Aula 6
5 pág.

Aula 6


DisciplinaRotinas de Administração de Pessoal (folha)557 materiais3.291 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ROTINAS DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL
AULA VI
RECISÃO DE CONTRATO, VERBAS RESCISÓRIAS; BASES DA RESCISÃO. FORMULÁRIO TRCT. CÁLCULO DE RESCISÃO
Aviso Prévio
Consiste na obrigação que tem quaisquer das partes, no contrato de trabalho por prazo indeterminado, de notificar a outra de sua intenção de romper o vínculo contratual, em data futura e certa.
Aviso Prévio Proporcional
A Lei nº 12.506, de 11 de outubro de 2011, instituiu o aviso prévio proporcional ao tempo de serviço para o empregado que é demitido sem justa causa. Portanto, não se aplica ao trabalhador que pede demissão ou é demitido por justa causa. Para cada 1 ano trabalhado o empregado terá direito a 3 dias limitados a 60 dias. Sendo assim, a totalidade do aviso prévio será de no máximo 90 dias, sendo 30 dias pelo que determina o artigo 487 da CLT mais 60 dias da lei 12.506. Ex. Menos de 1 ano - 30 dias 20 anos ou mais-90 dias
1 ano - 33 dias
2 anos - 36 dias
3 anos- 39 dias
Aviso Prévio Indenizado
Quando uma das partes, empregador ou empregado, paga, à outra parte, o valor relativo à remuneração deste período, por seu não cumprimento.
Aviso Prévio Trabalhado
Quando o empregado cumpre o período trabalhando normalmente, ainda que, neste período, tenha a prerrogativa de reduzir em 2 horas a jornada diária ou ausentar-se 7 dias corridos.
Sem justa causa por iniciativa do empregador, com aviso prévio indenizado, com mais de um ano de serviço: Quando o empregador comunica ao empregado seu desligamento da empresa, dispensando-o de continuar trabalhando a partir do comunicado. A empresa terá dez dias corridos, contando o dia do aviso, para proceder aos processos da rescisão, efetuar o pagamento do valor devido e homologar a rescisão no sindicato ou no Ministério do Trabalho.
Sem justa causa por iniciativa do empregador, com aviso prévio trabalhado, com mais de um ano de serviço: Quando o empregador comunica ao empregado seu desligamento da empresa e exige o cumprimento do aviso prévio, o empregado tem a prerrogativa de ausentar-se 7 dias ou reduzir sua carga horária diária em 2 horas durante a vigência do aviso. A empresa no período do aviso prévio, agilizará os processos da rescisão e efetuará o pagamento do valor devido 1 dia após o término do aviso prévio e fará a homologação da rescisão no sindicato ou no Ministério do Trabalho.
Por término do contrato de experiência: Quando o contrato se encerra pelo prazo acordado entre o empregador e o empregado. Neste caso, não existirá o Aviso Prévio de quaisquer das partes, pois, quando o contrato de experiência foi iniciado, tanto empregador quanto empregado sabiam da data de seu término. A empresa deverá proceder ao pagamento do valor da rescisão em suas próprias dependências, não havendo necessidade de homologação.
TERMO DA RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO
Trata-se do formulário que reúne as informações necessárias para o cálculo e homologação da rescisão. Os campos IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR e IDENTIFICAÇÃO DO TRABALHADOR são autoexplicativos. Dados do contrato: 
\u2022Remuneração para fins rescisórios: preencher este campo com o valor da remuneração que servirá de base para calcular os valores de férias e 13º salário; além da remuneração básica, como salário, poderão ser incluídos valores adicionais, como média de horas extras, valores fixos pagos além do salário (gratificação de caixa, por exemplo) etc.;
\u2022Data do afastamento: último dia trabalhado pelo empregado;
Discriminação das verbas rescisórias.
	Causa do afastamento
	Saldo salário
	Férias proporcionais 1/3
	Férias vencidas 1/3
	13º salário
	Aviso prévio
	Multa 40% FGTS
	Sem justa causa
	- 1 ano
	SIM
	SIM
	NÃO
	SIM
	SIM
	SIM
	+ 1 ano
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	Pedido de demissão
	- 1 ano
	SIM
	SIM
	NÃO
	SIM
	NÃO
	NÃO
	+1 ano
	SIM
	SIM
	SIM
	SIM
	NÃO
	NÃO
	Término do contrato de experiência
	
