A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
OPERAÇÕES DE DEPARTAMENTO PESSOAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

............................................................................................................................... 
 
 
 
GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS - PLANEJAMENTO E 
CONTROLE DE PESSOAL 
 
ALINE GUTIÉRRE DE SOUZA - 519302019 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
OPERAÇÕES DO DEPARTAMENTO PESSOAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
........................................................................................................................................ 
Guarulhos 
2020 
 
 
 
 
 
 
ALINE GUTIÉRRE DE SOUZA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
OPERAÇÕES DO DEPARTAMENTO PESSOAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Trabalho apresentado ao Curso Gestão de Recursos 
Humanos do Centro Universitário ENIAC para a disciplina 
Operações do Departamento Pessoal. 
 
Prof. Enrico D’ Onofrio 
Prof. Rogerio Pimentel de Carvalho 
 
 
 
 
 
 
 
 
Guarulhos 
2020 
 
 
 
Respostas 
.................................................................................................................... 
Desafio 3 
Quando se fala em jornada de trabalho, refere-se ao número de horas que o 
trabalhador cumpre por dia. 
Veja a situação da Caroline: 
 
Diante dessa situação, seu desafio é responder à seguinte questão: é 
possível afirmar que Caroline, em eventual reclamação trabalhista, teria sucesso em 
pedido de horas extras pela inobservância do intervalo interjornada? Não esqueça 
de justificar sua resposta. 
Resposta: De acordo com a informação disponibilizada, Caroline trabalha 
das 8h às 17h, ou seja, 9horas, com uma pausa de 1hora para almoço. Não tendo 
esta previsão em lei, acordo ou convenção coletiva de jornada diferenciada para a 
categoria de Caroline, esta pretende saber se teria sucesso numa 
eventual reclamação trabalhista. 
Com base no Artigo 66/CLT ou o Artigo 382/CLT, temos que, pode existir um 
período de 11horas entre jornadas de trabalho, sem que, para isso haja um 
desrespeito para com o trabalhador. 
 
 
Assim, uma suposta negociação devido a um eventual desrespeito pelo 
intervalo de trabalho, este seria considerado como improcedente, uma vez que não 
há qualquer contradição com aquilo que está estabelecido na legislação em vigor. 
Desafio 4 
Diversas empresas, em função da complexidade do tema, estão 
estruturando dentro de sua área de departamento pessoal, ou até mesmo dentro do 
departamento contábil da empresa, uma célula específica para contabilizar a folha 
de pagamento de seus funcionários, garantindo, assim, a acuracidade das 
informações contábeis, bem como o correto recolhimento dos impostos e das 
obrigações relativas à folha de pagamento. 
Você foi alocado para a célula de contabilizações e ficou responsável 
por escriturar os lançamentos relativos à folha de pagamento mensal. Foram 
repassadas as seguintes informações: 
Salário - R$ 200.000,00 
INSS funcionário - R$ 20.000,00 
IRRF na fonte - R$ 15.000,00 
FGTS - R$ 16.000,00 
INSS patronal - R$ 40.000,00 
Realize e demonstre os lançamentos contábeis relativos à folha de pré-
pagamento do referido mês. Além disso, avalie se as informações repassadas são 
suficientes para formatar de forma prudente o escopo de lançamentos esperados da 
folha de pagamento. Justifique sua resposta. 
Resposta: Para além do salário base, existem outras rubricas que constam 
da folha de vencimentos e que, todas elas devem constar nos registros contábeis. 
Assim, de acordo com as informações do enunciado, deve proceder-se aos 
seguintes registos: 
• Relativamente aos salários: 
 
