A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
PCP

Pré-visualização | Página 1 de 2

PCP
Planejamento: é a função administrativa que determina antecipadamente quais os objetivos a serem atingidos e o que deve ser feito para atingí-los através da otimização de recursos. COMO FAZER, QUANDO FAZER E O QUE SE DEVE FAZER.
CONTROLE: é a função administrativa responsável por medir e corrigir o desempenho para assegurar que os planos sejam realizados da melhor maneira possível, de acordo com o que foi planejado.
O que é estratégia de produção?
São cursos de ações tomadas ao longo do tempo que envolvem altos graus de risco e incertezas.
PMP – Planejamento mestre da produção: Consiste em estabelecer um plano mestre de produtos finais, detalhado a médio prazo, período a período, com base nas previsões de vendas ou nos pedidos já confirmados.
PAP – Planejamento agregado da produção: O planejamento é feito de acordo com o agregado familiar, ou seja, leva-se em consideração a categoria, conjunto dos produtos.
Planejamento da capacidade: Tem como objetivo calcular a carga de cada centro de trabalho para cada período futuro, realizar a identificação de gargalos e estabelecer a programação a curto prazo estimando prazos viáveis de encomenda.
Programação Produção: consiste em estabelecer a curto prazo quanto e quando comprar, fabricar ou montar de cada item necessário à composição dos produtos finais, emitindo suas devidas ordens de compra.
Sequenciamento da produção: tem como objetivo aumentar a utilização dos recursos, reduzir o estoque em processo, reduzir os atrasos no término dos trabalhos.
Administração de estoque: A administração de estoque te um papel importante a cumprir, pois é responsável pela definição do planejamento e controle dos níveis de estoque. Há a necessidade de equacionar os tamanhos dos pedidos/ordens, a forma de reposição e os estoques de segurança do sistema.
Tipos de estoque: Matéria prima, componentes produzidos internamente, produtos acabados, produtos em processo, peças de manutenção, materiais indireto etc.
Principais funções dos estoques: 
Garantir a independência entre etapas produtivas
Permitir uma produção constante
Possibilitar o uso de lotes econômicos
Reduzir os leads time produtivos
Como fator de segurança
Para obter vantagens de preço.
01 -  Dentre as afirmações a seguir qual melhor define a finalidade básica do PCP – Planejamento e Controle da Produção?
A sua finalidade básica do PCP é planejar e controlar a manufatura ou produção em todos os seus níveis, desde a aquisição de insumos ou componentes junto aos fornecedores até a posterior distribuição dos produtos acabados ou semi-acabados aos clientes.
02 -  Um sistema de produção pode ser definido como:
Conjunto de atividades e operações inter-relacionadas envolvidas na produção de bens (caso da indústria) e de serviços
03: Dentre as principais informações gerenciadas pelo Sistema de Planejamento e Controle da Produção podemos citar:
Fluxo de materiais, de pedidos de clientes, de equipamentos e de requisições operacionais.
Demanda:
Longo prazo: No longo prazo, a ausência de efetiva gerência para monitorar e controlar os processos de previsão e planejamento dos negócios pode afetar até mesmo a sobrevivência da organização. O planejamento da expansão (ou não) e o crescimento dos negócios devem se apoiar em estimativas das demandas futuras por serviços, produtos ou grupos de produtos. É sumamente importante antecipar informações sobre onde a capacidade instalada não atende à demanda (ou vice-versa) de forma a planejar a utilização do capital para expansões ou retrações da organização, assim como avaliar se o nível de demanda esperado irá compensar o investimento necessário para atuar em determinado ramo de negócio.
Médio e curto prazo: No médio e curto prazo, negligenciar as previsões pode resultar em não atendimento de pedidos de clientes, serviços mal dimensionados e subutilização de recursos produtivos.
