A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Diversidades étnico, cultural, racial

Pré-visualização | Página 1 de 10

diversidades étnico - cultural
AS diversidades étnico - cultural
AS l, ll, lll, lV, V e Vl
AS l
Pergunta 1
0,15 em 0,15 pontos
Leia atentamente as seguintes afirmativas sobre o homem e suas relações:
I O homem existe solto no espaço, suas interações ocorrem somente com outros homens.
II Nesse sentido, o homem alterou a si, por conseguinte, alterou suas necessidades e, sendo novas necessidades, a mesma forma de trabalho não poderia mais dar conta das quais, de modo que se tornaram necessárias novas ações transformadoras para atender a esse novo homem e suas novas necessidades.
III A identidade social do homem se constrói na interação do indivíduo com o seu entorno, com a natureza, e como esse entorno foi modificado pelo próprio homem.
É FALSO o que se afirma em
Resposta Selecionada:
b.
I, apenas.
Pergunta 2
0,15 em 0,15 pontos
A linguagem, como instrumento maior de cumulação e difusão de experiências e trocas culturais inerentes ao humano, permite-nos identificar também sintomas de desumanização, no enfraquecimento da possibilidade de expressão, que revela graus decrescentes de consciência sobre os resultados das ações humanas, conformando identidades sociais vazias de sentidos, significados e de repertórios morais.
Considerando a linha de raciocínio acima, leia atentamente as seguintes assertivas:
I Trata-se de um sintoma de desumanização, produzido pela sociedade de consumo de massa, aquela em que o psicólogo alemão Erich Fromm identificou, no livro Ter ou ser, como os valores do consumo determinando as identidades sociais.
II O capitalismo ocidental teria falhado em criar valores morais, aprofundando processos de desumanização que levam a constituições culturais mais de aparência do que de essência, na vigência dos valores acríticos das sociedades de consumo de massa e do espetáculo, onde se é aquilo que se tem.
III O capitalismo trouxe oportunidades para as culturas se diversificarem e criarem mais solidariedade e sentido de comunidade.
É FALSO o que se afirma em
Resposta Selecionada:
e.
III, apenas.
Pergunta 3
0,15 em 0,15 pontos
Por isso, não apenas inexistem indivíduos sem cultura; mas inexistem sociedades sem cultura; da mesma forma como não existem também sociedades mais ou menos avançadas que outras em termos culturais, mas sim sociedades distintas entre si.
Considerando a linha de raciocínio acima, leia atentamente as seguintes assertivas:
I Temos de pensar também que esses valores podem ser gerados pelo indivíduo ou grupo – e nem sempre podem coincidir. Por exemplo, segundo a moral e os valores do grupo, a ação que cometi é errada, ou seja, atenta contra a moral do grupo, portanto, sou alguém imoral para esse grupo.
II Ocorre que, para mim, a ação que empreendi pode ser plenamente aceitável segundo os meus valores, o que me permite perceber-me como alguém pleno de moral. Pelo fato de haver uma moral dominante e uma moral do indivíduo, é possível que existam duas ou até mais identidades sociais para o mesmo indivíduo.
III A cultura se encerra em si e tem elementos materiais e concretos, apenas.
É FALSO o que se afirma em
Resposta Selecionada:
e.
III, apenas.
Pergunta 4
0,15 em 0,15 pontos
Indubitavelmente, viver em uma grande cidade é sinônimo, hoje, de alienação e dependência, pois, cada vez mais, distanciamo-nos da natureza, à qual exercemos domínio como grupo, nunca como seres isolados.
Considerando a linha de raciocínio acima, leia atentamente as seguintes assertivas:
I Assim, tendemos a nos distanciar cada vez mais das relações primordiais geradoras de cultura, para assumir repertórios culturais gerados, em essência, pela indústria de consumo de massa.
II O distanciamento do homem em relação à natureza é responsável por uma ilusão de falso domínio: seu isolamento nos centros urbanos constrói uma sensação de segurança em relação ao meio e de pleno domínio da natureza, que exaure não mais para sua sobrevivência, mas para atender aos fetiches da acrítica sociedade de consumo de massa.
