portfólio Didática e currículo
2 pág.

portfólio Didática e currículo


Disciplina<strong>didática e Currículo</strong>2 materiais29 seguidores
Pré-visualização1 página
Módulo C \u2013 Fase I/2018
Adaptação de atividade
	Nome e RU:Daniela Aparecida Mendes dos Santos/2406471
Nome e RU:
Nome e RU:
Nome e RU:
Polo: Ouro Preto 
	Ano/Série e idade do aluno:
7°ano. 12 anos.
	Caracterização do aluno e necessidades educativas especiais (8 a 15 linhas):
Marcos é um menino de 12 anos cadeirante, que por sua condição física tem dificuldades de interação com os colegas, por isso se prende ao mundo virtual. Ficando conectado durante todo o horário de aula. Marcos se sente excluído na hora do recreio por não poder correr, pular assim como as crianças da sua idade.
	Atividade escolhida (marque um X):
( ) Atividade 1
( ) Atividade 2
( X ) Atividade 3
	Proposta de adaptação da atividade (até 20 linhas):
Disponibilizaria as cadeiras uma grande roda, desse modo Marcos poderia participar melhor. Nessa roda conversaríamos sobre o celular e suas utilidades, sobre jogos, mais também sobre seus malefícios como o isolamento social. Instigaria Marcos a expor o porquê fica tão preso ao celular, tentaria fazer com que seus colegas se interessarem sobre o que ele tem a ensinar sobre jogos virtuais, assim se interessariam por Marcos. Depois os mostraria que no mundo real tem muitas coisas interessantes, as quais podem desfrutar juntas independe de poder andar ou não. Mostraria a eles brincadeiras inclusivas e divertidas como a batata-quente, assim Marcos poderia brincar com eles no recreio. 
	Objetivos da adaptação (2 a 3 objetivos):
Incluir meu aluno cadeirante no mundo real. Mostrar que ele pode ir além independe de sua condição física. Ensinar os seus colegas lidarem com o diferente, ensina-los a não criar pré-conceitos com as pessoas, ensina-los que todos têm a ensinar e a aprender. 
	Resultados esperados (até 10 linhas): Que Marcos seja uma criança que interaja mais com a sociedade e com as pessoas. Que não se frustre diante a sua realidade, que encare o mundo de frente, sem se prender ao mundo virtual. Que seus colegas aprendam a ajudar e lidar com o diferente e que também valorize seu corpo, assim tendo gratidão e amor a si próprio.