
quintais com acúmulo de lixo orgânico) 
 
Leishmaniose - O vetor 
Reconhecimento: 
• Dípteros 2 asas; 
• Antenas longas; 
• Mosquitos pequenos (2-4 
mm), 
• Cafés, 
• Peludos; 
• Asas ovais e com pêlos, 
• Angulação da cabeça 
• Angulação do tórax 
• Posição das asas 
LEISHMANIOSE RESERVATÓRIOS X HOSPEDEIROS 
11/04/2023 
8 
 
11/04/2023 
9 
Ciclo de vida do parasita 
Devemos considerar o caso de LTA como um todo, 
composto do parasito, das condições particulares de cada 
indivíduo e do estado de seu sistema imune. A resultante 
desta associação é que determinará a evolução da doença. 
(Manual de vigilância da Leishmaniose Tegumentar 
Americana – Ministério da Saúde – 2007) 
Fisiopatogenia 
• Infecção inaparente – sorologia em casos suspeitos 
• Leishmaniose linfonadal – linfadenopatia localizada 
• Leishmaniose cutânea - inicial – nodular 
 - úlcera típica – infecção 2a 
Diagnóstico Clínico 
Diagnóstico Clínico 
Lesão cutânea 
Diagnóstico Clínico - Lesão cutânea 
11/04/2023 
10 
Diagnóstico Clínico 
Lesão cutânea difusa 
Baço 
Medula Óssea 
Fígado 
Linfonodos 
Intestino 
Outros 
Leishmaniose Visceral 
Esplenomegalia 
Pancitopenia 
Hepatomegalia 
Febre 
 
Leishmaniose Visceral – Quadro Clínico 
Leishmaniose 
Diagnóstico 
 Esfregaços de amostras de biópsia de baço, 
fígado, linfonodos 
 Esfregaços de lesões cutâneas 
 
Profilaxia 
 Controle de mosquitos (HI), complexo pela 
dificuldade em se localizar os criatórios. 
 Levantamentosorológico de cães 
 Eliminar cães doentes e suspeitos ?? 
 Proteção individual de homens e animais 
Babesiose 
• Localização: 
– Os organismos ficam isoladamente 
– ou em pares dentro dos eritrócitos. 
 
• Espécies: 
– Bovinos : 
• Babesia divergens, B. major, B. bigemina, B. 
bovis . 
– Ovinos e caprinos: 
• B. motasi, B. ovis. 
– Eqüinos: 
• B. caballi, B. equi. 
– Suínos: 
• B. perroncitoi, B. trautmanni. 
– Cães: 
• B. canis, B. gibsoni. 
– Gatos: 
• B. felis. 
 
11/04/2023 
11 
 – A doença ocorre tipicamente uma a duas 
semanas depois que o carrapato começa a se 
alimentar e se caracteriza por febre e 
hemoglobinúria (“hematúria”). 
 
– Membranas mucosas tornam-se ictéricas, 
– Freqüências respiratória e de pulso 
aumentam, os batimentos cardíacos 
usualmente são muito audíveis, e nos 
bovinos. 
 
– Perda de peso e da produção de leite. 
 
– Nos animais previamente expostos à infecção, 
ou infectados por uma espécie de Babesia de 
baixa patogenicidade, a sintomatologia clínica 
pode ser moderada ou mesmo inaparente. 
 
SINTOMATOLOGIA CLÍNICA:

Outros materiais