Buscar

qualidade dos produtos agropecuários

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 39 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 39 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 39 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

FUNDAMENTOS DO AGRONEGÓCIOS
PROF. CLEIDE
	QUALIDADE
AGROPECUÁRIA
Declaração da Cumbre Mundial sobre a Alimentação. 1996
A inocuidade e a qualidade dos alimentos são imprescindíveis para a segurança alimentar, a saúde pública e desenvolvimento econômico.
A melhora da inocuidade dos alimentos é condição necessária para aumentar a segurança alimentar 
Segurança alimentar
Engloba as relações entre o alimento e a saúde humana
Concretiza-se quando se expressa em melhoria da saúde e da qualidade de vida do ser humano.
Segurança alimentar
Vai além da garantia de quantidade
 diária de alimentos para todos, 
estende-se a garantia de acesso a 
alimento seguro com qualidade 
nutricional e higiênico - sanitária
Conceito e Definições
Físicos, são materiais como pregos, pedaços de plástico, de vidro, de ossos, espinhas de peixe e outros.
Biológicos, que são microorganismos (bactérias, vírus, fungos) que não podemos ver a olho nu, mas que são as principais causas de contaminação nos alimentos;
Alimento Seguro
É aquele que não oferece perigos à saúde e à integridade do consumidor. Os perigos podem ser:
Químicos, que são produtos químicos, como por exemplo, desinfetantes, inseticidas, antibióticos, agrotóxicos e outros venenos;
População em bilhões
Dias 
Tempo para viajar 
pelo mundo
Crescimento 
Populacional 
Crescimento e Migração das Populações
Anos
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
A facilidade de deslocar fisicamente um produto de um ponto do planeta a outro e de levar as informações eletronicamente, em tempo real, incrementou tanto o comércio global como o dos alimentos. 
 
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
Por outro lado, este processo de globalização refletiu-se também na abrangência e dimensão das crises alimentares devido a problemas sanitários e doenças em animais, como o BSE (Bovine spongiform encephalopathy) ocorrido nos anos 90 e, posteriormente, a disseminação da gripe aviária. 
Com as inovações tecnológicas aplicadas no setor agrícola, as produtividades vegetal e animal aumentaram significativamente. Os impactos sobre a qualidade de produto agro alimentar, porém, passaram a ser questionados. 
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
A qualidade do alimento não mais se limita a uma boa visualização, mas diz respeito também a sua qualidade nutricional e a seus efeitos sobre a saúde. Alimentos sem resíduos de agrotóxicos, sem presença de antibióticos, sem estimuladores de crescimentos e com certificados são considerados diferenciados e com agregação de valor. 
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
o comércio e a distribuição de alimentos estão passando por mudanças de exigências,
 crescentes regulações qualitativas que podem construir barreiras não-tarifárias à entrada de produtos de um país para outro. 
 os produtores rurais estão, juntamente com o governo de seus países, procurando formas de valorizar seus produtos para adequá-los a esta nova configuração do perfil da demanda. 
 Esses produtores buscam construir a institucionalidade desses mercados regulados pela qualidade. 
 E os instrumentos presentes no mercado são a denominação de origem, as certificações e a indicação geográfica. 
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
12
E cada vez maior o numero de países que importam e exportam alimentos e a expansão e a diversidade deste comercio pode ser atribuída:
inovação das técnicas de armazenamento 
-conservação e embalagem
 fazendo com que os alimentos estejam adequados ao consumo
Processamento 
Armazenamento
Distribuição
Agricultura 
Pecuária
Pesca
Emissões de 
veículos 
Práticas da 
Agricultura
Esgoto 
Efluentes 
Industrias 
A liberalização do comercio impõe desafios:
 manutenção da segurança relativa a inocuidade e qualidade dos alimentos comercializados;
Crescente exigência por parte dos consumidores por produtos seguros
Obriga aos Governos a implementarem um sistema rígido e eficiente de controle sanitário e fitossanitário de produtos alimentícios importados.
