A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
dieto 2

Pré-visualização | Página 1 de 1

28/02/2018
1
Cirrose hepática
• Aumento na 
formação de 
tecido fibroso
• Rompimento da 
estrutura hepática 
normal e perda da 
função hepática
• Compressão do 
fluxo de sangue, 
linfa e bile através 
do fígado
• Fornecimento 
deficiente de 
O2, nutrientes e 
outras 
substâncias 
produzidas no 
fígado (bile, 
bilirrubina)
 Doença hepática crônica oriunda de necrose e regeneração 
difusa do fígado.
Cirrose hepática
28/02/2018
2
Cirrose hepática
Fígado normal Fígado cirrótico
Cirrose hepática
Fisiopatologia
28/02/2018
3
Cirrose hepática
- Classificação etiológica
• Consumo crônico de álcool
• Hepatite viral
• Drogas
• Substâncias tóxicas
• Colestase prolongada
• Cirurgia de derivação intestinal
Cirrose hepática
- Testes Funcionais
↑ Bilirrubina
↓ PTN totais 
e fibrinogênio
↓ tempo de 
protrombina
↓ Ureia
↑ TG séricos 
e colesterol
↑ TGO (AST), 
TGP (ALT), FA
↓ albumina
28/02/2018
4
Complicações
Cirrose hepática
Complicações
Cirrose hepática
28/02/2018
5
Complicações - externas
Cirrose hepática
ASCITEGINECOMASTIA
Complicações - externas
Cirrose hepática
28/02/2018
6
Hipertensão portal
Cirrose hepática – complicações internas
• Obstrução do fluxo de sangue no sistema venoso 
portal no fígado, por pressão anormal sobre os vasos
• Pode resultar em varizes no TGI 
– Sangramentos frequentes
➢ 70% da oxigenação hepática
➢ Fluxo de 1 a 1,2 l/min
➢ Síntese e metabolismo 
➢ Defesa contra toxinas
Hipertensão portal
Cirrose hepática – complicações internas
Importância do 
sistema porta
28/02/2018
7
Hipertensão portal - fisiopatologia
Cirrose hepática – complicações internas
Hipertensão portal
Cirrose hepática – complicações internas
❖ varizes esofágicas
❖ Melenas (Gastropatia)
❖ Hemorroidas
❖ Ascite
❖ Veias abdominais dilatadas
Consequências:
28/02/2018
8
Ascite
Cirrose hepática – complicações internas
Ascite
Cirrose hepática – complicações internas
28/02/2018
9
Ascite
Cirrose hepática – complicações internas
Ascite
Cirrose hepática – complicações internas
28/02/2018
10
Esplenomegalia
Aumento da capacidade 
de reter e armazenar 
células sanguíneas 
aumenta (eritrócitos, 
leucócitos, plaquetas). 
 Consiste no aumento do volume do baço decorrente do
aumento na pressão venosa.
Levando a anemia, 
leucopenia e 
plaquetopenia
Cirrose hepática – complicações internas
S
ín
d
ro
m
e
 H
e
p
a
to
rre
n
a
l↓TFG
• eleva a creatinina no 
sangue ou pela 
diminuição de sua 
depuração na urina
28/02/2018
11
Encefalopatia Hepática
 Síndrome de atividade mental prejudicada, distúrbios
neuromusculares e alteração de consciência devido ao excesso de
produtos tóxicos provenientes da alimentação e do próprio fígado,
que deveria eliminá-las.
Fisiopatologia da encefalopatia 
Hepática
Neurotoxina
28/02/2018
12
Encefalopatia Hepática
• Causa (não há consenso):
Hipóteses:
➢Amônia: Fígado incapaz de converter a amônia
em uréia – tóxica para o cérebro;
➢Neurotransmissor Alterado: Desequilíbrio de
aminoácidos (AA).
