A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
PROJETO DE ENSINO ED FISICA

Pré-visualização | Página 1 de 4

MISLAINE DA SILVA CAVALHEIRO
Sistema de Ensino Presencial Conectado
EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA
INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA
 Inclusão de alunos com Síndrome de 
Down
 nas aulas de Educação Física
Cascavel
2019
MISLAINE DA SILVA CAVALHEIRO
Inclusão de alunos com Síndrome de 
D
own
 n
as aulas de Educação Física no 
ensino regular
Projeto de Ensino 
apresentado à 
Unopar
, como requisito parcial 
à conclusão
 do Curso d
e Educação Física - Licenciatura
.
Orientadores
: 
Prof
ª
 
Kathrin
 
Rúbia
 dos Santos Gomes
,
 
Prof
:
 
Mario Carlos 
Welin
 
Balvedi
.
Cascavel
2019
CAVALHEIRO, Mislaine, da Silva. INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. A inclusão de alunos com Síndrome de Down nas aulas de educação Física, 2019. 17. F. Projeto de Ensino (Graduação em Educação Física) – Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Pitágoras Unopar, Cascavel, 2019.
Resumo:
 Este trabalho teve por objetivo analisar a inclusão dos alunos com Síndrome de Down nas aulas de Educação Física, como está sendo abordado este assunto nas escolas e a importância do desenvolvimento para os alunos, através de uma pesquisa bibliográfica, qualitativa e descritiva. Sabendo da importância da estimulação destas crianças uma aula de Educação Física bem elaborada colabora nitidademente no desenvolvimento motor, cognitivo, afetivo e social do portador de Síndrome de Down, considerando a aceitação destas crianças pelos colegas de classe.
Palavras-chave: Desenvolvimento motor, inclusão, Síndrome de Down
SUMÁRIO
1	INTRODUÇÃO	4
1.1	TEMA DO PROJETO	6
1.2	JUSTIFICATIVA	6
1.3	SÉRIE/ANO PARA O QUAL O PROJETO SE DESTINA	7
1.4	PROBLEMATIZAÇÃO	7
1.5	OBJETIVOS	7
2	REVISÃO DE LITERATURA	8
3	DESENVOLVIMENTO (METODOLOGIA)	13
4	TEMPO PARA A REALIZAÇÃO DO PROJETO - CRONOGRAMA	14
5	CONSIDERAÇÕES FINAIS	15
6	REFERÊNCIAS	16
 