Aumenta a regulamentação buscando a segurança alimentar, Crescem as dificuldades de adaptação em função de conceitos distintos entre os países de risco a saúde.
O que afeta também a economia dos países.
14
Alimentos contaminados possuem o condão de destruir a credibilidade comercial dos países fornecedores, ocasionando perdas de receitas, desempregos e litígios.
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
A principal forma de afastar tais custos sociais e econômicos decorre da aplicação das medidas sanitárias e fitossanitárias as quais podem se materializar por meio de varias formas legais: lei, decreto, regulamento, requerimento sobre procedimento, etc.
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
Estas formas legais podem regular as etapas pelas quais um alimento e’ produzido:
Produção;
Processamento;
Armazenamento;
Embalagem 
Globalização e a Segurança 
dos Alimentos
Ou traduzirem-se em testes, inspeções, forma de quarentena, métodos de analise de riscos, tolerância a níveis estabelecidos de pesticidas, limitação ao uso de aditivos, dentre outros.
A resposta governamental, quanto ao não atendimento de suas normas sanitárias, compreende desde uma medida mais radical (banimento total ou parcial = proibição completa ou parcial. 
Acordo de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (SPS) – OMC - 1995 
O acordo SPS estabelece as regras básicas que visam garantir a segurança alimentar e a sanidade dos animais e das plantas
Medidas SPS:
Disposição ou procedimento legal, regulamentar, administrativo e técnico aplicado para proteger a vida e a saúde das pessoas, Disposição ou procedimento legal, regulamentar, administrativo e técnico aplicado para proteger a vida e a saúde das pessoas, animais e plantas, num país ou região, dos riscos resultantes do ingresso e propagação de agentes patógenos e contaminantes.
Princípio do Acordo
“ Os países têm o direito de aplicar medidas sanitárias e fitossanitárias, desde que estas não se constituam em meio de discriminação arbitrária entre países de mesmas condições ou numa restrição encoberta ao comércio internacional.”
Organismos Internacionais
OMC
FAO
CODEX ALIMENTARIUS
O I E
Transparência Confiança
21
Conceito e Definições
Certificação
•	É o resultado de uma avaliação independente bem sucedida por terceiros da conformidade de uma norma.
Uma das Tendências de 
Consumo mais Importantes
Prioridade Absoluta para Segurança dos Alimentos. 
(Alimentos Seguros)
Os consumidores desejam certificar-se antes de tudo da segurança dos alimentos que consome acima de qualquer outro atributo.
Segurança dos alimentos já é considerado sinônimo de qualidade dos produtos.
Somente conseguiremos colocar no mercado alimentos e bebidas com sucesso se provarmos que não oferecem riscos.
Com a globalização e a troca cada vez mais comum de informações, os consumidores estão se tornando mais exigentes com a qualidade dos produtos que adquirem.
Para atender estas exigências, as empresas estão sentindo a necessidade de adotar sistemas para melhor dirigir, controlar e gerir seus negócios agroalimentares.
Os Desafios
A necessidade de minimizarmos o nível de desconfiança dos consumidores é questão de sobrevivência para alguns setores do Sistema Agroalimentar.
Responder a questões do tipo De onde vêm os alimentos que consumimos?Como são produzidos? Quem os produz? E o que realmente eles contêm?, tornou-se requinte obrigatório nos manuais de direitos do consumidor
Quais São:
Os Desafios
Boas Práticas/HACCP - Em Toda a Cadeia Alimentar.
Sistema Efetivo e Rápido de Rastreabilidade - Para Frente e Para Traz.
Sistema Claro de Rotulagem - Percepção/Distribuição Riscos e Benefícios
Sistema Claro e Transparente de Informação dos Alimentos e Bebidas.
Mecanismos a Serem Desenvolvidos:
O que as Empresas Precisam Fazer
Os Produtores de Alimentos, envolvendo toda a Cadeia Alimentar, 
devem ser capazes de: 
Prever
Evitar
Demonstrar
Rastrear
e
TRAZER DE VOLTA A CONFIANÇADOS CONSUMIDORES
Controlar
O alimento é saboroso.... Mas é um Alimento Seguro?
