Direitos Humanos e Hospitalidade: A Proteção Internacional para Apátridas e Refugiados

Gustavo oliveira de lima Pereira

Ano: 2014 | Editora: AtlasISBN 9788522490738
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • avaliações

Resumo

Quando suportamos conviver em um mundo onde cerca de 47 milhões de pessoas assumem a condição de refugiadas e outras 12 milhões não detêm cidadania (não recepcionando qualquer vínculo jurídico-político com nenhum Estado), percebemos que existe ainda um longo caminho a percorrermos em termos de direitos humanos.Este livro, portanto, tem a pretensão de esboçar uma rota alternativa neste percurso, discutindo o tema da estrangeiridade, mais precisamente analisando a situação jurídica, política e filosófica vivenciada por apátridas e refugiados,no conflituoso cenário internacional atual.O texto concentra esforços em discutir detalhes a respeito dos Tratados e Convenções Internacionais sobre o tema, resvalando posteriormente para uma discussão de maior profundidade, onde as ideias de “cidadania”, “soberania”, “tolerância” e “democracia”, compreendidas pela tradição dos direitos humanos, são postas emxeque, reivindicando pensarmos os direitos humanos à beira do abismo.Esse abismo implica sabermos lidar com o paradoxo dos direitos humanos: um contexto histórico onde nunca foi tão importante fortalecermos os instrumentos de proteção internacional dos direitos humanos ao mesmo tempo em que nunca foitão pertinente rediscutirmos os seus pressupostos, ainda não suficientemente radicais para dar conta da dimensão do problema.O fio condutor que cobre este percurso é preenchido pela “hospitalidade incondicional”; alternativa suficientemente consistente para a construção de uma reflexão avessa às simplificações e mecanizações com as quais o tema do“respeito ao outro” vem sendo recepcionado nos últimos anos.