1 INTRODUÇÃO
 A inclusão de alunos com Síndrome de Down (SD) nas aulas de Educação Física tem por objetivo estimular o desenvolvimento motor do aluno portador e proporcionar a sua interação social com os demais alunos. São muitas as perguntas em relação as abordagens das aulas de Educação Física voltada a alunos com Síndrome de Down. Por destacar a necessidade de uma educação de qualidade, procurou nesta investigação reunir conhecimentos relevantes a fim de intervir de maneira adequada a estes alunos.
Estudos voltados para a área da deficiência concluem que as pesquisas existentes referentes a SD não são suficientes para esclarecer e orientar atitudes educacionais para o desenvolvimento dos portadores da Síndrome, sem o conhecimento e o desenvolvimento das suas capacidades a pessoa portadora de Síndrome de Down se vê excluída, rejeitada e marginalizada pelas barreiras impostas pela sociedade, muitas vezes a família rejeita ou super protege pois o vê como um ser impacaz, tornando seu desenvolvimento limitado.
A escola como parte integrante da organização da sociedade, deve acolher a esses alunos e fornecer um ensino adequado e adaptado as suas necessidades, a inclusão dos alunos com Síndrome de Down. 
 Junto a Constituição Federal do Brasil, no artigo 5º, diz que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros, residentes no país, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade" (BRASIL, 2006), ou seja, independente de raça, posição social, deficiência ou qualquer outro fato semelhante, todos têm o mesmo direito. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação de nº. 9394/96 diz que:
É dever da família e do estado proporcionar o desenvolvimento, seu preparo para cidadania e qualificação para o trabalho do educando, [...] DA EDUCAÇÃO ESPECIAL - Art. 58º Entende-se por educação especial, para os efeitos desta Lei, a modalidade de educação escolar, oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos portadores de necessidades especiais.
    Dentro da mesma lei, é segurado que:
    O portador de necessidades especiais será atendido por profissionais capacitados, como citado no Art. 59º [...] III - professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educandos nas classes comuns [...].
    Lei 9.696/98, no seu artigo 3º consta que:
    [...] compete ao profissional de educação física “coordenar, planejar, programar, supervisionar, dinamizar, dirigir, organizar, orientar, ensinar, conduzir, treinar, administrar, implantar, implementar, ministrar, analisar, avaliar e executar atividades, estudos, trabalhos, programas, planos, projetos e pesquisas; executar treinamentos especializados; prestar serviços de auditoria, consultoria e assessoria; participar de equipes multidisciplinares interdisciplinares; elaborar informes técnicos, científicos e pedagógicos; prestar assistência e educação corporal a indivíduos ou coletividades, em instituições privadas ou públicas; prestar assistência e treinamento especializado; coordenar, organizar, supervisionar, executar e ministrar cursos e atividades de orientação, reciclagem e treinamento profissional nas áreas da atividade física e desportiva
Nas aulas de Educação Física o professor deve sempre estar em busca de conhecimentos que possam facilitar o processo de inclusão, deve proporcionar uma aula proveitosa e estimulante visando a participação de todos, proporcionando o bom desenvolvimento motor, afetivo e social dos alunos. 
Portanto este estudo busca investigar as necessidades do aluno portador da Síndrome de Down, a fim de oferecer um ensino de qualidade reunindo conhecimentos com a intenção de intervir de maneira adequada junto aos alunos com a Síndrome de Down.
1.1 TEMA DO PROJETO
 Educação Física e Inclusão, a inclusão dos alunos com Síndrome de Down nas aulas de educação física. 
 O seguinte projeto esta embasado em teorias de grandes escritores, professores, que destacam a importância da inclusão de pessoas com Síndrome de Down e atividade física na educação infantil, o mesmo esta voltado para as turmas de anos iniciais do ensino fundamental (1º ano).
 O tema proposto é importante, pois a atividade física favorece o desenvolvimento motor, afetivo, cognitivo e social dos alunos. Esta relacionada aos eixos estudados nas disciplinas durante o curso de Licenciatura em Educação Física, portanto podemos compreender que os profissionais da área da educação precisam dos conhecimentos adquiridos. 
 O referido tema contribuirá para minha formação profissional e promoverá a extensão do conhecimento de quem dele se ocupar.
1.2 JUSTIFICATIVA
A escolha do tema veio da curiosidade enquanto estudante, no meu período de estagio em uma turma de D.I (Deficiência Intelectual) da importância que a atividade física trás para o desenvolvimento destes alunos, veio também do carinho que eles tiveram comigo durante e após os estágios quando me encontravam pelos corredores da escola. É gratificante para o professor fazer parte da vida e do desenvolvimento da criança e saber que você enquanto professor pode oferecer um ensino de qualidade a eles.
Com elaboração deste projeto quero mostrar a importância de se especializar e incluir alunos com necessidades especiais as aulas de educação física, fazendo com que esse aluno desfrute de todo conhecimento adquirido pelo professor durante sua formação. 
 1.3 SÉRIE/ANO PARA O QUAL O PROJETO SE DESTINA
 O projeto destina-se para a Educação Infantil, 1º ano do Ensino Fundamental. 
 PROBLEMATIZAÇÃO
 O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) no capitulo IV art. 54. Diz que é dever do estado assegurar á criança e o adolescente o atendimento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.