Buscar

Resumo-FUNDAMENTOS BIOLÓGICOS DO COMPORTAMENTO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

BRAGHIROLLI, Elaine Maria; Guy Paulo Bisi; Luiz Antonio Rizon e Ugo Nicoletto. Psicologia Geral. 30ª ed. – Petropólis, RJ: Vozes, 2010.
FUNDAMENTOS BIOLÓGICOS DO COMPORTAMENTO.
O conhecimento da base orgânica do homem é de fundamental importância para se compreender seu comportamento. O estudo dessa base chama-se Psicologia Fisiológica, que estuda as mudanças que ocorrem no organismo humano e que levam, a alterações no comportamento. Estuda também a maneira como reage a situações psicológicas como emoções, percepções e etc. Através dos estudos nesta área, observamos a interação contínua entre eventos psicológicos e fisiológicos. Três mecanismos são fundamentais para a compreensão do comportamento:
1) Mecanismo receptor: órgãos dos sentidos, cuja função é captar estímulos do meio. Aqui levamos em consideração quais os estímulos percebidos pelo indivíduo através da atenção, pois muitos estímulos passam despercebidos. Os órgãos dos sentidos não captam todos os estímulos ao redor do organismo. Exemplo de aparelhos criados para permitir ao homem ampliar sua capacidade receptora natural, são o telescópio, rádio e o microscópio.
2) Mecanismo efetor: músculos e glândulas que reagem aos estímulos captados. Diante dos vários estímulos ambientais, o indivíduo reage e adapta-se ao meio através de músculos e glândulas que são ativados pelo sistema nervoso. Assim o indivíduo permite respostas reflexas ou mais elaboradas como falar, escrever, correr e outras.
3) Mecanismo conector: sistema nervoso que estabelece a conexão entre o receptor e o efetor.
No Sistema Nervoso Central, a medula espinhal é uma via condutora de estímulos e respostas. O encéfalo regula a circulação, respiração e locomoção; coordena atividades relacionadas ao equilíbrio e a postura, o hipotálamo exerce influência sobre o apetite, expressão corporal da emoção e funções reprodutoras. O cérebro dirige todas as atividades sensoriais e motoras e é responsável pelo exercício do raciocínio e inteligência. 
Técnicas de Estudo do Cérebro:
1) Anatômicas – identificar as estruturas do cérebro e relações entre elas.
2) Desenvolvimento – comparação entre estrutura cerebral e o comportamento.
3) Técnica da Remoção – remover ou lesionar partes do cérebro e estudar o comportamento anterior e posterior à lesão.
4) Técnica de Estimulação – elétrica ou química permite o mapeamento e informações sobre o cérebro.
5) Técnica do Registro Elétrico – usando o eletroencefalógrafo, amplia e registra as minúsculas correntes elétricas que se dão no cérebro.
6) Técnicas do Registro por Microeletrodos – implantando eletrodos minúsculos, monitora a atividade neural e determina funções e estruturas.
O córtex coordena e controla as atividades mais superiores e se relaciona com as funções sensoriais e motoras, determinando movimentos e impulsos que formam a sensibilidade do corpo em geral.
Ao estudarmos o comportamento humano precisamos estar atentos aos aspectos biológicos, pois qualquer alteração nestes mecanismos irá alterar, e às vezes muito significativamente, o comportamento do ser humano.

Outros materiais