A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Medidas de Peso e Estatura - Antropometria - UFRJ

Pré-visualização | Página 1 de 1

Ana Clara Chaves - Nutrição - UFRJ Macaé
Métodos de Investigação Aplicada
Medidas de Peso e Estatura
Antropometria como ferramenta de avaliação nutricional
Peso corporal
● Representa somatório de todos
componentes corpóreos (reflete massa
corporal total);
● Componente fundamental da avaliação
nutricional;
➔ Marcador indireto de massa
protéica e energia;
● Se modifica de forma rápida e intensa em
curto período de tempo;
➔ Especialmente em crianças;
➔ Possibilita diagnóstico precoce
de desnutrição ou recuperação
nutricional;
● Taxa de alteração de peso em
comparação com o peso habitual: valor
prognóstico*.
➔ *é a estimativa de como uma
doença evolui em cada paciente;
➔ Permite identificar quando o
indivíduo perde peso durante
uma doença e está sob risco
nutricional, apesar do peso ainda
estar adequado para padrões
convencionais.
Limitações
● Não determina porção de massa magra,
gordura ou fluidos;
● Não especifica qual compartimento
ocorreu a alteração no peso;
● Dificuldade de mensuração em
indivíduos que não conseguem andar ou
não podem ficar de pé;
Condições ideais para avaliação
● Descalço;
● Com mínimo de roupa possível (e as que
estiverem devem ser leves);
● Crianças menores de 2 anos:
completamente despida;
● Preferencialmente pela manhã;
➔ Ao longo do dia podem ocorrer
variações no peso;
● Jejum ou antes de refeições;
● Após urinar;
● Pacientes hospitalizados: sem curativos
ou bolsas de drenagem.
Situações que prejudicam a mensuração e
interpretação
● Acamados;
● Amputados;
● Edema;
● Consumo de alimentos antes da medição;
● Crescimento tumoral maciço.
Técnica de medição
● A balança pode ser mecânica ou digital;
● Deve estar apoiada sobre superfície
plana, lisa e firme;
Crianças menores de 2 anos ou até 16kg
Ana Clara Chaves - Nutrição - UFRJ Macaé
Métodos de Investigação Aplicada
*OBS: o prato da balança deve se forrado com
uma proteção, seja de papel ou plástico, antes na
calibragem (para evitar erros na pesagem);
● 1. Com o auxílio do responsável, despir a
criança;
● 2. Colocá-la no centro do prato da
balança, sentada ou deitada, de forma
com que o peso fique bem distribuído;
● 3. Manter a criança parada nessa posição;
● 4. Fazer a aferição do peso e anotar.
Crianças maiores de 2 anos e adultos
Balança Digital
● 1. Ligar a balança e esperar que o visor
chegue ao valor 0.
● 2. O indivíduo deve subir descalço, com
roupas leves e bolsos vazios;
● 3. Posicionar a pessoa no centro da
balança, ereto, cabeça erguida, braços
estendidos ao lado do corpo e peso
distribuído igualmente nas duas pernas;
➔ Pedir para que permaneça
imóvel até o fim do
procedimento;
● Realizar a leitura e registrar o valor;
● Solicitar que a pessoa desça e verificar se
o visor irá retornar ao 0.
Balança Plataforma Mecânica
● 1. Verifique se a balança está calibrada;
Ana Clara Chaves - Nutrição - UFRJ Macaé
Métodos de Investigação Aplicada
➔ Ou seja, se a agulha do braço e o
fiel estão na mesma linha
horizontal;
➔ Se não estiver, é preciso girar o
calibrador até que a agulha e o
fiel estejam alinhados;
➔ Em seguida, trave a balança;
● Posicione a pessoa, com o mínimo de
roupa possível, no centro da balança,
ereto, cabeça erguida, braços junto ao
corpo e pés juntos;
● Para aferir o peso, destrave a balança e
mova os cursores;
➔ Primeiro o maior, para os quilos,
e depois o menor, para as
gramas, até que o braço e a
agulha estejam alinhados;
● Trave a balança e faça a leitura de frente
para o equipamento e anote o peso.
