A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Pedagogia Trabalho de conclusao de curso TCC

Pré-visualização | Página 1 de 5

1
� PAGE \* MERGEFORMAT �15�
EDUCAÇÃO INFANTIL: EXPRESSÃO ATRAVÉS DAS ARTES PLÁSTICAS 
DEBORTOLI, Marizelda Gomes �
RU: 931687
BANDEIRA, Liana ² 
RESUMO
O presente estudo aborda o tema: a arte na educação infantil e seus principais objetivos são: buscar conhecimentos a cerca do valor das artes plásticas na educação infantil como expressão de sentimentos, refletir sobre a contribuição da arte para a formação integral das crianças da educação infantil, compreender a criança como sujeito dotado de direitos e constituída por diversas maneiras de ver sentir e agir exercitando o máximo de linguagens expressivas à cerca da sua produção artística e sensibilização para o belo. Utiliza-se da pesquisa bibliográfica descritiva. As obras analisadas de vários autores forneceram suporte básico para a realização do objetivo proposto. Os principais autores que fundamentam este estudo são: Albinati (2009), Barbieri (2012) Craidy e Kaercher (2001), Cunha (1999) e Ferraz (2001). Optou-se por esta técnica de pesquisa por possibilitar uma ampla dimensão teórica da análise realizada, para o cumprimento dos objetivos desta pesquisa, tem como justificativa o fato da temática proporcionar prazer e possibilidades de trabalhar de forma lúdica e criativa. A questão problema do estudo fica à cerca de descobrir qual a importância das artes plásticas para a formação da criança na educação infantil? Ao longo das leituras e estudos realizados foram surgindo as seguintes categorias: 2.1 O ensino da arte no Brasil: breve histórico reflexivo; 2.2 Educação infantil definindo termos; e Artes plásticas na educação infantil o que fazer? Sabe-se que todo ser humano culturalmente produz ou convive com manifestações artísticas inseridas em seu meio, e, no entanto nem sempre tais obras são apreciadas, valorizadas ou caracterizadas como arte, mesmo fazendo parte de sua identidade. A pesquisa colabora para o desenvolvimento de um pensamento critico, ampliando conceitos e entendimentos a partir padrões encontrados no decorrer do estudo sobre as artes plásticas na educação infantil. 
 