 
D R$ 200.000,00 – Folha de pagamentos (Resultados) 
C R$ 200.000,00 – Salários e ordenados a pagar (Passivo Circulante) 
• INSS a cargo da empresa: 
D R$ 40.000,00 - INSS - folha de pagamento (Resultado) 
C R$ 40.000,00 - INSS a recolher (Passivo Circulante) 
• Relativamente ao FGTS: 
D R$ 16.000,00 – FGTS sobre a folha de pagamentos (Resultado) 
C R$ 16.000,00 – FGTS a recolher (Passivo Circulante) 
• INSS funcionário e IRRF na fonte: 
D R$ 35.000,00 - Salários e ordenados a pagar (Passivo Circulante) 
C R$ 15.000,00 - IRRF a recolher (Passivo Circulante) 
C R$ 20.000,00 - INSS a recolher (Passivo Circulante) 
A questão-chave está atrelada aos descontos do funcionário, os quais 
devem reduzir o saldo a pagar e reclassificar para contas de impostos a recolher. 
Também cabe salientar que a parte de encargos patronais é registrada diretamente 
em despesa, sem prejuízo à remuneração do trabalhador. 
Por fim, deve-se observar que as informações repassadas pela área de 
apuração de folha não estão completas, pois, com base nos princípios contábeis, 
deve-se constituir provisões como 13º salário e férias dos funcionários. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Conclusão 
Com o crescimento das organizações, se intensificou a necessidade do 
acompanhamento das constantes mudanças ocorridas nas normas legais. Dentro d 
as especialidades da profissão contábil, o departamento de pessoal se destaca pela 
primazia das informações administrativas e operacionais das entidades empresariais, 
e uma área indispensável para as entidades, pelo fato, de ser uma ferramenta 
importante da administração para evitar falhas e prejuízos futuros. 
Na administração moderna, o grande desafio dos gestores é a valorização d 
as pessoas. Considerando que organizações que vendem produtos e/ou prestam 
serviços, o fazem de pessoas, com pessoas, para pessoas. Nessas organizações os 
trabalhos não acontecem individualmente, são necessárias informações de equipes, 
que bem definidas, podem qualificar o que fazem. Muitas vezes o reconhecimento, 
bem como a valorização de suas tarefas bem-feitas, é o que mais um colaborador 
busca dentro de uma empresa. "Em um espaço onde ele passa mais tempo, do que 
propriamente com sua família. Este espaço, portanto, precisa ser o mais 
aconchegante e agradável possível. 
A gestão de pessoas é fundamental para a organização, pois ela cuida das 
pessoas a partir de um conjunto de atividades, que são prover, aplicar, manter, 
desenvolver e monitorar pessoas. Prover é munir a organização de pessoas 
talentosas na organização. Aplicar é proporcionar a integralização das pessoas 
dentro das organizações, com análises e/ou descrição de cargos e a avaliação de 
desempenho. Manter é o momento de interação e motivação do profissional, é 
saber se ele está gostando do que faz, é a remuneração, os benefícios e a higiene. 
Desenvolver é o processo de treinamento e desenvolvimento do profissional na área 
de atuação. Monitorar pessoas é ter o controle através de sistemas de informação 
ou banco de dados, do quadro do pessoal e das atividades que ocorrem n a 
organização, envolvendo as pessoas. Alguns autores colocam que neste processo de 
monitoração encaixa-se também a avaliação de desempenho, estimando melhorias. 
 
 
 
 
 
 
 
Referencias 
Artigo 382 do Decreto Lei nº 5.452 de 01 de maio de 1943 – Disponível: 
https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10722788/artigo-382-do-decreto-lei-n-5452-de-
01-de-maio-de-1943. Acesso em: 25 de Setembro de 2020. 
 
ENA, Randal. Práticas trabalhistas e previdenciárias: férias, folha de 
pagamento, décimo terceiro salário, rescisão do contrato de trabalho. 8. Ed. 
Fortaleza: Revisada e ampliada, 2012. 405 p. 
 
 
 
 
 
 
 
https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10722788/artigo-382-do-decreto-lei-n-5452-de-01-de-maio-de-1943
https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10722788/artigo-382-do-decreto-lei-n-5452-de-01-de-maio-de-1943

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.