Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica


DisciplinaPatologia Especial I23 materiais182 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*
Professora: Pricila Macedo
Curso: Medicina
Disciplina de Patologia
*
*
DPOC
Patologia respiratória que se caracteriza pela presença de obstrução crônica do fluxo aéreo, parcialmente reversível.
Geralmente progressiva. Associada a uma resposta inflamatória anormal dos pulmões à inalação de partículas ou gases tóxicos, sendo causada primariamente pelo tabagismo.
J Bras Pneumologia.V.30 (5): 10-52 - NOVEMBRO DE 2004.
Brasil \u2013 15-20% da população tabagista desenvolvem DPOC.
 4% dos homens e 2% das mulheres > 45anos.
*
*
FATORES DE RISCO
Fatores externos:
Tabagismo 
Fumaça de lenha
Poeira ocupacional(vapores e fumaças)
Infecções respiratórias graves na infância
Irritantes químicos
Fatores Internos:
Predisposição Hereditária (deficiência da alfa-1-antitripsina)
Hiper-responsividade brônquica
Desnutrição
Prematuridade
Deficiência de glutationa transferase
*
*
1- TABAGISMO 	- responsável por 80 a 90% das causas. 	- mais frequente causador exógeno do desequilíbrio 			 enzimático do pulmão através de: 
> aumento do número de macrófagos alveolares;
> ativam os macrófagos que produzem fatores quimiotáxicos que atraem neutrófilos;
> aumento da produção de elastase pelos neutrófilos e de proteases 	pelos macrófagos;
> oxidação e inativação das anti-proteases que, assim não podem 		neutralizar a ação das enzimas;
> aumento das elastases e proteases - que destroem a elastina - alteram a histo-arquitetura e bloqueiam a ressíntese da elastina. 
*
*
03
ENFISEMA PULMONAR
Definição
	Dilatação anormal e permanente dos espaços alveolares, associado a destruição dos septos alveolares, sem fibrose evidente.
*
*
ENFISEMA PULMONAR
Tipos de Enfisema
04
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
ENFISEMA PULMONAR
Centroacinar
11
Fonte: KUMAR, Vinay, ABBAS, Abul K. e FAUSTO, Nelson. Robins e Cotran \u2013 Bases Patológicas das Doenças. 7ª Edição
*
*
13
ENFISEMA PULMONAR
*
*
ENFISEMA PULMONAR
Panacinar
12
Fonte: KUMAR, Vinay, ABBAS, Abul K. e FAUSTO, Nelson. Robins e Cotran \u2013 Bases Patológicas das Doenças. 7ª Edição
*
*
14
ENFISEMA PULMONAR
Fonte: KUMAR, Vinay, ABBAS, Abul K. e FAUSTO, Nelson. Robins e Cotran \u2013 Bases Patológicas das Doenças. 7ª Edição
*
*
ENFISEMA PULMONAR
Bolhoso
15
*
*
ENFISEMA PULMONAR
16
Fonte: KUMAR, Vinay, ABBAS, Abul K. e FAUSTO, Nelson. Robins e Cotran \u2013 Bases Patológicas das Doenças. 7ª Edição
*
*
ENFISEMA PULMONAR
*
*
ENFISEMA PULMONAR
Patogênese
21
Fonte: KUMAR, Vinay, ABBAS, Abul K. e FAUSTO, Nelson. Robins e Cotran \u2013 Bases Patológicas das Doenças. 7ª Edição
*
*
*
*
ENFISEMA PULMONAR
Curso Clínico
22
Pink Puffer (soprador rosado)
*
*
BRONQUITE CRÔNICA
*
*
DEFINIÇÃO
Definição clínica:
TOSSE PRODUTIVA 
Por pelo menos 3 MESES do ano
POR 2 ANOS CONSECUTIVOS;
SEM qualquer OUTRA CAUSA identificável.
*
*
\uf0ad risco p/ outras infecções respiratórias 
Interfere na ação ciliar do epitélio respiratório;
Dano direto ao epitélio alveolar;
Pode preceder ou acompanhar o enfisema; 
DADOS GERAIS
*
*
Fator primário ou desencadeador
Lesão dos brônquios
Hipersecreção de muco
+
Hipertrofia das glândulas
Tosse c/ escarro
Lesão continuada 
+ 
Infec. Repetidas 
\uf0ad Excessivo de muco + \uf0af céls ciliadas + alt. nas peq. vias aéreas
Obstrução das vias aéreas e \uf0af fluxo resp.
\uf0ad céls. caliciformes nas frandes vias aéreas
*
*
Aspectos Macroscópicos:
 Hiperemia;
 Edema;
 Secreções mucinosa ou mucopurulentas na superfície;
 Pus e secreções preenchendo brônquios e bronquíolos.
 
MORFOLOGIA
*
*
Fonte: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/bronchitis.html
MORFOLOGIA
*
*
Alterações dos Bronquíolos
Bronquiolite Obstrutiva
J Bras Pneumologia.V.30 (5): 10-52 - NOVEMBRO DE 2004.
Etiopatogenia
Fonte: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/bronchitis.html
*
*
Aspectos histológicos:
Inflamação(linfócitos); 
Dilatação de glândulas secretoras de muco;
Aumento no número de células caliciformes \u2192 estreitamento de bronquíolos;
Perda e/ou alterações nos cílios.
Metaplasia escamosa e displasia do epitélio brônquico;
Em casos mais graves: fibrose \u2192 obliteração do lúmen (Bronquiolite obliterans).
MORFOLOGIA
*
*
Fonte: www.geocities.com/surgicalpathology300/ChBr.JPG
MORFOLOGIA
*
Processo inflamatório, espessamento da mucosa e hipertrofia das glândulas
Fonte: library.med.utah.edu; Contran, 2006.
MORFOLOGIA
*
*
Bronquite Crônica
Excessiva produção de muco pela árvore brônquica;
Tosse produtiva crônica ou recorrente;
Dispnéia aos esforços;
Suscetibilidade maior a resfriados e gripes;
Quando de longa duração, leva ao cor pulmonale - insuficiência cardíaca direita.
ASPECTOS CLÍNICOS
*
*
Com o tempo, surgem sinais de DPOC:
Hipercapnia
Hipoxemia
Cianose
ASPECTOS CLÍNICOS
Fonte: www.meddean.luc.edu/
*
*
TRATAMENTO
Eliminar o fator desencadeante.
Melhorar a oxigenação do paciente (SpO2 > 90%).
Diminuir a resistência das vias aéreas (Broncodilatadores, corticóides e fisioterapia respiratória).
Combater infecções.
Melhorar a função da musculatura respiratória(Suporte ventilatório não-invasivo, nutrição adequada, ventilação mecânica).
*
*
 Supressão do fumo;
 Evitar infecções respiratórias:
 Evitar aglomerados públicos
 Administração de vacinas, especialmente contra a gripe
 Tratamento aos primeiros sinais de infecção de qualquer porção do trato respiratório (sinusite, faringite, laringite e amigdalite);
MEDIDAS PREVENTIVAS
*
*
Promover a umidificação do ar inspirado e manter-se bem hidratado;
Evitar aparelhos de ar condicionado;
Evitar áreas extremamente poluídas;
Evitar uso de tranqüilizantes;
Fisioterapia Respiratória;
MEDIDAS PREVENTIVAS
*
Cor Pulmonale é uma forma de insuficiência cardíaca, onde há diminuição da capacidade de funcionamento das câmaras direitas do coração, por doença pulmonar.
*