A maior rede de estudos do Brasil

Como diferenciar o estado de perigo da lesão?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Júnior Oliveira Verified user icon

Há mais de um mês

A diferença entre o estado de perigo e a lesão reside na desnecessidade de prova do dolo de aproveitamento da parte que onera o negócio. Ou seja, a parte contrária não precisa ter consciência do grave dano que está causando para que a parte lesada possa pleitear a anulação do negócio.

A diferença entre o estado de perigo e a lesão reside na desnecessidade de prova do dolo de aproveitamento da parte que onera o negócio. Ou seja, a parte contrária não precisa ter consciência do grave dano que está causando para que a parte lesada possa pleitear a anulação do negócio.

User badge image

katherenne

Há mais de um mês

Como previsto no artigo 157 do código civi, Ocorre lesão quanso uma pessoa, sob premente necessidade, ou por inexperiência , se obriga a prestação manifestamentedesproporcional ao valor da prestação oposta.

No o artigo 156 do código civil prevê que configura-se estado de perigo quando alguém,premido da necessidade de salvar-se, ou a pessoa de sua família, de grave danoconhecido pela outra parte, assume
obrigação excessivamenteonerosa.

Em outras palavras, a Lesão é quando o agente faz algo por estar sendo precionado, passando por algum constrangimento, a situação o força à tomar a decisão desproporcional a real situação ( como por ex: vendo algo quem vale R$ 1.000,00 por 100,00, pois preciso da quantia para pagar uma fiança) e quem adquire esse produto não sabe da situação que se encontra o agente. Agora o estado de perigo é quando o agente esta passando por alguma situação de necessidade e a outra parte tira um proveito indevido (como por exemplo: um familiar meu precisa ser operado urgentemente e não tenho outra clinica para recorrer, a clinica ao invés de me cobrar em faixa de R$ 1.000,00 (que é o real valor da cirugia) cobra R$4.000,00, se aproveitando assim da situação ,pois sabem da minha ncesidade)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas