A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
tabela manobras fundamentais cirurgicas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Divulsão
Neumann 
Modificada
Partsch
Sutura
Ponto falso
Intubação Nasotraqueal mais usada em BMF de fácil exucação. A intubação nasotraqueal nada mais é 
do que a colocação de um tubo dentro da traqueia de um paciente através do nariz
Traqueostomia é uma pequena abertura feita na traquéia, que fica na parte anterior do pescoço, 
próxima ao "pomo de Adão". 
que instrumentos cirurgicos são utilizados para se fazer 
incisão? Bisturi, bituri eletrônico e tesousas
Submentoniana é para o manejo das vias aéreas em pacientes com fraturas no complexo crânio-maxilo-facial. apresenta como 
indicação clássica, quando há necessidade de bloqueio maxilomandibular no
é aquela que é exposta na cavidade oral Coroa anatômica é aquela que é delimitada pelo colo anatômico
Intubação endotraqueal ou orotraqueal (IOT) é um procedimento de suporte avançado de vida onde 
o médico, com um laringoscópio, visualiza a laringe e através dela introduz um tubo na traqueia 
(tubo endotraqueal). Pouso usada em BMF
Reestabilização com micropório
SÍNTESE reposiciona tecidos e mantém posicionado para 
reparação tecidual. sutura, grampos, placas de titânio e pontos 
falsos
repoicionamento e estabilização das bordas da ferida cirurgica por meio de fios de sutura.
Coroa clínica ou cirurgica
Ligadura
Hemostasia definitiva para grande vasos. Consiste na obliteração da luz de 1 vaso através do uso de fio de sutura 
não reabsorviveis.
Definitivo quando outras manobras não funcionaram. Atua de forma mecânica. Gelfoam, Hemospon e cera para 
osso.
Obturação
Ralizado no trans ou pós (hemostasia temporária). Obrigatório após todos os passos cirurgicos
Eletrocoagulação
Hemostasia definitiva de pequenos vasos sanguíneos, com saída constante de sangue. Usa bisturi eletrônico 
Pinçamento
Hemotasia temporária realizada com pinças, podendo ser associada com eletrocoagulação. Se isoladamente, deve-
se aguardar 8 a 10 min para formação do trombo plaquetário na luz do vaso.
Curetagem
Tamponamento
HEMOSTASIA parar sangramento 
(interromper perda de sangue pela ferida 
cirurgica). Deve ser realizado durante 
todo ato cirurgico.
Osteotomia
Avulsão Retirada total ou parcial de um orgão com emprego de força mecânica. Ex: exodontia
Remoção de tecido ósseo, com finalidade de diagnóstico ou para se promover o acesso cirúrgico ao seu objetivo
Manobra pelo qual remove do campo operatótio formações estranhas, patológicas ou n, ou ainda aquelas decorrentes do ato 
cirúrgico
EXÉRESE manobras de 
remoção de um órgão ou 
parte dele (osteotomia, 
avulsão e curetagem)
Manobra que tem por 
finalidade romper os 
ligamentos dento-
gengivais, com obj de 
expor o colo cirurgico 
dos eleitos dentários, 
para se promover a 
adaptação de forças 
através de fórceps.
Descolar em 
plano único a 
mucosa/ perióstio 
permitindo um 
bom afastamento 
Separação dos 
planos, plano a 
plano, possibilitando 
a aproximação dos 
mesmos no 
momento da sutura. 
Usa sindesmótomo, 
descoladores e 
tesouras.até distal de 1°MI e faz relachante
Winter
DIÉRESE 
Manobras que 
visam o 
acesso o 
objeto 
cirurgico
Manobras Fundamentais de Cirurgia
TIPOS DE INCISÃO Descolamento 
muco -Periostal
Sindesmotomia
Divulsão por planos
Interromper a 
integridade 
tecidual
Wassmunda
Neumann
Apenas sucular, sem relachante
Envelope
Sem acesso alto (pode ter perda estética)
Para 3° M incluso, etc. Desce crita temporal
Incisão sucular (estética pode ser comprometida)
 com uma relachante
2 relachantes e 1 sucular
Semilunar, + comedida. Ex: acesso ao ápce de de dentes
Amplo acesso. Igual a Newmann modificada
Porém sem sucular (trapézio)

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.