90 dias
	SIM
	SIM
	NÃO
	SIM
	NÃO
	NÃO
	Com justa causa
	- 1 ano
	SIM
	NÃO
	NÃO
	NÃO
	NÃO
	NÃO
	+ 1 ano
	SIM
	NÃO
	SIM
	NÃO
	NÃO
	NÃO
CÁLCULO DA RESCISÃO
	Definimos os valores que participarão do cálculo:
Seguiremos o modelo adotado para cálculo do contracheque/holerite de pagamento, onde:
Saldo de Salário: Dividir o salário por 30 e multiplicar pelo número de dias trabalhados até o dia do desligamento. Em se tratando de Comissões, o valor das comissões percebidas entre o último dia de comissão paga no último contracheque e o último dia trabalhado, acrescido do D.S.R. Correspondente;
Aviso Prévio: Valor correspondente à Remuneração para Fins Rescisórios; 
13º Salário Proporcional: Dentro do ano calendário (01 de janeiro a 31 de dezembro), determinar a quantidade de meses com 15 ou mais dias trabalhados, entre 01 de janeiro e o último dia trabalhado. O valor do 13º Salário Proporcional será obtido dividindo-se a Remuneração para Fins Rescisórios por 12 e multiplicando-se pela quantidade de meses. 
Observação: Caso o empregado tenha recebido algum valor a título de Adiantamento de 13º Salário, este valor será descontado na rescisão, tendo incidência só para FGTS; 
13º Salário Indenizado: Em virtude do Aviso Prévio \u201cestender\u201d os direitos do empregado por mais 30 dias, o empregado terá direito a mais um avo de 13º Salário, ou seja, o valor do 13º Salário Indenizado é obtido dividindo-se a Remuneração para Fins Rescisórios por 12 e multiplicando por 1;
Férias Vencidas: Trata-se do pagamento de férias cujo Período Aquisitivo foi cumprido integralmente pelo empregado e a empresa não concedeu o descanso das férias antes do desligamento. Neste caso, o valor a ser pago a título de Férias Vencidas será o valor da Remuneração para Fins Rescisórios mais 1/3 deste valor;
Férias Proporcionais: Trata-se do pagamento de férias cujo Período Aquisitivo não foi cumprido integralmente pelo empregado. Neste caso, o valor a ser pago a título de Férias Proporcionais será o valor da Remuneração para Fins Rescisórios dividido por 12 vezes a quantidade de meses com 15 ou mais dias trabalhados, entre o início do último período concessivo e o último dia considerado de direito do empregado, ou seja, até o dia resultante da projeção dos 30 dias do aviso prévio, sendo cada mês iniciando no dia da admissão.
	Definimos as bases de cálculo:
Na rescisão, teremos 5 bases (e não 3, como no contracheque), a saber:
	Base INSS;
	Base FGTS;
	Base INSS 13º Salário;
	Base IRRF 13º Salário
Como podemos observar, as 2 bases adicionais são relativas aos valores de 13º Salário; os valores pagos na rescisão relativos ao 13º Salário, como têm todas as incidências, irão ser lançados na Base INSS 13º Salário, na Base FGTS e na Base IRRF 13º Salário. Os valores relativos às férias pagas em rescisão \u2013 Vencidas e Proporcionais \u2013 não têm nenhuma incidência, portanto não participarão do cálculo das bases.
3. Calculamos cada um dos valores: INSS, INSS 13º Salário, Depósito FGTS, IRRF e IRRF 13º Salário;
4. Calculamos o \u201ccontracheque/holerite de rescisão\u201d e lançamos todos os valores no TRCT, finalizando o cálculo.
Considere um empregado com salário de R$2.327,00, cuja admissão foi em 15/05/2010. Este empregado entraria de férias a partir de 11 de setembro de 2011, com 20 dias de duração, e sem ocorrências de faltas injustificadas. Foi demitido sem justa causa, por iniciativa do empregador, com aviso prévio indenizado, no dia 09/09/2011. Não tem dependentes de Salário Família e tem um dependente de Imposto de Renda.
Seu período aquisitivo já cumprido foi de 15/05/2010 a 14/05/2011 e seu período Concessivo de 15/05/2011 a 14/05/2012.
Não recebeu valores adicionais ao salário, nem horas extras nos últimos dois anos; tendo recebido, no pagamento de junho de 2011, um Adiantamento de 13º Salário no valor de R$1.163,50 (50% de sua remuneração). Portanto, a remuneração para Fins Rescisórios será de R$2.327,00.
Neste tipo de rescisão, os direitos do empregado são: Saldo de Salário, Aviso Prévio, 13º Salário Proporcional e Indenizado, Férias Vencidas