CÉREBRO - altos níveis de aa aromáticos - AAA –
(fenilalanina, triptofano e tirosina) levam à
formação de falsos neurotransmissores
(octopamina, feniletalonamina)
SNC
GLI
BCAA
TRY
GLI
BCAA
TRY
GLI
• O que pode desencadear:
– neurotoxinas e fatores diversos, 
como o edema
cerebral, o tônus GABAérgico
Desequilíbrio de zinco e/ou 
manganês, Hemorragias GI, 
uremia, infecçãohiperglicemia ou 
hipoglicemia…
Fisiopatologia da Encefalopatia 
Hepática
Paracenteses
(alívio ou diagnóstico)
↓
Diarreia e vômitos
↓
Distúrbios metabólicos e 
hidroeletrolíticos
↓ Função dos hepatócitos
↓
↓ Detoxificação hepática
↓
↑ Toxinas na circulação
↓
Anormalidades metabólicas no SNC
ENCEFALOPATIA 
HEPÁTICA
↓ Níveis de AACR
↑ Níveis de AAA
↓
Produção de falsos 
neurotransmissores
↑ Síndrome de amônia renal
↑ 
↓ Perda de potássio na urina
↑
Alcalose metabólica
↑
Uso de diurético
↑ Plasmáticos de amônia, 
ácidos graxos de cadeia curta 
e mercaptanas
↑ Captação pelo SNC
↑ 
↑ amônia e compostos 
nitrogenados
↑
Sangramento gastrointestinal
Ingestão de PTN 
excessiva
↓
↑ Substâncias 
nitrogenadas
28/02/2018
13
Estágios de encefalopatia 
hepática
Grau Sintomas
I Confusão leve, agitação, irritabilidade, distúrbio do sono, atenção diminuída, 
tremor e escrita alterada
Confusão metal moderada e oscilações de humor
II Letargia, desorientação, tontura, fala arrastada, redução do tônus muscular
Alterações na personalidade, comportamento alterado, redução da memória, 
oscilação do humor
III Sonolência despertável, fala incompreensível, confusão mental grave, 
agressão quando acordado, rigidez muscular
Paranóia e delírios
IV Pupilas dilatadas
Coma
Perda da consciência
Critérios de West-Haven
Encefalopatia Hepática
Estágio 1:
Confusão mental
Agitação
Irritabilidade
Distúrbio do sono
Déficit de atenção
Estágio 2:
Letargia
Desorientação
Comportamento 
impróprio
Sonolência 
Estágio 3:
Sonolência mas responde à 
solicitação
Confuso
Comportamento agressivo
Estágio 4:
Coma 
28/02/2018
14
Icterícia Obstrutiva
Desnutrição
DESNUTRIÇÃO
✓ Ingestão oral inadequada;
✓ Anorexia:
✓ Saciedade precoce (ascite);
✓ Náusea; 
✓ Vômito;
✓ Restrições dietéticas (sódio);
✓Má digestão;
✓Má absorção (esteatorréia);
✓Metabolismo anormal dos macro e micronutrientes;
28/02/2018
15
Desnutrição X Alcoolismo
Alterações metabólicas nas hepatopatias
x
CARBOIDRATOS
•Hiperglicemia e int. à glicose (na ingestão de etanol)
•Aumento glucagon, resistência a insulina, aumento de TNF e IL-1, redução de
IGF- 1 e na capacidade de armazenamento de glicogênio
• degradação da insulina, aumenta resist. à insulina
LIPÍDIOS
•   oxidação e  oxidação periférica
• Esteatose pela  da síntese Apo,  lipogênese
•  síntese sais biliares (má-absorção de gorduras)
• Aumento da lipólise - hiperlipidemia
28/02/2018
16
PROTEÍNAS
•  síntese albumina, fatores de coagulação
(hemorragias) - hipoalbuminemia, aumento do
catabolismo
•  síntese de uréia (aumento de amônia)
•  conc. aa ramificados (Leu, Val, Iso) no plasma,
visto que estes são captados do músculo ( da
insulina e  captação pelo fígado)
•  conc. aa aromáticos (Phe, Thy, Tri) no plasma,
pela  da captação no fígado
•  síntese de colágeno e auto-anticorpos - fibrose
hepática
• Oxidação da leucina nos músculos
•  Síntese de falso neurotransmissores (octopamina
e feniletanolamina – dopamina e norepinefrina)
Alterações metabólicas nas hepatopatias
O gasto energético é bastante variável. Porém quando relacionado à massa
magra, este gasto é superior ao normal.
Alteração no Metabolismo Energético
Deficiências de vitaminas e
minerais prevalecem nas
disfunções hepáticas, sobretudo
qdo a etiologia for de origem
alcoólica
Alteração no Met. de Micronutrientes
Alterações metabólicas nas hepatopatias
28/02/2018
17
•  sais biliares reduz a absorção de vitaminas lipossolúveis
• Inadequada ingestão de vitaminas e minerais devido álcool
• Vitaminas A e D tem redução sérica em até 50%
•  Vit. A
• Deficiência de vitamina D, redução da hidroxilação
• Deficiência de Zn, ácido fólico, selênio, cálcio, ferro
Alteração no Met. de Micronutrientes
Alterações metabólicas nas hepatopatias
Deficiências nutricionais
Atividade casa – DITEN, 2011.
Terapia Nutricional nas Doenças Hepáticas
Crônicas e Insuficiência Hepática