Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
TG DANIEL

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE PAULISTA
UNIP INTERATIVA
EDSON DANIEL GODINHO 1310029
VALQUIRIA DOS SANTOS DE OLIVEIRA 1311518
ROSANA ANDRESSA SILVA BATISTA 1304962
COMERCIO ELETRONICO
SORRISO-MT
2013
 COMERCIO ELETRONICO 
INTRODUÇÃO
O presente trabalho tem como objetivo entender e pesquisar o gigante mundo do comercio eletrônico, pois é através dele que realizamos diversas compras nos diversos sites.
Em meados do anos 90 surgiu a venda pela internet através das lojas virtuais que com o passar dos anos foi se desenvolvendo cada vez mais, gerando assim mais renda pra si e mais opções para seus consumidores.
Comércio eletrônico é a realização de negócios por meio eletrônico, tanto de produtos como de serviços, incluindo as atividades pré-venda como marketing e pós-venda como o suporte. Todas as atividades de compra ou venda realizadas eletronicamente podem ser consideradas como comércio eletrônico
As principais vantagens desse tipo de comercio são: maior comodidade para o cliente, segurança e rapidez no pagamento, aumento dos lucros da empresa, redução da mão-de-obra. Já que as empresas vêem ampliadas suas chances de alcançar novos mercados no mundo inteiro, assim como de reduzir os custos de suas operações comerciais e financeiras. 
EVOLUÇÃO DO COMERCIO ELETRONICO
Com o mundo globalizado se tornou fácil o acesso ao negocio e ao comercio eletrônico, assim diariamente milhares de pessoas e instituições trocam informações e comercializam serviços e produtos através da internet. Como sabemos as transações na rede global acontece entre empresas, governos consumidores, tornando as negociações mais rápidas praticas e com menos custos. 
Comercio Eletrônico são relações estabelecidas através do uso da internet, pois é através dela que acessamos os sites de lojas virtuais, e com isso podermos ter acesso aos descontos e aos diversos tipos de produtos. É através do comercio que reduzimos os custos das empresas gerando assim mais competitividade no ramo. 
Algumas siglas mais usadas no comercio segundo Takahashi (2000): G2G, B2G, G2C, B2C, B2B,B2B e C2C.
B2B (business-to-business): são transações entre empresas.
B2C/C2B (business-to-consumer / consumer- to -business): transações entre empresas e consumidores finais.
B2G/G2B (business-to-government / government-to-business): são transações envolvendo entidades externas e governo.
 C2C (consumer-to-consumer): transações entre consumidores finais.
G2C/C2G (government-to-consumer / consumer-to-government): transações envolvendo governo e cidadão.
G2G (government-to-government): transações entre governo e governo que podem e dar horizontalmente, no âmbito de um mesmo nível de governo .
Recentemente vem sendo utilizado o B2E, porem são poucos os casos em que são utilizados..
B2E (Business to Employee)  empresas que fazem transações ou disponibilizam informações aos seus empregados, que se formos ver hoje em dia é um caso raro, porque muitos patrões tem medo de disponibilizar certas informações com os funcionários, geralmente só falam o necessário. Mas se estas empresas não mudarem a forma de pensar ficarão para trás no mundo moderno, pois para o trabalho acontecer de forma eficiente o funcionário precisa sentir-se valorizado. Assim se o colaborador tiver acesso as informações necessárias tudo vai fluir com mais facilidade. Obtendo mais resultados positivos e mais lucros.
Pensando na eficácia de seus resultados, as empresas percebem a necessidade de distribuir a informação com velocidade e precisão. E assim faz da comunicação interna uma grande aliada. Para isso usa a tecnologia a seu favor.cria a intranet uma rede privada de computadores dentro das organizações que é responsável pela comunicação interna da corporação..o uso desta ferramenta é a chamado de business-to-employee ou b2e...
O b2e, portais particulares das organizações ajudam os funcionários nas atividades diárias tornam mais eficientes o uso da informação, pois a empresa terá uma comunicação com democrática. Dessa forma os diversos departamentos da empresa participarão da difusão dos acontecimentos internos. 
Agora se pararmos para analisar todas essa relações podemos ver que Funcionários não tem relação com consumidor e nem com o governo porque se relacionarmos funcionário com os demais, ele passa a ser consumidor então assim não existe ligação entre eles. Já que funcionários possuem ligação somente com negócios, porque muitas vezes são eles que realizam os negócios. Afinal funcionários foi incluído recentemente no comercio eletrônico.
Ele funciona como um instrumento de promoção, como as vendas virtuais ou o atendimento ao cliente, gerando assim mais economia e desenvolvimento dos produtos.
CONCLUSÃO
Após concluirmos este trabalho podemos aproveitar para ter uma noção mais ampla sobre o que é comércio eletrônico e sua divisão. Ele é fundamental, pois é através dele que realizamos diversas compras e aproveitamos melhores ofertas e qualidade do produtos ocasionando assim uma melhora no ramo já que origina em uma competitividade.
Percebemos também que as empresas viram a necessidade de criar uma comunicação interna com o auxilio da internet, tornando assim o fluxo da informação mais veloz. Assim seus funcionários contribuem mais para o seu desenvolvimento. 
REFERENCIAS
E-Busenes. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/E-business
acessado 19 de março de 2013, 16:19:45
Comercio Eletrônico. Disponível em: 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Com%C3%A9rcio_eletr%C3%B4nico
acessado 20 de março de 2013, 18:40:19
 
O que é B2E. Disponível em :
http://amigonerd.net\exatasinformatica\b2e-b
acessado 25 de março de 2013, 20:29:12