Estatura
● É a medida da dimensão linear total de
um indivíduo;
➔ Medida entre o vértex e a região
plantar;
● Indicador da superfície corporal total e
do comprimento;
● Exerce influência sobre o peso corporal;
● Se altera em períodos de tempo
prolongados;
➔ Déficits refletem agravos
nutricionais a longo prazo;
Limitações
● Mais relevante durante a fase de
crescimento;
● Em crianças e adolescentes, há alterações
em períodos de tempo prolongados e os
déficits refletem agravos nutricionais a
longo prazo;
● No processo de envelhecimentos, há um
declínio na estatura;
➔ Que pode ser resultado da cifose
torácica, escoliose, osteoporose e
compressão dos discos
intervertebrais.
Condições Ideais
● Ser aferida pela manhã;
➔ Pode haver redução de até 1% ao
longo do dia;
● Pouca roupa;
➔ Facilita a visualização do
posicionamento da pessoa;
● Cabeça livre de adereços;
➔ Ex.: boné, tiara, trança,
prendedores de cabelo, etc.
Crianças menores de 2 anos
Ana Clara Chaves - Nutrição - UFRJ Macaé
Métodos de Investigação Aplicada
● O antropômetro deve estar apoiado em
uma superfície plana, firme e lisa;
● 1. Deitar a criança no centro do
antropômetro;
➔ Descalça, e com cabeça livre de
adereços;
● 2. Com ajuda do responsável:
➔ Cabeça apoiada firmemente
contra a parte fixa do
equipamento;
➔ Pescoço ereto e queixo afastado
do peito;
➔ Ombros totalmente em contato
com a superfície de apoio do
equipamento;
➔ Braços estendidos ao longo do
corpo.
● 3. Nádegas e calcanhares em pleno
contato com a superfície que apoia o
equipamento;
● 4. Pressionar cuidadosamente os joelhos
para baixo;
➔ Joelhos estendidos, pés juntos.
● 5. Fazer a leitura quando estiver certo de
que a criança não se moveu.
Adultos e crianças maiores de 2 anos
● É utilizado o antropômetro vertical, reto
em uma parede livre de rodapé.
● 1. Posicione a pessoa descalço no centro
do equipamento;
➔ Livre de adereços, ereto, braços
estendidos junto ao corpo,
cabeça erguida, olhando para um
ponto fixo dos olhos (plano de
Frankfurt).
● 2. Posicionar calcanhares, panturrilhas,
nádegas, ombros e parte posterior da
cabeça em contato com o antropômetro.
➔ Se o indivíduo não for capaz de
encostar todos os pontos ao
mesmo tempo, garantir que
encoste pelo menos a nádega e o
calcanhar ou a cabeça na base
vertical;
● 3. Garantir com que os ossos internos
dos calcanhares e a parte interna dos
joelhos se toquem.
➔ Os pés devem estar juntos em
ângulo reto com as pernas;
● 4. Abaixe a haste móvel do equipamento
até que se aproxime da parte superior da
cabeça do indivíduo;
➔ Peça para a pessoa inspirar
profundamente, em posição
ereta, sem alterar a carga sobre
os calcanhares ou nível dos
ombros.
● 5. Abaixar a parte móvel no momento da
inspiração, com pressão o suficiente para
comprimir o cabelo;
● Realizar a leitura, no nível dos olhos, e
anotar o resultado;
● Repetir o procedimento para a 2º medida.
Ana Clara Chaves - Nutrição - UFRJ Macaé
Métodos de Investigação Aplicada
Atenção: São aceitas diferenças de até
0,5cm entre os 2 valores das medidas.
Caso a diferença observada for maior,
devem ser descartados ambos valores e
repetir o processo novamente até
chegar a uma diferença aceitável entre
os valores.
Por fim, será tirada a média entre os 2
valores e o resultado será anotado.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.