A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ´TEORIA E PRÁTICA aula 1 a 10

Pré-visualização | Página 1 de 10

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL : TEORIA E PRÁTICA
Aula 1: EDUCAÇAÕ PROFISSIONAL E O CONTEXTO ECON. E POLÍT.
* . A globalização econômica trouxe uma nova realidade para os países: o conceito de Estado-Nação vem perdendo força. Ou seja, o intercâmbio econômico e social são a tônica desse final de centúria. Na globalização o mundo é considerado uno. As ciências sociais exigem respostas!
* Escola da Regulação Francesa: recusa de uma visão quantitativo-contábil da acumulação capitalista. 2 conceitos fundamentais: egime de acumulação e modo de regulação. O regime de acumulação seria, (...) um determinado modo de transformação e compatível de normas de produção de distribuição e de uso. Esse regime assenta-se sobre princípios gerais de organização do trabalho e de uso das técnicas que constituem um paradigma tecnológico". O modo de regulação compreenderia uma superestrutura, onde se daria a consolidação dos mecanismos sociais e jurídicos, para o funcionamento do regime de acumulação.
* Fordista aliou-se ao regime Taylorista; diferenciavam-se apenas pela ideia de que a produção de massa significativa gerava um consumo de massa também significativo.
* 1914 = Ford estabelece o dia de trabalho em 8 horas e a recompensa de cinco dólares para os trabalhadores de sua linha de montagem automática. O Fordismo consolida-se. Propunha uma sociedade baseada no consumo de massa e, para isso, deveria haver condições para tal. A linha de montagem automática facilitaria o aumento da produtividade, do lazer e, consequentemente, do consumo. Ford acreditava que um poder corporativo poderia regulamentar a economia como um todo.
*Capitalismo: contradição nas relações. 
* KEYNESIANISMO : O Estado teve que assumir novos (keynesianos) papéis e construir novos poderes institucionais; trabalho organizado, o grande capital corporativo e a nação-Estado, e que formou a base do poder da expansão do pós-guerra.
* Características do Fordismo como modo de regulação: 1.Estabiliza as convenções coletivas e a legislação. 2. Facilita a subcontratação de empresas para tarefas especializadas. 3. Mantém o controle da moeda pelo Banco Central. 4. O Estado tem participação importantíssima na regulação econômica.
*O Fordismo se consolidou nos países desenvolvidos de maneira desigual. O dólar passou a ser moeda-reserva mundial, configurando a supremacia norte-americana. EUA ajudou a estabelecer o fordismo nos países desenvolvidos da Europa antes da 2° G.M. , deslocando os seus excedentes produtivos.
*FORDISMO NOSEUA: o grande contingente de trabalhadores nas fábricas trazia o perigo de um aumento do poder da classe. Para eliminar tal possibilidade, a burguesia direcionou uma política de ataques ao movimento sindical sob o argumento de “aparelhamento comunista” dos sindicatos.
*A CRISE DO FORDISMO (COMEÇO DE 1960) = a produtividade passou a ser capitaneada pelo taylorismo e o poder de aquisição do povo cresceu em um sentido bem acelerado e, consequentemente, as taxas de lucros caíam. Nesta mesma ocasião, a Europa Ocidental e o Japão se recuperaram e suas economias geravam novas exportações. A competição internacional acirrava-se, com a inclusão da América Latina e dos países do sudeste asiático, ocasionando a queda do dólar; SOLUÇÃO = DEMISSÃO! Crise do petróleo só piorou o quadro!
* A recessão de 1973, exacerbada pelo choque do petróleo, evidentemente retirou o mundo capitalista do sufocante torpor da estagflação. Décs. De 70 e 80 foram um conturbado período de reestruturação econômica e de reajustamento social e político. Surgirá um regime de acumulação inteiramente novo, associado com um sistema de regulamentação política e social bem distinta".
* Acumulação flexível = Contrasta com a rigidez do Fordismo. Ela se apoia na flexibilidade dos processos de trabalho, novos mercados de trabalho, dos produtos e padrões. Caracterizam-se pelo surgimento de setores de produção inteiramente novos, novas maneiras de fornecimento de serviços financeiros, novos mercados e, sobretudo, taxas altamente intensificadas. Vasto movimento no emprego do chamado “setor de serviços”, bem como conjuntos industriais completamente novos em regiões até então subdesenvolvidas.
* Terceira Revolução Industrial, ou a Revolução Tecno-científica= Fundamentou o início do pós fordismo.
* O fordismo elevou o investimento per capita .O trabalho rígido foi substituído por trabalho flexível ajudando a consolidar esse processo.
AV. APREND.
1 = Quanto ao Estado de Bem Estar Social, é correto afirmar que:
(X) É uma política governamental onde o Estado se encarrega da promoção social. Cabe ao Estado garantir os serviços públicos e segurança a população
2= Segundo Deluiz (2004), num contexto de globalização econômica e de novas formas de organização da produção e do trabalho pode-se afirmar que: 1)A divisão técnica do trabalho ficou menos evidenciada e o trabalho em equipe passou a substituir o trabalho individualizado; 2) As tarefas do posto de trabalho e o trabalho individualizado foram anuladas pelas funções polivalentes, nas chamadas ilhas de produção; 3) O trabalho torna-se cada vez mais abstrato , mais intelectualizado, mais autônomo, coletivo e complexo; 4) O avanço tecnológico interfere muito pouco nessa nova formatação do trabalho e nas novas exigências postas ao trabalhador; 5) O trabalho repetitivo e prescrito dá lugar a um trabalho de arbitragem, de tomada de decisão e resolução de problemas.
(X) Apenas as alternativas 1, 2, 3 e 5 estão corretas.
3= O fordismo utiliza os princípios tayloristas na produção em larga escala, instituindo as linhas de montagem. Entre estes princípios estão a: 
I) separação entre concepção e execução no processo de trabalho
II) cada tarefa corresponde um posto de trabalho
III) valorização do fator humano
IV) busca de aumento da produtividade
 
