A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Exames em Hematologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Principais Exames em Hematologia
Murilo Chermont Azevedo
Médico, Ex-Residente do Serviço de Hematologia e Hemoterapia do HCFMUSP
Doutor em Hematologia e Hemoterapia pela Faculdade de Medicina da USP
Principais Exames em Hematologia
Hemograma
Coagulograma
Dosagens em investigação de anemias
Eletroforese de hemoglobina
Testes de hemólise
Imunohematologia básica
Exames de medula óssea
Hemograma
Mais importante exame de triagem
Leucograma + eritrograma + plaquetograma
Automatizado; em caso de alterações, revisado por um profissional
Valores de referência: idade, população e equipamento
Interpretar sempre dentro do contexto clínico de cada paciente
Leucograma
° Neutrofilia – com ou sem desvio à esquerda: dano tecidual, inflamação, infecção bacteriana, uso de corticóides, doenças mieloproliferativas (como a leucemia mielóide crônica)
° Neutropenia: febre tifóide, infecções virais, sepse, doenças autoimunes, drogas (anti-tiroidianas, cloranfenicol, antidepressivos tricíclicos, anticonvulsivantes)
Leucograma
Monocitose: algumas infecções por patógenos intracelulares (tuberculose, listeria, leveduras), leucemias mielomonocíticas
Eosinofilia: parasitoses, processos alérgicos
Leucograma
Linfocitose: infecções virais (mononucleose, hepatites), tuberculose, toxoplasmose, doenças linfoproliferativas (leucemia linfóide crônica)
Linfopenia: AIDS, uso de corticóides
Eritrograma
Eritrócitos, hemoglobina e hematócrito
O hematócrito reflete a concentração dos eritrócitos, e não a massa eritrocítica total ( choque hipovolêmico, anasarca)
Fatores de variação fisiológica: idade, sexo, gravidez
Eritrograma – Hb e Ht normais
Eritrograma – índices hematimétricos
Volume Corpuscular Médio (VCM): estima o volume médio dos eritrócitos. Calculado a partir do Ht e da contagem eritrocitária (VCM= Ht x 1000 / N° eritr.)
VCM normal (80 – 100 fL), microcitose (<80 fL, anemia ferropriva, talassemia) e macrocitose (>100 fL, anemias megaloblásticas, def. ácido fólico e vit. B12)
Distribuição de amplitude dos eritrócitos (Red blood Cell Distribution Width - RDW): grau de variação dos tamanhos eritrocitários, estima a anisocitose.
RDW normal (12 a14%), anisocitose (>14%)
Eritrograma – índices hematimétricos
Hemoglobina Corpuscular Média (HCM): é o conteúdo médio de Hb dos eritrócitos. Calculado a partir da Hb e da contagem eritrocitária (HCM= Hb / N° eritr.)
HCM normal (27-33 pg), hipocromia (<27 pg, anemia ferropriva, talassemias)
Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média (CHCM): é a concentração média de Hb em um dado volume eritrocitário. Calculada a partir da Hb e do Ht (CHCM= Hb / Ht)
CHCM normal (32-36 g/dL), esferocitose hereditária (>36 g/dL)
Eritrograma – reticulócitos
Eritrócito jovem, não nucleados, contendo RNA residual (corável pelo azul de metileno)
Indicativo da resposta medular, da produção eritrocitária
Contagem normal relativa (0.5 a 1.5%) e absoluta (25.000 a 85.000 / μL)
Correção, se hematócrito alterado 
% reticulócitos corrigido = % reticulócitos x Ht pcte/45
Sangue Periférico
Normal
Hipo / Micro
Macro
Reticulócitos
N hipersegmentado
Plaquetograma
Plaquetas: fragmentos de megacariócitos
Hemostasia primária
Valores normais : de 150.000 a 500.000
Plaquetose (trombocitose): inflamações, danos teciduais, anemia ferropriva, doenças mieloproliferativas (trombocitemia essencial)
Plaquetopenia (trombocitopenia): infecções virais crônicas (HBV, HCV, HIV), alterações tiroidianas, doenças autoimunes
Hemograma – MCA, 35 anos
Coagulograma
Tempo de sangramento (TS), tempo de protrombina (TP), tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPA)
TS: hemostasia primária (alterações quantitativas ou qualitativas de plaquetas)
TS: lanceta na ponta do dedo, cronometrar até a parada do sangramento (3-8 min.)
Coagulograma - TP
Hemostasia secundária, vias “extrínseca” (VII) e comum (X, V, II, fibrinogênio) da coagulação
Resultado expresso em segundos, valor normal variável
Para padronizar o resultado, foi criado o INR (International Normalized Ratio), usado p/ monitorar a anticoagulação oral
Observar o % de atividade de protrombina e a relação resultado do paciente / resultado de um plasma normal
Coagulograma - TTPA
Hemostasia secundária, vias “intrínseca” (XII, XI, IX, VIII) e comum (X, V, II, fibrinogênio) da coagulação
Resultado expresso em segundos
Observar a relação entre o resultado do paciente / resultado de um plasma normal
Dosagens em Anemias
Perfil de ferro clássico – anemia ferropriva: Fe sérico , Sat. transferrina , CTLF  e ferritina 
Anemia inflamatória (anemia de doença crônica): Fe sérico , Sat. transferrina normal ou levemente , CTLF  e ferritina normal ou 
Ácido fólico, vitamina B12, ácido metilmalônico (anemias megaloblásticas)
Eletroforese de hemoglobina
Em crianças a partir de 1 ano e adultos normais, 3 tipos de hemoglobinas coexistem: A (96-97%), A2 (<3%) e F (<1%)
Talassemias: deficiência congênita levando a alterações nos níveis de hemoglobina A, A2 e F
Anemia falciforme: substituição de A por S
Testes de hemólise
Se houver  de Hb/Ht por conta de lise eritrocítica:  reticulócitos,  DHL e  bil. indireta
Se hemólise intravascular:  haptoglobina (liga-se à hemoglobina livre no plasma e é eliminada pelos hepatócitos)
Imunohematologia básica
Se  de Hb/Ht ,  reticulócitos,  DHL e  bil. Indireta: anemia hemolítica (pode ser autoimune?)
TAD (teste da antiglobulina direta, coombs direto): mensuração de quantidades anormais de imunoglobulinas LIGADAS à superfície das hemácias do paciente (procura IgG e C3, útil nas AHAI)
Imunohematologia básica - TAD
Imunohematologia básica
PAI (pesquisa de anticorpos irregulares, coombs indireto): detecta anticorpos LIVRES, ou seja, não ligados, no plasma do paciente (pode procurar anticorpos específicos contra determinados antígenos eritrocíticos, útil em AHAI, bancos de sangue e para prevenção/detecção de DHRN)
Imunohematologia básica - PAI
Exames de medula óssea
Mielograma:melhor exame p/ morfologia, estima ainda a diferenciação celular e a celularidade 
Imunofenotipagem: padrão de expressão de antígenos celulares chamados CDs, que definem linhagem e estágio de diferenciação
Cariótipo: análise dos pares cromossômicos
Biópsia: melhor exame p/ celularidade

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.