A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ACNE - DERMATOLOGIA

Pré-visualização | Página 2 de 2

as doses. A eritromicina deve ser ingerida, preferencialmente, 
antes das refeições. No entanto, a doxiciclina e o sulfametoxazol-trimetoprima 
devem ser administrados, preferencialmente, após as refeições. O tratamento com 
antibiótico oral deve ser feito por, no máximo, três meses, em um ou até três 
ciclos 
- O tratamento hormonal, com anticoncepcionais orais, é sempre útil para as 
mulheres, desde que não existam contraindicações
- Quando o antibióticos é incapaz de controlar o quadro, a indicação de 
isotretinoína (roacutan) oral deve ser considerada
- A isotretinoína oral é um derivado do retinol (vitamina A) e atua sobre a glândula 
sebácea, diminuindo e normalizando a produção de sebo e, a queratinização 
folicular. Deve ser usada nas formas mais graves de acne (grau III, IV e V) e na 
acne grau II resistente ao tratamento sistêmico com antibióticos e/ou com 
tendência à cicatrização hipertrófica. A maioria dos doentes responde ao 
tratamento com cura definitiva da acne. Alguns efeitos colaterais são comuns e o 
medicamento é extremamente teratogênico. Um controle laboratorial é necessário 
trimestralmente para avaliação da função hepática e o paciente deve ser observado 
para alterações de humor. Por esse motivo, recomenda-se encaminhar estes 
casos ao dermatologista que conduzirá o caso com maior destreza. O 
medicamento encontra-se disponível na RENAME
- Nos casos de acne conglobata ou fulminans, os pacientes devem receber 
tratamento com antibióticos disponíveis e corticoides orais enquanto aguardam a 
consulta com o especialista. Geralmente, utiliza-se prednisona, na dose de 20 mg 
ao dia, reduzida até a melhora do quadro
ENCAMINHAMENTO PARA SERVIÇO ESPECIALIZADO EM DERMATOLOGIA 
- Recomenda-se encaminhar ao serviço especializado em Dermatologia os casos 
com as seguintes condições:
- Casos de acne fulminans ou acne conglobata; ou
- Casos de acne leve a moderada, com prejuízo na qualidade de vida e insucesso 
no tratamento clínico otimizado, realizado por pelo menos 6 meses 
(antibioticoterapia sistêmica e tratamentos tópicos)