A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Fontes Diretas do Direito

Pré-visualização | Página 1 de 1

@vickrsouza 
 
1 
 
 
 
 
 
 
 
Silvio de Salvo Venosa conceitua a lei como uma regra geral 
de direito, abstrata e permanente, dotada de sanção, 
expressa pela vontade de uma autoridade competente, de 
cunho obrigatório e de forma escrita. 
Uma lei para ser válida passa por um processo legislativo. 
Ação Direta de Institucionalidade: define se uma lei é 
inconstitucional. 
A vontade política é de grande importância para a aprovação 
de leis. 
 
 CARACTERÍSTICAS 
 
→ Regra Geral: A lei é geral porque não se aplica a um 
caso específico e sim a todos, sem distinção. 
 
→ Abstrata: Prevê situações sociais que podem ocorrer de 
acordo com as que já ocorreram. 
 
→ Permanente: A lei existe no mundo jurídico, tem 
validade e se aplica, enquanto não revogada. Entretanto, 
pode existir um prazo de validade para uma lei 
específica. 
 
→ Emanar (surgir) de Um Poder Competente: Deve 
surgir de autoridades competentes, de acordo com a 
constituição e regras jurídicas. Ex: Legislativo, Estado. 
 
→ Sanção: Pena, reparação, multa, consequências. É 
necessária para manter a ordem. 
 
→ Força Obrigatória da Lei: Ao ser aprovada, a lei possui 
uma força própria, sem questionamento da sua vigência. 
 
→ Escrita: A lei, no sistema atual brasileiro, sempre deve 
ser escrita. Se não for escrita, se caracteriza como 
costume. Os contratos podem ser orais/verbais. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 CLASSIFICAÇÃO DAS LEIS 
 
Quanto à Sua Origem Legislativa 
‐ Municipal, Estadual e Federal. 
Ex: Constituição Federal, Constituição do Estado do 
Paraná, Lei Orgânica do Município. 
 A lei é aplicada e revogada de acordo com a competência 
que a rege podendo, em poucos casos, existir mais de uma 
origem legislativa para isso. 
Quanto à Duração da Lei 
‐ Permanente: sem data limite. 
Temporária: válida em uma data específica. 
Quanto à Amplitude ou Alcance: 
‐ Geral: aplicada a todos sem distinção (Código Civil), 
‐ Especial: visa um grupo específico, porém não 
deixa de ser geral. (Estatuto do Idoso, Código de 
Defesa do Consumidor). 
Quanto a Força Obrigatória: 
‐ Cogentes: normas que se impõe por si mesmas. 
(Orçamento de um serviço). 
‐ Dispositivas: normas a critério da parte. O 
interessado deve recorrer a ela. (Danos Morais). 
Quanto à Sanção: 
‐ Leis Mais que Perfeitas: aplicação de duas 
sanções, uma relativa ao ato praticado (Casamento 
Nulo) e outra relativa a quem praticou o ato. (Crime 
de Bigamia). 
‐ Leis Perfeitas: acarreta anulação do ato jurídico, 
sem atingir a pessoa. 
‐ Leis Menos que Perfeitas: atinge somente o 
praticante do ato, a pessoa. 
‐ Leis Imperfeitas: quando violadas, não acarretam 
nenhuma consequência. 
 
 
LEI / NORMA 
 DEFINIÇÃO 
@vickrsouza 
 
1 
 
 
 
 
 
 
 DEFINIÇÃO 
 
É o nome dado a qualquer regra social resultante de uma 
prática reiterada de forma generalizada e prolongada, que 
resulta numa certa convicção de obrigatoriedade, de acordo 
com cada sociedade e cultura específica. 
 
Pode ser instituído por um grupo social. Leva tempo para 
ser reiterado e necessita ser reconhecido pela sociedade. 
Costumes se diferenciam de acordo com a sociedade em 
que está inserido. 
 
 
 ELEMENTOS 
 
1. Corpus (elemento material): aquilo que temos de 
concreto, material. A prática reiterada do ato. 
 
2. Animus (elemento psicológico): crença na 
obrigatoriedade. O porquê as pessoas seguem esse 
costume. 
Os dois necessitam estar juntos para constituir um Costume 
Jurídico. Sem a crença na obrigatoriedade o costume se 
torna um uso. 
 
 
 COSTUME NO DIREITO BRASILEIRO 
 
→ Na Lei Brasileira, o costume não é usado a qualquer 
momento. 
 
→ De acordo com o Decreto-Lei Nº 4.657, de 4 de 
setembro de 1942 (Lei de Introdução às normas do 
Direito brasileiro): 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Costume Secundum Legem 
‐ Um costume que foi transformado em lei. 
‐ Deixa de ser costume e passa a ser lei. 
‐ É escrito como lei. 
 
Costume Praeter Legem 
‐ Costume para integração da norma. 
‐ Quando há lacunas da lei. 
‐ Quando a lei for omissa. 
 
Costume Contra Legem 
‐ Costume que vai contra a lei. 
‐ Se opõem ao dispositivo legal. 
‐ Por ferir a lei, não pode ser considerado costume. 
 
 
 
COSTUME 
CLASSIFICAÇÃO 
Art. 4º Quando a lei for omissa, o juiz decidirá o caso 
de acordo com a analogia, os costumes e os 
princípios gerais de direito.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.