Palavras – chave: Criança. Educação infantil. Artes plástica
1 INTRODUÇÃO
O cotidiano das escolas de educação Infantil é permeado por práticas expressivas com linguagens artísticas. Essas linguagens são instrumentos de comunicação usuais na ação da criança sobre o mundo e no fazer pedagógico do professor. O trabalho com a arte na educação infantil ajuda cada criança a descobrir como é seu mundo de invenções, abrir a porta para novos conhecimentos e assim, aprender a imaginar e fazer. 
Este artigo tem como tema: a arte na educação infantil e seus principais objetivos são: buscar conhecimentos a cerca do valor das artes plásticas na educação infantil como expressão de sentimentos refletir sobre a contribuição da arte para a formação integral das crianças da educação infantil, compreender a criança como sujeito dotado de direitos e constituída por diversas maneiras de ver sentir e agir exercitando o máximo de linguagens expressivas à cerca da sua produção artística e sensibilização para o belo. 
Esta pesquisa centraliza-se na necessidade de investigar a produção teórica sobre o ensino das artes plásticas na educação infantil e buscar subsídios que justifiquem a importância de formar para a sensibilidade artística através da expressão infantil. A questão problema desta pesquisa é descobrir qual a importância das artes plásticas para a formação da criança na educação infantil? 
 	A metodologia utilizada foi de pesquisa bibliográfica descritiva. As obras analisadas de vários autores forneceram suporte básico para a realização do objetivo proposto. Os principais autores que fundamentam este estudo são: Albinati (2009), Barbieri ( 2012) Craidy e Kaercher ( 2001) , Cunha(1999) e Ferraz (2001). 
Optou-se por esta técnica de pesquisa por possibilitar uma ampla dimensão teórica da análise realizada, para o cumprimento do objetivo desta pesquisa.
Esta pesquisa está dividida em três subtítulos denominados: O ensino da arte no Brasil: breve histórico reflexivo, Educação Infantil: Definindo Termos e Artes Plásticas na Educação infantil o que fazer? 
A arte é uma maneira de brincar no mundo, pensar o mundo, de estar no mundo de se comunicar. Desse ato de brincar por meio do ensino da arte, conduz a criança a vivenciar-se, perceber-se e reconhecer-se, estimulando a sua natureza, elevando a autoestima, e fazendo com que reconheça o seu valor. 
Sabe-se que todo ser humano culturalmente produz ou convive com manifestações artísticas inseridas em seu meio, e, no entanto nem sempre tais obras são apreciadas, valorizadas ou caracterizadas como arte, mesmo fazendo parte de sua identidade.
Na educação infantil o lúdico permeia todas as atividades da criança no instante em que está criando um desenho, toda a sua imaginação está voltada para aquela ação. Muitas vezes o ato de desenhar vem acompanhado por sons e movimentos corporais nos quais a criança integra suas percepções a cerca daquela criação. Portanto, é importante permitir este espaço e tempo de organização da criança ao sistematizar suas fantasias.
	Nesse aspecto, a função da escola é primordial, que por meio do conhecimento, da análise, da apreciação e do fazer arte, promove essa alfabetização estética, que possibilitará a leitura dos alunos a diferentes códigos culturais.
2 EDUCAÇÃO INFANTIL: EXPRESSÃO ATRAVÉS DAS ARTES PLÁSTICAS 
2.1 O ENSINO DA ARTE NO BRASIL: BREVE HISTÓRICO REFLEXIVO 
Sabe-se que a arte acompanha desde muito cedo, o processo de evolução da humanidade, e surge inserida nos mais diversos contextos. Para melhor compreendê-la é importante conceituar a palavra “arte”.
Arte significa não saber que o mundo já é e fazer um. Não destruir nada que se encontra, mas simplesmente não achar nada pronto. Nada mais que possibilidades. Nada mais que desejos. E de repente, ser realização, ser versão, ter sol sem que se fale disso, involuntariamente. Nunca ter terminado nunca ter o sétimo dia. Nunca ver que tudo é bom. Insatisfação é juventude. ( RILKE, 2007, p 14) 
Para a teoria da expressão, a arte é algo feito pelo homem e expressa as suas emoções. 
Zagonel (2008) diz que a tarefa de tentar definir a arte gera discussões intermináveis, motivo este de não haver uma definição abrangente ou precisa o suficiente. Tal palavra costuma ser usada com diferentes significados: a arte de executar bem alguma tarefa, a arte de preparar algo ou de dominar alguma técnica, ou pode ser usada corriqueiramente e popularmente para definir quando a criança está inventando algo diferente: “Essa criança esta fazendo arte”.
De acordo com inúmeros estudos sobre o ensino da arte observa-se que o Brasil tem o péssimo hábito, de praticar ações, simplesmente porque os países do primeiro mundo assim o fazem. A exemplo disso, o ensino da arte na Europa. Em que somente tinha acesso ao ensino das artes, os filhos da nobreza (elite). Deste modo, era privilégio de poucos. 
Em 1826 conforme afirma Santos (2006) Com a criação da academia imperial de belas artes, no Rio de Janeiro instalou-se oficialmente no país, o ensino artístico, seguindo o modelo europeu. O desenho passou a ser matéria obrigatória nos anos iniciais de estudo passou a ser considerada a base para todas as artes. 
No processo histórico do ensino de artes nas escolas brasileiras ocorreram algumas mudanças terminológicas, em que diferentes nomenclaturas foram utilizadas para designar o campo do saber articulado entre arte e ensino.
Tais nomeações sempre estiveram vinculadas às concepções sobre a educação, abordagens pedagógicas e a relevância do ensino de artes presentes em determinados momentos da história.
 Essa área do conhecimento, que atualmente denomina-se Artes, iniciou-se com a proposta “Educação Através da Arte”, difundida no Brasil em 1948 a partir das ideias do filósofo inglês Hebert Read. Tal proposta era um movimento educativo e cultural dentro dos moldes do pensamento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.