Alimentos 
e Bebidas:
Barreiras ao Consumo
Fatores de Confiança a Respeito dos Alimentos e Bebidas
GMO
Nitrofuranos,
Outros
Antibióticos
Etc.
Etc.
Etc.
BSE,
Dioxina, Aftosa,
Gripe Aviária
Pesticidas
Metais
Pesados
Agrotóxicos
Hormônios:
Promotores de
Crescimento 
27
O que Estamos Fazendo para Garantir Alimentos Seguros
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, implementou o Programa de Desenvolvimento da Agricultura Orgânica - Pró Orgânico.
Deverá ser regulamentada ainda no presente mês de julho a Lei 10831 de 23 de dezembro de 2003, que dispõe sobre a produção orgânica.
Apoio de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa para o desenvolvimento de tecnologia e sistemas de gestão para produção e comercialização de produtos seguros e com alta qualidade.
No âmbito do Ministério da Agricultura existem outros vários programas, visando alimentos seguros e certificados como o sistema Brasileiro de identificação de origem Bovina e Bufalina (Sisbov).
Governo Brasileiro
28
O que Estamos Fazendo para Garantir Alimentos Seguros
O Ministério da Agricultura do Brasil esta encaminhando à Presidência da República proposta de uma política governamental de alimento seguro.
Certificações fitossanitárias e de origem para os produtos da agropecuária.
O Ministério da Agricultura, buscando um aprimoramento constante da fiscalização de um vasto conjunto de regulamentos essencialmente voltados para os aspectos de sanidade animal, de controle de pragas e doenças, de uso de agrotóxicos e produtos veterinários, além das tentativas de organizar os canais de comercialização.
No âmbito do Ministério da Saúde a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu a Resolução RDC n°275, de 21 de outubro de 2002, que dispõe sobre Procedimentos Padrões de Higiene Operacional (PPHO) nas empresas que produzem, transportam e comercializam alimentos.
O que Estamos Fazendo para Garantir Alimentos Seguros
No Brasil, parcerias entre o setor público e privado têm contribuído para uma progressiva melhoria da qualidade dos alimentos consumidores pela população.
Parcerias Governo e Instituições Privadas
Sistema de Produção Integrada de Frutas (PIF) (do Ministério da Agricultura – MAPA).
Sistema de Qualidade nas Cadeias Agroaindustriais – Qualiagro.
São exemplos de iniciativas bem sucedidas:
O Programa de Alimentos Seguros (PAS).
O Sistema de produção 
Integrada de Frutas (PIF)
A produção integrada é um Sistema de Gestão pela Qualidade e é ferramenta chave para a competitividade e sustentabilidade.
O sistema de produção integrada é de livre adesão e coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Oferece “garantia de processo”, ou seja, que em todas as etapas da cadeia produtiva existe minimização do uso de defensivos e restrito ao permitidos, respeito ao meio ambiente e a saúde do trabalhador.
Oferece qualidade alimentar e proporciona melhor rentabilidade devido a reduções de custos operacionais.
Os produtores que atendem às exigências do PIF recebem uma certificação de conformidade e um selo de conformidade que permite a rastreabilidade total de seus produtos.
Em 2005, o PIF contemplou 17 espécies de frutas, em 14 estados brasileiros, e já capacitou 8.521 agentes de multiplicação.
Ferramenta de Gestão pela Qualidade 
Sistema de Qualidade nas Cadeias Agroaindustriais - Qualiagro
Coordenado pela ABAG/FEALQ e financiado pelo Finep.
Apresentam as metas que se seguem:
1 - Marco Institucional da qualidade nas cadeias produtivas no agronegócio.
2 - Normas para rastrealibilidade nas cadeias agroindustriais. 
3 - Requisitos específicos para avaliação da conformidade em cadeias do agronegócio. 
4 - Sistema de gestão das cadeias do agronegócio. 
5 - Identificação da Demanda e Planejamento da Produção de Normas em Cadeias Agroindustriais. 