III O homem tanto se orgulha de suas grandes obras e monumentos, de sua pretensa superioridade com relação ao meio em que vive, que se esquece de que, por si só, não é detentor de conhecimento algum que possa garantir sua sobrevivência se deixado sozinho, desprotegido em meio a uma densa floresta, cercado por animais selvagens e predadores, precisando prover-se da caça e da coleta.
É VERDADEIRO o que se afirma em
Resposta Selecionada:
e.
I, II e III.
AS ll
Pergunta 1
Pressupunha um caminho linear e finalista para o processo evolutivo, partindo sempre de um estágio menos evoluído – o patamar primitivo – para o mais evoluído – a civilização. Essa interpretação encontrava respaldo nas teses do filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) e sua defesa da perfectibilidade humana, como um estágio possível de ser alcançado na esperança que depositava no homem natural, essencialmente bom.Trata-se
c. da interpretação monogeísta.
Pergunta 2
O antropólogo teuto-americano Franz Boas (1858-1942), defensor da corrente denominada histórica, pode-se dizer, esteve entre o difusionismo e o funcionalismo. Contrário a essa explicação evolucionista para a diferenciação das culturas, Boas demonstrou que cada sistema cultural constituiria uma unidade integrada, resultado de um desenvolvimento histórico específico.Considerando o fragmento de texto acima apresentado, analise as asserções abaixo quanto à veracidade das proposições para, em seguida, assinalar a alternativa CORRETA:Com isso, determinou a independência dos fenômenos culturais em relação aos condicionantes geográficos e biológicos, vigentes como explicação desde o período formativo da Antropologia. PORQUEPara esse autor, o etnocentrismo, que tem ocorrido praticamente em todo o mundo, ajuda a conter a animosidade entre as diversas culturas. Sobre estas duas asserções, é CORRETO afirmar que
d. a primeira é verdadeira e a segunda é falsa.
Pergunta 3
Tiveram fundamental importância entre as teorias culturais, a fim de que a Antropologia fosse reconhecida como Ciência, as seguintes áreas, EXCETO:
b. Relativismo, que trata da difusão dos povos e mostra que a cultura vai evoluindo dos mais atrasados para os mais adiantados e se relaciona à herança biológica.
Pergunta 4
O antropólogo, professor e filósofo francês Claude Lévi-Strauss (1908-2009) foi o fundador da chamada Antropologia Estrutural, corrente que se conformou a partir de seus estudos sobre os povos indígenas do Brasil. Fez uso da chamada teoria estruturalista francesa, a qual pressupunha que “estruturas universais” estariam por trás de todas as ações humanas, dando forma às culturas em suas mais variadas manifestações: linguagem, mitos, religiões etc.
Considerando a linha de raciocínio acima, leia atentamente as seguintes assertivas:I Distinguiu-se gravemente dos demais antropólogos que buscavam revelar as diferenças entre povos e culturas, nas mais das vezes valorativas; enquanto Lévi-Strauss procurava as estruturas universais, chamadas também de estruturas profundas.II Seu método estruturalista permitia compreender que sociedades tribais revelavam sistemas lógicos notáveis, de qualidades mentais, racionais tão sofisticadas quanto às de sociedades até então tidas como superiores.III Sua teoria desmontava as convicções comumente aceitas de que as sociedades primitivas seriam intelectualmente deficitárias e temperamentalmente irracionais. É VERDADEIRO o que se afirma em
a. I, II e III.
AS lll
Pergunta 1
0,175 em 0,175 pontos
Quanto à visão etnocêntrica, analise as asserções abaixo quanto à veracidade das proposições para, em seguida, assinalar a alternativa CORRETA:
O etnocentrismo não se resume à produção de desenhos e mapas a partir da visão de um povo, mas tem relação com a forma de pensar, na qual as pessoas ou grupos humanos interpretam e leem o mundo a partir da própria ótica, da cultura, do modo de pensar e de vida.
OU SEJA
É fundamental observar que no mundo de hoje existem diferentes atores sociais que agem, interagem e transformam