A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
Aprendizado Organizacional - Livro Texto – Unidade II

Pré-visualização | Página 8 de 8

São Paulo: Moraes, 1982.
5
10
15
71
APRENDIZADO ORGANIZACIONAL
Re
vi
sã
o2
00
9:
 A
na
 -
 D
ia
gr
am
aç
ão
: F
ab
io
 2
9/
05
/0
9
?-?sem-?mod
BARRETT, Richard. Libertando a alma da empresa – como 
transformar a organização numa entidade viva. São Paulo: 
Cultrix, 2000.
BELNOSKI, Alexsandra Marilac; DZIEDZIC, Maurício. O ciclo 
de aprendizagem na prática de sala de aula. Athena (revista 
científica de educação), v. 8, n. 8, jan./jun. 2007.
BOCK, Ana M. Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de 
Lourdes T.; et. al. Psicologias – uma introdução ao estudo de 
psicologia. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 1993.
CHOO, C.W. Information management for the intelligent 
organization: the art of scaning the enviroment. 3. ed. 
Medford, New Jersey: Information Today, 2002.
DAFT, R. L.; WEICK, K. E. Toward a model of organisations as 
interpretation systems. Academy of Management Review, 9 (2), 
1984, p. 284-95.
DOWNS, Sylvia. Learning at work. Londres: Kogan Page, 1995.
FREUD, Sigmund. Obras psicológicas completas de Sigmund 
Freud. Volume II – Estudos sobre a histeria. Tradução de Jayme 
Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 1974.
GARDNER, Howard. Inteligência – um conceito reformulado. 
Rio de Janeiro: Objetiva, 2000.
GARVIN, David A. Aprendizagem em ação – um guia para 
transformar sua empresa em uma learning organization. Trad. 
de Carlos Henrique Trieschemann. Rio de Janeiro: Qualitymark, 
2002.
GOLEMAN, Daniel. Inteligência emocional. 11. ed. Rio de 
Janeiro: Objetiva, 1995.
GUERREIRO, Evandro Prestes. Aprendizagem espontânea e 
infoinclusão social. In: Cidade digital – infoinclusão social e 
tecnologia em rede. São Paulo: SENAC, 2006.
72
Unidade II
Re
vi
sã
o2
00
9:
 A
na
 -
 D
ia
gr
am
aç
ão
: F
ab
io
 2
9/
05
/0
9
HUBER, G. P. Organisational learning: the contributing 
processes and the literatures. Organization Science, 2. 1991.
KOLB, David. Experiential learning. Hemel Hempstead: Prentice 
Hall, 1993.
MARIOTTI, Humberto. Organizações de aprendizagem – 
educação continuada e a empresa do futuro. São Paulo: Atlas, 
1999.
MUMFORD, Alan. Aprendendo a aprender. Trad. Pedro M. Sá de 
Oliveira e Giorgio Cappelli. São Paulo: Nobel, 2001.
OXFORD English Dictionary. 2. ed. Oxford: Oxford University 
Press, 1999.
PIAGET, Jean. A epistemologia genética: sabedoria e ilusões da 
filosofia; problemas de psicologia genética. Trad. Nathanael C. 
Caixeiro; Zilda A. Daeir e Célia E. A. Di Piero. 2. ed. São Paulo: 
Abril Cultural, 1983 (Col. Pensadores).
SANTAELLA, Lucia. Comunicação e pesquisa: projetos para 
mestrado e doutorado. São Paulo: Hacker Editores, 2001.
SENGE, P. M. A quinta disciplina. São Paulo: Best Seller, 1990.
__________. The leader’s new work: building learning 
organizations. Sloan Management Review, 1999.
THOMAS, H. Randolph; MATHEWS, Cody T.; WARD, James G. 
Learning curve models of construction productivity. Journal of 
Construction Engineering and Management, 1986. v.112, n.2, 
p.245-57.
VASCONCELOS, Isabella F. Gouveia de; MASCARENHAS, 
André Ofenhejm. Organizações em aprendizagem. São Paulo: 
Thomson Learning, 2007 (Col. Debates em Administração). 
WICK, Calhoun W.; LEÓN, Lu Stanton. Os desafios do 
aprendizado. Trad. Carmen Youssef. São Paulo: Nobel, 1997.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.