Assinale a opção correta: (X) apenas as alternativas  I,  II e IV são verdadeiras
4= Analise o texto não verbal e o texto verbal como pontos de partida para a atribuição de sentidos .( Cara na fábrica da Coca-Cola). A partir da leitura empreendida, você diria se tratar de um sistema de produção:
(x) Para dar conta do consumo de massa
5= As transformações atualmente em curso nos cenários econômico, político e social têm sido analisadas por diferentes correntes do pensamento teórico. Entre elas se destaca a interpretação da Escola de Regulação Francesa que tem como principais defensores Aglietta e Coriat. A partir da linha de pensamento da Escola de Regulação Francesa, assinale os conceitos defendidos pela mesma:
(x) O capitalismo para esta Escola pode ser considerado como um sistema que tem algumas leis de movimentação. É um sistema de precisa crescer, se expandir, se acumular. Ele se concentra nas mãos de um grupo cada vez menor. Passa por crises cíclicas e estruturais.
6= Para Taylor a administração deveria garantir, concomitantemente, prosperidade ao patrão e ao empregado. A divisão das tarefas na fábrica viria pela observação do desempenho físico do operário. A atividade realizada era cronometrada estabelecendo-se um padrão médio de tempo gasto pelo trabalhador durante sua jornada de trabalho. O controle racional do tempo permitia ao administrador corrigir descaminhos. Infere-se com tudo isso :
I - Que a relação, na fábrica, seguia um modelo de integração horizontal.
II - Que a correção do caráter dos indivíduos era o foco do trabalho do administrador.
III - Que a supervisão do trabalho humano geraria um lucro maior.
IV - Que a hierarquia, na fabrica, era uma marca do taylorismo.
Assinale a opção em que as propostas se apresentem em consonância com o sistema taylorista: (x) III e IV    
7= Nos modelos Taylorista/Fordista o trabalhador realiza ________________________________ repetitivas, de forma mecânica; já no modelo Toytista exige-se do trabalhador capacidade de abstração, de formação de conceitos, correlacionadas às __________________________.
(x) Atividades motoras / Atividades cognitivas
8= Ford amplia a lógica taylorista, aplicando os princípios tayloristas nas produções em larga escala. No fordismo,