Demanda prevista com decisão: Quando a demanda é prevista com precisão, ela pode ser atendida no tempo e da maneira adequados, satisfazendo os parceiros nos canais logísticos e os clientes finais. Matérias primas e partes componentes podem ser adquiridos de forma programada, serviços logísticos com contratos de longo prazo podem ser estabelecidos com maior segurança, enquanto aquisições no mercado spot podem ser evitadas. Na programação da produção e dos níveis de estoque por produto, previsões de consumo de cada produto são necessárias para específicos períodos de tempo.
Estoques de segurança: Estoques de segurança podem ser melhor dimensionados, com previsões apuradas do nível de consumo por local e por tipo de produto ou serviço.
PREVISÃO:
Assim, em primeiro lugar, a previsão deve ser utilizada para decidir se a demanda é suficiente para justificar a entrada da organização numa determinada região de mercado. Se a demanda existe mas não em nível suficiente para cobrir os custos logísticos do seu produto final, a organização deverá rejeitar a oportunidade.
Modelo de previsão: na escolha do modelo de previsão, deve-se considerar aspectos como o horizonte da previsão, disponibilidade de dados, precisão necessária e disponibilidade de recursos. São divididas em dois: Qualitativas e quantitativas.
Técnicas Qualitativas: privilegiam dados subjetivos, e são baseadas na opinião e no julgamento de pessoas experientes. Utiliza-se essa técnica quando há tempo de coletar e analisar dados de demandas passadas, ou quando do lançamento de produtos que não há demandas anteriores.
Técnicas Quantitativas: Consistem em analisar os dados passados de forma objetiva, empregando modelos matemáticos para a projeção da demanda futura.
Técnicas de projeção: são aquelas que admitem que o futuro será repetição do passado, ou as demandas evoluirão no tempo, segundo a mesma lei observada no passado. As técnicas baseadas em correlações procuram explicar as vendas do passado mediante leis que relacionam as mesmas com outras variáveis cuja evolução é conhecida como previsível.
Técnicas de previsão: baseadas em série temporais ou projeções são mais simples de se utilizar. Basicamente, o modelo é construído à partir da análise da curva de demanda construída, onde esta pode revelar tendências, as sazonalidades, e também variações irregulares. As tendências consistem em movimentos graduais que ocorrerão ao longo do prazo. As sazonalidades são períodos cíclicos onde determinados eventos, como clima ou férias escolares afetam a demanda.
01 -  O PCP é responsável pela coordenação e aplicação dos recursos produtivos, de forma a atender da melhor maneira possível os planos estabelecidos nos seguintes níveis:
Estratégico, tático e operacional
Demanda dependente:
Matérias primas
Peças para montagem
Demanda Independente:
Produtos acabados
Peças e matérias de reposição
Gestão De Estoque
Tipos de custos de estoque:
Custo do item (preço unitário)
Custo do pedido (CP): Manutenção da área de compras (aluguel, pessoas, despesas de escritório)
Custo de transporte da mercadoria
Custo de inspecionar a mercadoria
Custo unitário de manutenção: custo de capital e custo de armazenagem
Custo de falta de estoque.
Gestão de estoque ineficiente resulta em:
Faltas frequentes de materiais
Falta de espaço para a armazenagem
Baixa rotatividade dos estoques
Grande número de compras urgentes
Flutuação do capital de giro
Atritos frequentes intersetoriais
Tempo de ressuprimento – TR
Tempo decorrido entre a emissão do pedido de compra e a efetiva chegada em almoxarifado
Ponto de ressuprimento – PR
Quantidade existente em estoque que garanta a continuidade da operação, enquanto aguarda-se a chegada do lote de compra.
PR =(C x TR)+ ES
C= custo, TR= Tempo Ressuprimento, ES= Estoque segurança.
Cálculo de reabastecimento onde comprar?
PR= D.LT
D= Demanda , LT = Lead Time
Lead Time: Tempo decorrido desde a colocação de um pedido de ressuprimento até que o material esteja disponível para utilização.
Estoques de Segurança
São projetados para absorver as variações na demanda durante o tempo de ressuprimento, ou variações no próprio tempo de ressuprimento,