6 - Mobilização das partes interessadas na gestão da Qualidade do Agronegócio.
Compromisso pela Gestão pela Qualidade pelo Agronegócio visando Qualidade Total, Alimentos Seguros e Competitividade
Programa de Alimentos Seguros - PAS
Aumentar a segurança e a qualidade dos alimentos produzidos para população brasileira;
Vem proporcionando o aumento da exportação de alimentos, preparando o setor produtivo brasileiro para atender as exigências dos países importadores em termos de segurança dos alimentos;
Proporciona o aumento da competitividade das nossas empresas.
Objetiva disseminar e apoiar a implantação de Boas Práticas e o Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC)
O que Estamos Fazendo para Garantir Alimentos Seguros
Estão adotando tecnologias e sistemas de gestão pela qualidade para assegurar qualidade e segurança na oferta de seus produtos.
Procurando adotar normas técnicas e sanitárias internacionais e certificação correlatas.
Busca de conformidade com o Regulamento (CE) n° 178/2002 - Princípios e Normas Gerais da Legislação de Alimentos na Europa.
Agronegócios
O que Estamos Fazendo para Garantir Alimentos Seguros
Uso das ferramentas disponíveis para garantir alimentos seguros como:
Boas Práticas Agrícolas (no campo).
Boas Práticas de Fabricação (na agroindústria).
Produção Integrada (PIF).
Protocolo EurepGap.
Protocolo da BRC (British Retail Consortium).
Norma IFS ou International Food Standard.
Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle o APPCC (HACCP).
ISO 22000 - Norma que se refere à Requisitos para Sistemas de Gestão da Qualidade de Alimentos.
ISSO/CD 22005 – Traceability in feed and food chain.
As Certificações e a 
Segurança dos Alimentos
Demonstrar que é uma ferramenta adequada para atestar segurança dos produtos ofertados e de que os processos adotados garantam a qualidade dos produtos gerados.
A certificação de um processo ou um produto somente terá sucesso e poderá beneficiar os agronegócios se:
Se for e identificar a adoção de Sistemas de Gestão pela Qualidade por parte do produtor, fabricante e comercializador.
For reconhecido pelo público alvo dos processos ou produtos.
As Chaves da Segurança dos Alimentos
Os consumidores, a distribuição e as instituições públicas cada vez mostram mais preocupação pela qualidade e segurança dos alimentos.
Isto exige:
Confiança: deve ser transmitida de cada um dos segmentos da cadeia ao seguinte, seja uma indústria, seja um serviço de alimentação, seja o consumidor final.
Controle: Em todos os segmentos é importante o controle dos processos/produtos e isto deve ser assegurado a todos.
Rastreabilidade: É fundamental por permitir conhecer em qualquer momento desde a origem até o consumidor final, os processos e etapas pelas quais passou o produto.
As Chaves da Segurança dos Alimentos
Se as Certificações e Selos de Qualidade 
não transmitirem aos Compradores e Consumidores os aspectos acima abordados não serão de nenhuma utilidade.
Responsabilidade: Os agentes intervenientes na cadeia produtiva devem cumprir a legislação vigente, nos países onde operam e nos países de destino de seus produtos.
Respeito a Sociedade: É fundamental dar uma resposta a esta demanda da sociedade (segurança dos alimentos), que desenvolvemos ferramentas para obter produtos que ofereçam garantias máximas ao consumidor.
Barreiras e Dificuldades
Os agronegócios brasileiros enfrentam dificuldades de atender aos vários protocolos e no processo de certificação principalmente na União Européia.
Cada país importador apresenta exigências variadas.
Uma harmonização dos Protocolos é necessária, pois existe já uma lista exaustiva de protocolos referentes a sistemas de gestão pela qualidade e continuam a se multiplicar.
Já existe uma proposta mundial de Segurança dos Alimentos, a Global Food Safety Iniciative (GFSI), porém ainda está em fase de articulações.
O Governo e o Agronegócio Brasileiro são favoráveis a harmonização internacional.
Normas e Exigências Diferentes

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes